Resenha tripla: Sutilmente, Imersão e Caleidoscópio – Nina Spim

Oi gente, tudo bem?
Estão aproveitando bastante o feriado de Carnaval? Espero que sim! ❤

Hoje eu trago pra vocês as primeiras resenhas de parceria do ano, começando pelas obras da Nina Spim: Sutilmente, Imersão e Caleidoscópio! 😀
Como os contos da Nina são bem curtinhos, resolvi falar um pouquinho sobre cada um nesse post.

sutilmente nina spim.png

Sinopse: A escola pode ser um ambiente hostil para se fazer amizades e, ainda mais, para se apaixonar pela primeira vez. No entanto, é justamente na sala de aula que Giovana conhece a nuance e a cor do amor. Laura poderia ser a típica aluna nova amedrontada, mas seu mundo particular, cheio de certezas escondidas, nunca mais será o mesmo depois de conhecer a libertação que o novo provoca.

Sutilmente é narrado em primeira pessoa por Giovana, uma estudante que fica imediatamente interessada na nova colega de classe, Laura. Enquanto narra seu dia na escola e o fascínio que Laura exerce sobre ela, Giovana vai nos mostrando um pouco do seu dia a dia e também como é a sensação de se interessar por uma pessoa à primeira vista. O jeito tímido e misterioso de Laura – que parece assustada, mas ao mesmo tempo tem uma energia envolvente – conquista Giovana, que faz de tudo para se aproximar da garota.

Pela sinopse, eu achei que Sutilmente falaria mais de um romance em si, mas na realidade o conto aborda o início do interesse entre as duas garotas. Não consegui me conectar às personagens, porque os devaneios da protagonista me deixaram um pouco confusa, e algumas frases curtas deixaram a narrativa um pouco truncada. O ponto forte desse conto, sem dúvida, é a naturalidade com que a sexualidade de Giovana e Laura foi tratada. Com leveza (e até mesmo poesia), Nina construiu  o interesse romântico das duas de um modo muito tranquilo – exatamente como esse tema deve ser. Fiquei muito contente com essa abordagem e espero ver mais obras assim!

Título Original: Sutilmente
Autor: Nina Spim
Editora: Amazon
Número de páginas: 14
Compre aqui!

imersão nina spim.png

Sinopse: Os dias difíceis parecem normais para todos, certo? Mas, no caso de Lou, um dia difícil é muito mais do que isso. É uma luta constante contra si mesma e seus demônios invisíveis. Caio, seu marido, a aceita como é e muitas vezes precisa ser firme. O que é a depressão para você? Até quando você poderia vê-la desgastando a pessoa que mais ama?

O conto traz a história do casal Lou e Caio, que se conhecem desde a escola e estão juntos há aproximadamente 10 anos. Lou convive com a depressão, uma doença invisível incompreendida por muitos. O conto, contudo, é narrado por Caio, e pelos olhos dele conseguimos vivenciar alguns dos sentimentos de alguém que ama uma pessoa com depressão.

Imersão foi, de longe, o conto que mais gostei. Em suas poucas páginas, pude me sentir conectada à história de Lou e Caio e de seu amor genuíno e duradouro. Por meio da visão de Caio não apenas vivenciamos junto a ele o que é conviver com alguém que tem depressão, mas também sentimos o amor incondicional que ele tem pela esposa. Apesar de um ou outro errinho de revisão, esse conto me envolveu e me emocionou. Nina desenvolveu esse tema com muita sensibilidade e doçura.

Título Original: Imersão
Autor: Nina Spim
Editora: Amazon
Número de páginas: 4
Compre aqui!

caleidoscopio nina spim.png

Sinopse: Conhecer o infinito nunca foi tão fácil para Júlia, até que Daniel a fez sentir que a beleza não precisa ser enxergada para ser contemplada na infinitude de quem eram.

Caleidoscópio traz um tema interessante, sobre o qual até então eu não havia lido: a deficiência visual. Júlia e Daniel se conhecem desde pequenos, e o rapaz é cego desde que nasceu. Por conviver com ele desde pequena, Júlia sempre lidou com a situação com naturalidade. Porém, o conto nos lembra que, infelizmente, nem todo mundo lida com isso dessa forma.

Por meio da narrativa de Júlia, Caleidoscópio nos mostra formas distintas de lidar com as diferenças: enquanto criança, Júlia só queria tratar Daniel como um igual e, depois de adulta, ela admira justamente aquilo que o faz diferente. Em um mundo de preconceitos e falta de empatia, Caleidoscópio nos lembra de que as pessoas são diferentes e que está tudo bem ser assim. Daniel pode não enxergar, mas isso não limita o personagem de maneira nenhuma, e Caleidoscópio mostra que ele é muito mais do que sua deficiência. O final é super fofinho, me lembrou A Culpa é das Estrelas hahaha! :3

Título Original: Caleidoscópio
Autor: Nina Spim
Editora: Amazon
Número de páginas: 4
Compre aqui!

Espero que tenham gostado da resenha tripla, pessoal. Foi um prazer ter esse primeiro contato com a escrita da Nina e espero que ela continue publicando cada vez mais. \o/

Beijos e até semana que vem! ❤

Anúncios

20 comentários sobre “Resenha tripla: Sutilmente, Imersão e Caleidoscópio – Nina Spim

  1. Hey Priiii linda! Ta na praia fervendo, né?

    Jurei que Sutilmente era super romantico etc e tal
    Essa do Caleidoscopio tem uma capa maravilhosa e essa premissa da deficiencia visual é muito bbonita – esse negocio de ter romance com alguma deficiencia fisica que precisa ser tratado é algo para ser bonito, ne pri ?
    Adorei as suas resenhas ❤ pode fazer mais assim eu deixo KKKK #abusada
    Um beijo
    Pâm – http://www.interruptedreamer.com

  2. Oi Prihh, tudo bem?
    Acho que dos três o que mais me chamou a atenção foi o segundo. Fiquei curiosa pois já li em outros livros a perspectiva da pessoa que tem a doença, mas ainda não tive a oportunidade de ler pela perspectiva da pessoa que está apenas “Assistindo” digamos assim. Parece ter uma premissa bem interessante. Anotei a dica.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    http://blog.amanda-almeida.com.br/

  3. Olá, Priih.
    Não sou muito de ler contos, prefiro histórias grandes hehe. O que mais me interessou foi o terceiro. Eu já li outras histórias com deficientes visuais e gostei do que li. O primeiro também me interessou apesar das suas impressões não term sido ótimas. Já o segundo que foi o que você mais gostou, é um tema que não gosto muito de ler, fico muito aflita.

    Prefácio

  4. Oi Prih,
    Acho que só tenho o primeiro no Kindle, e como esse ano resolvi dar mais atenção ao que pego por lá, esse já entrou na lista de prioridades.
    Eu gosto de contos, apesar de sentir o gosto de quero mais haha

    P.S.: HAHA infelizmente a resenha de Bruxos e Bruxas não era minha, mas agradeço suas palavras em nome da Victoria. Eu nem imaginava aquelas coisas do livro também haha

    tenha um ótimo final de semana.
    Nana – Obsession Valley

  5. Opa! Opa! Resenha tripla e o pessoal grita por aqui. Ae… em primeiro amei as capas dos contos. Tao simples e fofas! Por incrível que pareça o que mais me chamou atençao foi o que voce mais gostou…Imersao.
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s