Resenha: Uma Estranha Em Casa – Shari Lapena

Oi pessoal, tudo bem?

Ultimamente eu tenho tentado dar certa prioridade para livros que estavam na minha wishlist há muito tempo e, com isso, finalmente li o thriller Uma Estranha Em Casa.

uma estranha em casa shari lapenaGaranta o seu!

Sinopse: Karen Krupp acorda no hospital, sem ter a menor ideia de como foi parar nele. Tom, seu marido, diz que a porta estava destrancada quando ele entrou em casa, as luzes acesas, e que a esposa provavelmente saiu às pressas quando estava preparando o jantar, pelo que ele viu na cozinha. Karen perdeu o controle do carro enquanto dirigia a toda a velocidade e bateu de frente num poste. O mais estranho: o acidente aconteceu num dos bairros mais perigosos da cidade. A polícia suspeita de que Karen esteja envolvida em algo obscuro, mas Tom tem certeza de que não. Ele está casado com ela há dois anos, conhece muito bem a mulher. Será mesmo? Vai perguntar tudo a Karen quando chegar ao hospital, depois de dizer que a ama e que está feliz por ela ter sobrevivido, é claro. Mas Tom não obtém resposta nenhuma… porque ela não se lembra de absolutamente nada.

A história começa com a fuga de uma mulher de um restaurante abandonado. Ela entra no carro alucinada e dirige de forma imprudente até que bate num poste. A mulher em questão é Karen Krupp, e seu marido, Tom, fica transtornado ao chegar em casa e encontrar a porta destrancada, a preparação do jantar em curso abandonada e nenhum sinal de sua esposa. Quando a polícia bate à porta e o leva para o hospital em que Karen está, ele descobre que ela perdeu a memória de curto prazo graças ao traumatismo craniano provocado pelo acidente. Para completar a fórmula de incertezas, um homem é encontrado morto na região em que Karen bateu o carro, e ela vira uma peça-chave na investigação.

Uma Estranha Em Casa reúne vários elementos clichê de thrillers: um personagem desconfiado de alguém em quem sempre confiou, um aspecto físico/de saúde muito conveniente para manter o mistério e até mesmo uma vizinha enxerida (no caso, Brigid, melhor amiga de Karen e vizinha da frente). O desenrolar da trama é muito ágil e o livro tem uma característica que eu adoro: capítulos curtos. Graças a isso, e ao fato da narrativa em terceira pessoa focar em personagens diferentes, é muito fácil devorar as páginas.

resenha uma estranha em casa

Porém, Uma Estranha Em Casa é um livro simples. A investigação dos detetives não tem grandes reviravoltas, os personagens são meio estereotipados e lineares e os clichês que eu mencionei anteriormente o colocam numa posição bastante lugar-comum, ainda que segura. Lá pela metade do livro eu estava bastante desconfiada de determinada personagem e me vi tendo razão a respeito dela (que se revelou uma pessoa mesquinha e falsa). Por outro lado, o final em si traz um desfecho muito interessante pras pessoas envolvidas. Ele transmite uma ideia de “bem feito!” e eu achei legal que, de certa forma, os personagens paguem pelos seus erros.

As duas personagens pelas quais senti algum nível de afeição foram Karen, que está angustiada com a perda da memória, e o detetive responsável pelo caso, Rasbach. Ele é um homem determinado e vivaz, mas quanto mais ele investiga o passado de Karen, mais empatia ele demonstra. Tom é um fraco e eu não gostei de nenhum aspecto dele. SPOILER ALERT: tem um momento da história que ele trai Karen “por estar muito bêbado e precisar de conforto” e isso me enfurece. Eu odeio a autoindulgência masculina envolvendo traição e como eles ainda são retratados como “incapazes de se controlar”.

Enfim, resumindo: Uma Estranha Em Casa é um livro mediano, mas mediano não significa ruim. Ele se apropria de elementos que já vi em diversas outras obras do gênero e nos apresenta a uma história linear, mas envolvente. Não foi a melhor leitura do ano mas também não foi a pior, e pode ser uma boa opção pra alguém que esteja se aventurando nesse gênero literário pela primeira vez. 🙂

Título original: A Stranger in the House
Autor: Shari Lapena
Editora: Record
Número de páginas: 266
Gostou do livro? Então adquira seu exemplar aqui e ajude o Infinitas Vidas! ❤