Review: Toy Story 4

Oi gente, tudo bem?

Quando Toy Story 4 foi anunciado, eu fiquei com o pé atrás. Afinal, depois de uma conclusão tão perfeita e emocionante como a do 3, o que mais eles teriam para contar? Pois bem, o filme estreou, fui conferir e hoje trago minhas considerações pra vocês. 😉

toy story 4.png

Sinopse: Agora morando na casa da pequena Bonnie, Woody apresenta aos amigos o novo brinquedo construído por ela: Garfinho, baseado em um garfo de verdade. O novo posto de brinquedo não o agrada nem um pouco, o que faz com que Garfinho fuja de casa. Decidido a trazer de volta o atual brinquedo favorito de Bonnie, Woody parte em seu encalço e, no caminho, reencontra Betty, que agora vive em um parque de diversões.

O filme inicia 9 anos no passado, quando Andy ainda era uma criança. Os brinquedos estão empenhados em salvar um de seus companheiros, que está sendo levado por uma chuva torrencial depois de ter sido deixado no jardim. Após concluírem a missão com sucesso, uma situação desagradável acontece: Betty, a namorada de Woody, está sendo doada. Em uma despedida emocionante, o cowboy não tem coragem de ir com ela, optando por ficar com Andy. E, dessa forma, Toy Story 4 começa explicando um dos mistérios do último filme, que era justamente o paradeiro da pastora.

Agora, como brinquedo de Bonnie, Woody enfrenta uma nova dificuldade: ele não é mais o brinquedo favorito da garota, sendo deixado de lado e passando dias guardado no armário. Ainda assim, sua lealdade à menina é inabalável, fazendo com que ele entre na mochila dela para ajudá-la no primeiro dia de escola. Lá, Bonnie constrói um brinquedo feito a partir do lixo, e o apelida de Garfinho. Para a surpresa de Woody e seus amigos, Garfinho cria vida – mas está decidido a ir para a lixeira, convencido de que lá é seu lugar. Ao longo do filme, vemos Woody tentando manter Garfinho com a menina, por saber da importância que ele tem para ela.

toy story 4 (4).png

Ufa! Cansei só de escrever esses parágrafos rs. Sim, muita coisa acontece em Toy Story 4. A família de Bonnie parte em uma roadtrip, da qual Garfinho tenta fugir a todo momento. Após uma de suas tentativas de fuga, Woody o resgata e, no caminho de volta, os dois passam por um antiquário, onde Woody reconhece o abajur que fazia conjunto com Betty. É no antiquário que a vilã do filme (que não tem a mesma relevância dos vilões anteriores), Gabby Gabby, reside. A confusão na qual Woody e Garfinho se metem acaba tendo uma consequência positiva e inesperada: Woody reencontra Betty, que agora é um brinquedo perdido. Isso significa que ela não pertence a ninguém, indo aonde quiser, parando em parques de diversões e brincando com várias crianças. Para Woody, esse é um destino horrível; para Betty, significa liberdade. E essa antítese de ambições causa algumas discussões importantes, especialmente para o cowboy, que precisa refletir sobre seu passado decidir o que quer ser no futuro.

toy story 4 (3).png

Toy Story 4 é divertido e tem ótimas cenas de humor, protagonizadas principalmente por Buzz (e sua voz interior) e pelos novos brinquedos, o Patinho e Coelhinho. Eles são hilários e as cenas em que fantasiam seus “ataques de fofura” são algumas das melhores do filme. Os brinquedos clássicos (Jessie e companhia) mal aparecem, tendo pouquíssima importância na trama – o que achei uma pena. Entretanto, apesar das boas doses de humor, achei Toy Story 4 um tanto cansativo, com muitas repetições de padrões (especialmente vindas de Woody) que fizeram com que o filme parecesse mais longo do que é.

toy story 4 (2).png

O desfecho me causou uma sensação agridoce. Preciso falar com mais detalhes, então selecione se quiser ler: Woody ter escolhido deixar os amigos e Bonnie para trás para ficar com Betty foi algo que me surpreendeu muito. Eu entendo que, de certa forma, Woody sempre pertenceu e sempre vai pertencer a Andy; portanto, se ele não for de Andy, optar por não ser de nenhuma outra criança é algo bem poético e faz sentido com a jornada do personagem. Porém, Betty não foi uma personagem bem construída ao longo dos filmes, então não existe uma conexão forte com ela que faça você torcer pelo casal. Depois de tudo que Woody vivenciou em Toy Story 3 para salvar os amigos (correndo o risco de abandonar Andy, inclusive), darem um desfecho “de casalzinho” pra ele simplesmente não me convenceu.

toy story 4 (5).png

Eu queria dizer que Toy Story 4 foi um filme que ganhou meu coração, mas infelizmente não posso. Ele é engraçado e tem cenas emocionantes, além de encerrar o plot de Woody – que tem uma das melhores histórias de evolução e amadurecimento das animações a que já assisti. Contudo, sendo honesta com vocês, a sensação que tive foi a seguinte: bah, desnecessário. O desfecho de Toy Story 3 foi muito mais emocionante e conclusivo pra mim do que o do 4, e eu sinceramente acredito que a história poderia ter terminado lá mesmo. Mas é aquela coisa: gosto é gosto, e muita gente está curtindo a nova aventura de Woody. E vocês, já assistiram? O que acharam? Me contem nos comentários! 🙂

Título original: Toy Story 4
Ano de lançamento: 2019
Direção: Josh Cooley
Elenco: Tom Hanks, Tim Allen, Tony Hale, Annie Potts, Christina Hendricks, Keegan-Michael Key, Jordan Peele