Review: Bird Box

Oi gente, tudo bem?

Depois de uma divulgação pesada, Bird Box (ou Caixa de Pássaros) chegou à Netflix. Eu não li o livro, então esse review vai ser baseado apenas no filme, ok?

bird box.png

Sinopse: Uma misteriosa presença leva as pessoas ao suicídio. Cinco anos depois, uma sobrevivente e seus dois filhos saem em busca de um abrigo seguro.

O filme começa com Malorie, nossa protagonista, avisando duas crianças de que farão uma viagem perigosa e que eles não podem tirar a venda dos olhos de jeito nenhum. O trio parte então para uma viagem de barco rumo a um abrigo, e então a narrativa muda para cinco anos no passado, período em que Malorie está vivenciando uma gravidez aparentemente indesejada. Ela e sua irmã vão até o hospital para um exame de rotina mas, saindo de lá, as duas percebem que o caos subitamente se instaurou: as pessoas ao redor começam a agir estranhamente, machucando os outros ou a si próprias, cometendo suicídios por toda parte. Durante a tentativa de fuga, a irmã de Malorie parece enxergar algo apavorante, suicidando-se em seguida. Desesperada e sem rumo em meio à confusão, Mal é ajudada por um homem a chegar em uma casa na qual outras pessoas se refugiaram.

bird box (7).png

Bird Box não é um filme que se proponha a explicar de onde surgiram as criaturas que induzem as pessoas a se suicidar (eu aposto em alienígenas). O foco do longa é trabalhar as emoções das pessoas que estão lutando para sobreviver  – o que me lembrou um pouco The Walking Dead e O Nevoeiro nesse sentido. A única coisa que fica claro é que, uma vez que você olha para as criaturas, você perde o controle de si mesmo e precisa se machucar ou machucar alguém próximo. Por isso, os sobreviventes fazem o possível para tapar cada janela, porta e fresta para o mundo exterior. O problema é que dentro da casa também existem desafios, já que o grupo é muito heterogêneo e com interesses e personalidades diferentes. Essa premissa poderia ser bem interessante, mas acaba sendo uma parte do filme bastante clichê e mal desenvolvida. Os personagens da casa são estereotipados e não cativam o espectador. 

bird box (3).png

Bird Box até tentou criar uma conexão entre os personagens, mas não funcionou muito bem. Malorie e Tom são a dupla com mais química, e o desagradável Douglas acaba sendo necessário também pra mexer um pouco com os ânimos (por mais babaca que seja). Olympia, por outro lado, parece alguém totalmente fora da casinha. Não consegui “comprar” a aproximação dela com Malorie, especialmente porque essa amizade parece um tanto quanto indesejada pela segunda. As duas compartilham um momento de ternura envolvendo a gravidez (já que ambas estão com a gestação em uma fase aproximada), mas pra mim não foi forte o suficiente para o desenrolar com as crianças. Acho super estranho que a filha de Olympia pareça ter mais destaque que o filho de Malorie, inclusive. Entretanto, em termos de atuação isso foi positivo, já que a menina é a mais expressiva da dupla mirim.

bird box (8).png

Sandra Bullock é um dos destaques do filme. Ela dá vida a uma protagonista forte e determinada, ainda que tenha dificuldades em lidar com seus sentimentos pelas crianças – já que fica claro no início do longa que talvez a maternidade não fosse algo desejado. O medo é bastante palpável, e ela usa da racionalidade para lidar com a situação, fazendo disso o pilar da criação dos filhos. Chega a ser estranho ver como Malorie interage com eles (de modo seco e rígido o tempo todo), mas também é possível compreender o estado de nervos fragilizado e permanente em que a personagem se encontra (e a vontade de fazer com que as crianças sobrevivam).

bird box (2).png

Os momentos de tensão são dignos de um thriller e conseguiram me deixar apreensiva. Cenas como a busca por suprimentos, a sequência envolvendo Gary e a viagem pelo rio me deixaram atenta, e acredito que muito disso se deva ao mistério que envolve as criaturas e o medo daquilo que não conhecemos. Só de pensar na situação já é algo bastante aflitivo, por saber que a ameaça está à espreita e você não pode abrir os olhos para tentar se defender. Além das criaturas, os personagens também precisam enfrentar algo tão cruel quanto: os próprios seres humanos.

bird box (5).png

Bird Box não é um filme perfeito, especialmente por ter muitas falhas ao desenvolver os personagens e a dinâmica entre eles. Contudo, a experiência não foi negativa. Sim, em alguns momentos senti que o filme estava se arrastando demais, mas em outros fiquei bastante aflita (que é o que espero de um thriller). O pano de fundo da trama assusta, assim como os desafios enfrentados por Malorie e seus filhos. Apesar de alguns defeitos no desenvolvimento, acho que vale a pena conferir! 🙂

Título original: Bird Box
Ano de lançamento: 2018
Direção: Susanne Bier
Elenco: Sandra Bullock, Trevante Rhodes, John Malkovich, Danielle Macdonald, Tom Hollander, Sarah Paulson, Vivien Lyra Blair, Julian Edwards

Anúncios

22 comentários sobre “Review: Bird Box

  1. Olá, Priih.
    Eu odiei o livro. Foi um dos piores livros que já li na minha vida. E não estava esperando muito do filme não e acabei gostando bem mais do que do livro hehe. Mas tanto no filme como no livro minha opinião foi diferente da do povo.

    Prefácio

  2. Concordo total com você sobre os sobreviventes da casa que se tornaram personagens estereotipados, não se aprofundaram na história deles e muito menos na vivência dentro da casa, coisa que acontece no livro e nos deixa mais satisfeitos. E assim como você, também achei que o filme se arrastou demais, poderia ter uma meia hora a menos e ser mais dinâmico, mas li uma matéria em que comentou que a produtora do filme é conhecida por seu trabalho melancólico, então, era de se esperar um filme mais lento e demorado.
    Te aconselho a ler o livro, pode ser que goste, mas não espere que digam o que são as criaturas ou o que é que as pessoas vêem, isso fica por conta da imaginação, assim como é no filme.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

  3. Oie!
    Esse livro é o favorito de muita gente e eu queria realmente ler, mas tenho a certeza que isso não vai acontecer, então acho que irei ceder ao filme. Estou muito curiosa! Uma pena os pontos negativos abordados, principalmente quando se trata de personagens mal desenvolvidos. De qualquer forma, fiquei feliz em saber que no final vale a pena 🙂
    Beijos
    Our Constellations

  4. Oi, Priih!
    Eu assisti o filme esses dias e posso dizer que adorei, fiquei tensa o tempo inteiro hahaha mas super concordo com várias opiniões suas. Achei a Malorie com a Olympia muito nada a ver, não consegui sentir a tal aproximação em momento nenhum e não entendi o foco só na filha da Olympia. Achei que ela ia ter algum momento especial durante o filme ou que seria importante pra desvendar alguma coisa e nada. Fiquei meio confusa com isso, talvez ela tenha destaque em alguma possível continuação? (Como a Netflix ama continuar coisas que fazem sucesso mesmo que não tenha mais o que fazer, acho que Bird Box vai ganhar um segundo filme hahah). Outra coisa que achei bem nada a ver foi o casal que fugiu com o carro, tipo???? Mas enfim, no geral curti muito o filme e a atuação da Sandra tá maravilhosa! Adorei a resenha ❤

    Um beijão,
    GABS | likegabs.blogspot.com ❥

  5. Exato Prih!!!!
    Sabe, eu confesso que eu não gostei muito do livro de Caixa de Pássaros mas gostei do filme
    Eu sei que tem problemas e eu mesmo consegui assistir em três dias o filme rs
    parei duas vezes meia hora e no ultimo foi rs
    acho que algumas partes ficaram arrastadas mas depois andou
    adorei sua review

    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

  6. Aiii mulher! Como eu li o livro não consegui enxergar apenas como filme e não adaptação, mas ao ler sua resenha os pontos que vc apontou foram em certa medida as partes que foram melhor desenvolvidas no livro. Bjos da Cah!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s