5 motivos para ler a série Cormoran Strike

Oi pessoal, tudo bem?

Para comemorar a chegada do mais novo livro da série Cormoran Strike, Branco Letal (escrito por Robert Galbraith, o pseudônimo de J. K. Rowling), resolvi fazer uma lista de 5 motivos pelos quais você deveria dar uma chance à série. ❤

Você também pode conferir as resenhas dos livros anteriores abaixo:

Agora sim! Vamos à lista? 😉

1. Protagonistas carismáticos

Cormoran Strike é o protagonista da série, um ex-militar que hoje trabalha como detetive particular. Apesar do jeito introspectivo e até um pouco mal humorado, o personagem tem carisma, grande sagacidade e uma inteligência pra Sherlock nenhum botar defeito. Além dele, temos uma protagonista feminina incrível, Robin Ellacott. A jovem inicia a história como uma secretária temporária, mas seu olhar atento, sua pró-atividade e sua determinação fazem dela uma aliada valiosa para Strike. A dinâmica entre os dois é cativante e suas personalidades distintas combinam superbem.

2. Ambientação

Os crimes investigados por Strike normalmente se passam em Londres, então o personagem circula por toda a cidade (e também cidades próximas) em busca de pistas. As andanças de Strike inevitavelmente acabam causando no leitor uma vontade de conhecer de perto os pubs, os restaurantes e as ruas da capital inglesa.

3. Mistérios bem amarrados

Nos três livros da série já publicados, Robert Galbraith consegue costurar todos os fatos apresentados na resolução dos casos. Para mim, que adoro um romance policial, isso é imprescindível. Apesar de alguns casos serem mais interessantes do que outros (sendo Vocação Para o Mal o mais fraco deles, na minha opinião), há muita competência em amarrar as pontas soltas, e eu aprecio muito essa qualidade.

série cormoran strike.png

4. Desenvolvimento dos personagens

Tanto Strike quanto Robin têm suas histórias aprofundadas e seu passado revelado com o andamento das histórias. Muitos aspectos da personalidade dos protagonistas possuem explicação, e é muito legal ir descobrindo mais sobre eles com o passar das páginas – especialmente porque é muito difícil não gostar e não se importar com os dois. Eu valorizo muito quando os personagens fazem sentido e têm comportamentos coerentes, então esse aspecto da série me agrada bastante.

5. Narrativa envolvente

Não vou mentir pra vocês: existem momentos arrastados em algumas partes dos livros. O fato de que Strike não compartilha suas suposições com o leitor torna tudo muito misterioso, então certas cenas acabam sendo um pouco mais lentas. Ainda assim, Robert Galbraith/J. K. Rowling tem o talento de me fazer ficar imersa no que ele escreve, graças ao seu estilo narrativo. Os livros são longos e, ainda assim, muitas vezes me peguei devorando vários capítulos em sequência, simplesmente porque eu gosto do jeito que o autor escreve. E, quando penso que Robert Galbraith é J. K. Rowling, isso faz todo sentido: além do meu amor incondicional por Harry Potter, também curti demais Morte Súbita.

Espero que eu tenha conseguido convencer vocês a pensarem com carinho sobre dar uma chance a esses ótimos livros policiais. 😀

E pra quem já curte a série e, assim como eu, está ansioso pelo próximo volume, ele já está em pré-venda e será lançado pela Editora Rocco ainda este mês! Você já pode garantir o seu aqui e ainda ajudar o Infinitas Vidas sem pagar nada a mais por isso. Só sucesso, hein? ❤

E por hoje é isto!
Beijos e até o próximo post. o/

Anúncios

TAG: Páscoa em Livros

Oi meu povo, tudo bem? Comendo bastando chocolate? 😛

Em clima de Páscoa, a coluna Uma Amiga Indicou (uma parceria linda com os blogs amigos Estante da Ale, Caverna Literária, A Colecionadora de Histórias e Interrupted Dreamer) escolheu como tema do mês a TAG Páscoa em Livros, criada pelo Devorando Livros. 🐰 Espero que gostem!

pascoa em livros

Um livro que você gostaria que se reproduzisse como um coelho, que tivesse uma continuação.

a hospedeira stephenie meyerResenha | Compre aqui

Assim como o Devorando Livros, também acredito que A Hospedeira seja uma boa opção para essa pergunta. Apesar do final feliz, acho que muitas questões ficaram em aberto (ou mal resolvidas mesmo rs), então seria legal se tivesse uma sequência encerrando melhor a história.

Um livro que te surpreendeu como a surpresa dentro de um ovo de Páscoa.

eleanor-park-rainbow-rowellResenha | Compre aqui

Eleanor & Park pode ser considerado um livro que me surpreendeu, pois a experiência foi muito mais positiva do que eu esperava. Eu já tinha lido Anexos, da mesma autora, e detestado, então estava bem receosa quando comecei Eleanor & Park. Felizmente, amei a leitura! ❤

Um livro doce na medida certa, como chocolate.

lendo de cabeça para baixo jo plattResenha | Compre aqui

Lendo de Cabeça Para Baixo foi o primeiro chick-lit que eu li e me divertiu muito. O romance (ou seria melhor dizer os romances?) é fofo, mas não é o único enfoque do livro, que também tem cenas muito engraçadas e ótimos personagens secundários.

Jesus morreu na sexta-feira santa e ressuscitou no domingo de Páscoa: um livro que começou ruim e depois ficou bom.

mentirosos e lockhartResenha | Compre aqui

Acho que Mentirosos pode ser uma boa opção nesse caso. O início do livro é super enfadonho e não me prendia de jeito nenhum. Porém, quando cheguei no final… Wow! A reviravolta me pegou totalmente de surpresa e me fez pensar na trama por dias. Gostei demaaais do desfecho!

Um livro que está na sua cesta.

a rebelde do desertoCompre aqui

Tenho vários livros na wishlist atualmente, mas hoje vou escolher A Rebelde do Deserto. Espero conseguir ler ainda esse ano!

Gostaram das respostas, pessoal? 😀
Fiquem à vontade para responder também. Vou adorar conferir as escolhas de vocês!

Beijos e até o próximo post!

Vou, mas volto logo!

Oi gente, tudo bem?

Pra quem não sabe, no último dia 09 de fevereiro eu me formei em Publicidade e Propaganda. ❤ Para comemorar, eu havia decidido me dar de presente minha primeira viagem internacional: vou para San Andres e Providencia, no Caribe colombiano! \o/

Como meu destino é uma ilha com acesso difícil à internet, não vai ser possível me dedicar ao blog durante cerca de duas semanas. Além disso, eu ando bastante cansada (física e mentalmente) e acredito que umas férias daqui também serão muito bem-vindas.

Então saibam que vou, mas volto logo, com a cabeça descansada e as energias renovadas! Já aproveito também para perguntar: vocês gostariam de ver posts especiais da viagem para San Andres e Providencia por aqui? Me contem nos comentários! 😀

Beijos e até breve!

#Lista 8: Livros com protagonistas femininas fortes

Oi gente, tudo bem?

Seguindo a inspiração do Dia Internacional da Mulher e as pautas relacionadas a esse universo – como igualdade de gênero e empoderamento –, hoje resolvi indicar algumas leituras protagonizadas por mulheres fortes!

Katniss Everdeen – Jogos Vorazes

jogos vorazesResenha | Compre aqui

Katniss é um grande exemplo de força feminina. Responsável pelo sustento do lar, a protagonista da trilogia Jogos Vorazes sempre cuidou de sua família com determinação. Ao ver sua irmã sendo selecionada para os Jogos, não hesitou em tomar seu lugar, atitude que deu início à revolução.

Nihal – As Crônicas do Mundo Emerso

a garota da terra do ventoCompre aqui

Nihal é uma jovem que sempre sonhou em ser uma Cavaleiro de Dragão. Desde a infância, alimentou esse sonho e fez de tudo para conquistá-lo, mesmo que a atividade fosse predominantemente masculina. Mesmo sofrendo diversas perdas e enfrentando batalhas sangrentas, Nihal nunca desistiu de ir busca do que acreditava ser certo.

Lou Clark – Como Eu Era Antes de Você

como eu era antes de voce jojo moyesResenha | Compre aqui

Nem só poder físico e atitudes destemidas em batalha definem força. Lou Clark é uma personagem que tem grande crescimento no decorrer de Como Eu Era Antes de Você e, ao longo da trama, descobrimos as diversas provações que ela enfrentou em seu passado. Convivendo com o Will, ela desabrocha e reencontra sua luz e força próprias.

Offred – O Conto da Aia

o conto da aia margaret atwoodResenha | Compre aqui

Força também pode significar sobrevivência. Offred perdeu tudo: sua família, sua liberdade e seus direitos. Oprimida por um governo autocrático e religioso, Offred encontra força em pequenas transgressões, que revelam que sua essência não foi apagada.

Noemi Vidal – Desafiando as Estrelas

desafiando as estrelas claudia grayResenha | Compre aqui

Soldado da Gênesis, um planeta colonizado pela Terra, Noemi é uma jovem de 17 anos que perdeu os pais muito cedo e precisou aprender a se virar sozinha. Entretanto, as desgraças de sua vida não a transformaram em alguém amarga ou cruel; Noemi é empática, corajosa e altruísta – além de ser uma soldado implacável.

E vocês, que personagens femininas fortes escolheriam para essa lista?
Me contem nos comentários quem inspira vocês! ❤

Beijos e até o próximo post. o/

Livros para ler no Carnaval

Oi gente, tudo bem?

Pensando em quem também é do Bloquinho da Netflix e dos Livros e prefere curtir o Carnaval longe da folia, preparei uma lista de leituras fluidas e envolventes para ler no feriadão. Espero que gostem! 😀

E Não Sobrou Nenhum

e nao sobrou nenhum agatha christie

400 páginas | Resenha |  Compre aqui

Esse é um dos meus livros favoritos e eu li mais da metade dele em uma única tarde. Foi meu primeiro contato com Agatha Christie e já pude perceber porquê ela é chamada de Rainha do Crime. Minha dica é: não se assustem com o número de páginas, tenho certeza que a leitura será fluida. Afinal, será impossível segurar a curiosidade até descobrir quem é o assassino da Ilha do Soldado.

Mentirosos

mentirosos e lockhart

272 páginas | Resenha | Compre aqui

Um livro que me surpreendeu pelo final, Mentirosos também é uma boa opção para o feriadão. Com menos de 300 páginas, a obra consegue manter o leitor confuso até o último (e surpreendente) capítulo.

O Sorriso da Hiena

capa o sorriso da hiena gustavo avila

304 páginas | Resenha | Compre aqui

Aqui, acompanhamos o dilema moral de um psicólogo que é instigado por um serial killer a estudar a origem da maldade humana. Como não ficar curiosa(o) com uma trama assim? Além disso, a narrativa é ágil e o livro não é muito longo, o que super favorece uma maratona de Carnaval.

Outros Jeitos de Usar a Boca

outros jeitos de usar a boca rupi kaur

208 páginas | Resenha | Compre aqui

Apesar de eu não ser a maior fã de poesia, essa obra me tocou. Com poemas que retratam as diferentes experiências (e dores) do ser mulher, Rupi Kaur não nos poupa com suas palavras – em alguns momentos doces, em outros contundentes.

A Sutil Arte de Ligar o F*da-se

a sutil arte de ligar o foda-se

224 páginas | ResenhaCompre aqui

Mais um exemplar de obras que não costumo ler, mas que acabei gostando. O livro é curto, chama a atenção já pelo título e traz um cinismo interessante sobre a vida e sobre a importância que damos a certas coisas. Aprendi algumas lições bem valiosas com ele!

Clube da Luta Feminista

clube da luta feminista

336 páginas | Resenha | Compre aqui

Uma das minhas leituras favoritas do ano passado, eu recomendo esse livro pra todo mundo! Jessica Bennett explora as diversas facetas do machismo no ambiente corporativo e nos mune com táticas para combatê-lo. É um livro importante, mas fácil de devorar graças à sua narrativa divertida.

A Revolução dos Bichos

a revolução dos bichos george orwell

152 páginas | Resenha | Compre aqui

Um dos meus livros favoritos da vida, essa fábula é uma obra fácil de ler, mas isso não diminui em nada sua mensagem poderosa. George Orwell utiliza diversas alegorias para falar sobre a hipocrisia humana e sobre o que acontece quando certos tipos sobem ao poder.

Para Todos os Garotos Que Já Amei

capa para todos os garotos que ja amei

320 páginas | Resenha |  Compre aqui

Não podia faltar um romance bem água com açúcar nessa lista, né? A história inusitada de Lara Jean e Peter Kavinsky cai muito bem um feriadão, já que é difícil largar o livro até a história terminar. E, se você quiser conferir a adaptação, ela está disponível na Netflix. 😉

@mor

@mor

188 páginas | ResenhaCompre aqui

Eu li esse livro há uns anos, mas ainda o adoro! Nele, duas pessoas começam a trocar e-mails após um erro de digitação da protagonista, que desejava entrar em contato com uma revista. Acompanhar os diálogos dessa amizade virtual é muito divertido – especialmente quando os sentimentos começam a mudar.

Confissões de Uma Garota Desastrada

confissoes de uma garota desastrada emma chastain

320 páginas | Resenha | Compre aqui

Uma opção de livro bem leve sobre a adolescência, que traz diversas situações pelas quais a maioria de nós já passou: a ansiedade sobre o primeiro beijo, o primeiro crush, o afastamento natural de algumas amizades… É um livro despretensioso, ótimo para passar o tempo com leveza.

Gostaram das dicas? Já leram alguma das obras sugeridas?
Me contem nos comentários!

E bom Carnaval. 🎉

Lista #7: Minhas séries de comédia favoritas

Oi gente, como estão?

Vocês sabem que eu sou aloka das séries, né? E, apesar de já ter feito review de várias delas aqui no blog, percebi que ainda não tinha organizado em uma lista as minhas favoritas. Por isso, no post de hoje resolvi contar pra vocês quais são as minhas séries preferidas, começando por um dos estilos que mais gosto: comédia! ❤

#1 Friends

friends (2).png

Friends é a minha série favorita da vida! Eu tenho até uma tatuagem homenageando essa sitcom que foi e é tão importante pra mim. Em momentos bem complicados da minha vida eu encontrei consolo nos seis amigos que dividiam as alegrias e as agruras do dia a dia em um café charmoso e aconchegante de Nova York. ❤ Até hoje, quando estou passando por algum momento mais tenso ou estressante, recorro a Monica, Rachel, Phoebe, Chandler, Joey e Ross. E sempre funciona!

#2 One Day at a Time

one day at a timeReview

Minha segunda série de comédia favorita é essa sitcom MARAVILHOSA que todo mundo deveria conhecer. One Day at a Time acompanha uma família de origem cubana vivendo nos Estados Unidos e é repleta de humor, piadas conscientes, responsabilidade e carisma. Nunca vi uma série que abordasse tão bem questões psicológicas como depressão e ansiedade, além de trazer críticas sociais e temas fortes como alcoolismo, drogas e homossexualidade de maneira natural e responsável. One Day at a Time é uma série necessária, que sabe fazer humor sem ofender e ainda conscientizar sem forçar a barra. É muito amor envolvido! ❤

#3 Brooklyn Nine-Nine

brooklyn nine-nine (3)Review

Mais um exemplo de série que sabe fazer humor sem precisar pisar ou debochar de ninguém. Brooklyn Nine-Nine (ou B99, para os íntimos) fala sobre racismo, homofobia, machismo, empoderamento feminino e muito mais, enquanto acompanha os casos investigados pelos detetives da 99ª delegacia do Brooklyn. Apesar do grande número de personagens masculinos, vai totalmente contra os conceitos de masculinidade tóxica, e as personagens femininas são diversas e badass, cada uma à sua maneira.

#4 Mom

mom.png

Essa série foi uma grata surpresa. Nunca tinha ouvido falar nela mas, um dia, zapeando pela tv a cabo, meu namorado e eu vimos parte de um episódio (que achamos muito engraçado). Começamos a assistir do início e foi amor instantâneo! Trazendo como tema principal o alcoolismo – pois a série acompanha uma relação disfuncional entre mãe e filha, ambas ex-alcoólatras que frequentam o AA) –, Mom tem ótimos personagens, diálogos e cenas de humor. Entretanto, assim como em um momento você está rindo, no próximo você está chorando, pois a série é capaz de trabalhar um tema forte (o vício) de maneira muito tocante e real.

#5 Modern Family

modern family 3Review

Apesar de ter perdido um pouco do fôlego nas temporadas mais recentes (talvez da 5ª ou 6ª em diante), Modern Family ainda ocupa um lugar muito especial no meu coração. A série acompanha uma família muito diversa, cujos pilares são um patriarca bem tradicional, Jay (casado com uma mulher mais jovem, Gloria, que tem um filho do casamento anterior) e seus dois filhos, Claire (uma mulher forte e determinada, mãe de três filhos e casada com o doce Phil) e Mitchell (que é assumidamente gay e casado com Cam). O forte de Modern Family é justamente acompanhar as tensões, reconciliações e os momentos fraternos dessa família tão diversa. E é claro que não faltam boas cenas de comédia e personagens muito engraçados, com destaque para Phil e Gloria.

#6 Grace and Frankie

grace and frankieReview

Como não amar essa dupla? Grace and Frankie tem um plot ótimo: duas mulheres na terceira idade descobrem que seus maridos são gays e pretendem pedir o divórcio para se casar. De modo improvável, as duas acabam morando juntas e, pouco a pouco, vão aprendendo com as diferenças entre elas. A amizade de Grace e Frankie é admirável e vai se construindo aos poucos, até porque as duas têm personalidades opostas. Além disso, a série faz muito bem em trazer a terceira idade como pilar, pois dá voz a essa parcela da população e mostra que essa fase da vida pode ser muito mais interessante do que a gente julga.

Menções honrosas: The Good Place é outra série sensacional e nonsense que me faz rir MUITO. Adoro a temática e acho o plot twist da primeira season finale SENSACIONAL. Além dela, a criança que eu fui ficaria profundamente magoada se eu não citasse as primeiras séries que fizeram parte da minha vida, me aproximando desse tipo de produção: Eu, a Patroa e as Crianças, Um Maluco no Pedaço e Todo Mundo Odeia o Chris. ❤

Já conferiram alguma das séries da lista, pessoal? Gostam de alguma?
Me contem nos comentários quais são as favoritas de vocês! ❤

Beijos e até o próximo post.

Tatuagens geeks #5

Oi gente, tudo bem?

Quem me acompanha há mais tempo aqui no blog sabe que adoro tatuagens, especialmente se a temática for literária ou geek. ❤ E, como faz tempo que não trago referências assim, resolvi fazer mais um post com tattoos geeks pra vocês. Quem sabe não surge uma inspiração? 😉

sem rosto tattoo

Sem Rosto, de A Viagem de Chihiro, por @livianunestattoo.

ohana tattoo.png

Ohana quer dizer família. ❤ Stitch, por @anaboueri.tattoo.

pelucio tattoo

Um Pelúcio fofinho pra alegrar o dia! Por @vitalmonteirotattoo.

livros tattoo

Uma bela homenagem aos livros, por @mychelaink.

luz de earendil

Luz de Eärendil que fiz no braço, para homenagear meu personagem favorito de O Senhor dos Anéis: o Sam! ❤ Por @monkey.drawing.

Curtiram as tattoos, pessoal? Fariam alguma delas? 😉
Beijos e até o próximo post! ❤