Férias em João Pessoa! (parte 2)

Oi pessoal, como estão?

Fiquei muito feliz com a repercussão do último post, muito obrigada! ❤ Adorei que vocês tenham gostado de saber mais sobre João Pessoa e também curtido as fotos. Separei-as com muito carinho pra vocês. 😀
Então bora continuar sabendo um pouquinho mais sobre esse destino incrível? Hoje vou contar sobre os outros passeios que o Chris e eu fizemos, e também sobre a volta pra casa. 🙂

Tour pelo litoral sul

Para o sábado, dia 20 de fevereiro, nós compramos de última hora um passeio que a guia recomendou e que estava em promoção: um tour pelo litoral sul da Paraíba! Pagamos muuuito barato (R$ 50 por pessoa) e passamos o dia conhecendo três praias lindas: Praia Bela, Tambaba e Coqueirinho.

Praia Bela era a mais distante, então a viagem de ônibus com a agência de turismo foi um pouco mais longa. O bacana disso é que passamos em frente ao Farol do Cabo Branco, localizado no ponto mais oriental do Brasil. Antes de chegarmos na praia, paramos em uma casinha de barro onde as mulheres dos pescadores da região vendiam doces e bebidas artesanais. O clima era bucólico e pudemos ver uma paisagem bem característica do sertão.

casa de doces tambaba

Casa de doces Tambaba.

Chegamos a Praia Bela, no município de Pitimbu, lá pelas 9h da manhã, e um aspecto muito interessante de lá é que a praia separa o mar do rio Mucatu. O mar é totalmente aberto e um pouco mais agitado do que tínhamos visto até então, mas o rio… Gente, era uma delícia! A água era morna e você podia tomar banho tranquilamente. Alugamos um caiaque e ficamos remando pelo rio, aí meus bracinhos molengas cansaram HAHAHA e eu resolvi tirar umas fotos. 😛 Na areia estão várias mesinhas com cadeiras e guarda-sois pro turista aproveitar os petiscos dos bares que ficam do outro lado do rio. Os produtos são transportados de balsa, é bem bacana de assistir.

praia bela paraíba

Criança feliz detected! 😛

caiaque

Bem felizes! ❤

Às 11h, partimos em direção a Tambaba. Essa é uma das praias de naturismo mais famosas do Brasil, e dizem que a parte mais bonita da praia se encontra na porção naturista. Pra chegar lá, você atravessa uma pontezinha em uma mata mais fechada, e nesse momento já precisa tirar a roupa. O legal é que o naturismo é levado muito a sério, homens não podem entrar desacompanhados e não pode entrar ninguém de roupa. Nós optamos por ficar na parte social, vestidos mesmo. 😛 A vista era incrível, o mar era agitado e batia nos recifes. Apesar das ondas serem mais hostis, a paisagem era de tirar o fôlego!

tambaba paraíba

Rústica e encantadora! 🙂

tambaba paraíba 2

Quem escalamos um morrinho pra tirar foto do coqueiro solitário? 😛

Depois de Tambaba, fomos em direção a Coqueirinho. Após um almoço delicioso com muito camarão, fomos para a parte mais calma da praia, e também a mais famosa. Bem pequenininha, essa parte em especial forma um C, com falésias de um lado e pedras do outro. Ao redor da areia existem vários coqueiros que proporcionam sombra, é muito bonito. Foi uma das praias mais tranquilas que visitamos, sendo que – pasmem! – me arrisquei até a nadar! E eu tenho pânico de me afogar! 😛 Foi muito divertido.

coqueirinho paraiba

Tranquilidade define Coqueirinho. ❤

Depois desse dia super cansativo, mas extremamente produtivo e inesquecível, voltamos pro hotel pro nosso merecido descanso. 😀

Piscinas naturais de Picãozinho

Esse passeio estava previsto para o domingo, mas choveu o dia todo. 😦 Quando parou de chover, acabamos aproveitando a nossa praia mesmo, Tambaú. Transferimos Picãozinho para a segunda-feira e, em função disso, tivemos que cancelar outro passeio (para Areia Vermelha, uma praia que só surge quando a maré baixa). Porém, foi MUITO bom termos transferido o passeio: Picãozinho também depende de maré baixa, e na segunda tivemos condições perfeitas de visitar o lugar, com um sol lindo! ❤

As piscinas naturais de Picãozinho se formam a 1,5 km da praia de Tambaú. Pegamos um barco e fomos até lá. O Chris e eu alugamos snorkels para podermos nadar e enxergar os peixinhos, e valeu muito a pena esse investimento. Nas piscinas naturais, você pode andar pela faixa mais clara no mar, que é onde dá pé. É proibido pisar nos recifes, afinal, ali está o habitat de várias espécies, que podem ficar perturbadas (além do mais, machuca o pé. Pisei numa pedra em Tambaba e doeu pra caramba! :P). Aos poucos, conforme eu vi que realmente estava pisando no chão, fui perdendo o medo e tentei mergulhar com o snorkel. Foi cômico HAHAHA! Minha mente bugava ao pensar que eu tava entrando na água e deveria continuar respirando pela boca. 😛 Eu odeio mergulhar, odeio estar com a cabeça embaixo d’água mas, assim que acostumei, não parei mais! Gente, é indescritível. ❤ Foi a primeira vez que consegui nadar! De realmente boiar e sair batendo pernas e braços e sair por aí, sabem? HAHAHA! Obrigada por isso, snorkel. ❤ Me senti a Ariel, já queria sair cantando Part of Your World HAHAHA!

piscinas naturais de picaozinho

“Linguado, cadê você?” HAHAHA!

O Chris e eu ficamos nadando e olhando os peixinhos, vimos até uma Dory por lá! 😀 Aí pagamos pra fazer fotos subaquáticas, e mais uma vez eu tive que perder o medo de mergulhar. O moço foi super paciente, fiquei mergulhando uma ou duas vezes sozinha pra ver se conseguia, até que começamos a fazer as fotos. Quando uma foto não ficava boa, ele pedia pra que fizéssemos mais algumas, pra garantir. Não vou mentir: fiquei com uma sensação desconfortável de sal depois, mas sabem que eu me senti super corajosa? 😛 Em um dia venci vários medos pra fazer as coisas que eu queria (mas coitado do Chris que aguentou meus surtos de medo até eu conseguir). E eu tenho que dizer uma coisa: já fiz várias coisas legais, mas o mergulho nas piscinas naturais foi a experiência mais foda da minha vida! 🙂 Eu olhava pra toda aquela imensidão azul, olhava pro litoral lá longe, olhava pros peixinhos, olhava pra mim mesma nadando e perdendo, mesmo que temporariamente, meus medos… Foi indescritível, sabem? Foi um momento de conexão com a natureza que eu não consigo explicar. Apenas recomendo imensamente que todos façam! ❤

piscinas naturais de picaozinho 2

New buddies! ❤

piscinas naturais de picaozinho 3

Muito amô por essa foto! ❤

De volta ao barco, ficamos tirando fotos das piscinas vazias e também do litoral. Sempre que eu paro pra olhar as fotos novamente, fico impressionada. Chega a dar uma emoção, sabem? Foi realmente maravilhoso! ❤

piscinas naturais de picaozinho 4

Eu podia ficar horas olhando pra esse lugar! ❤

piscinas naturais de picaozinho 5

A vista do litoral também era incrível. 😀

E, com as piscinas naturais de Picãozinho, chegaram ao fim nossos passeios! Aproveitamos a última noite em João Pessoa para jantar e passear na orla e, no dia seguinte, nos despedimos. 🙂

A viagem de volta

Apesar de termos passado menos tempo em avião e aeroporto na volta, a viagem foi mais cansativa. Voltar pra casa sempre é mais cansativo, né? Você não tem a ansiedade do lugar novo, está cansado e só quer chegar logo. Porém, viajar à noite também foi super bacana e muito bonito. Só que deu um baita medinho ao chegarmos no Rio, porque estava trovejando e vários raios cortavam o céu. E eu, que morro de medo de avião E de tempestades, já fiquei toda apavorada. 😛 Mas mesmo com as turbulências que enfrentamos, tanto na ida quanto na volta, achei a experiência relativamente tranquila. Jantamos no aeroporto e pegamos o vôo pra Porto Alegre, que também foi rápido. O problema aconteceu quando o avião já estava estacionado: tivemos que esperar meia hora pra desembarcar. 😦 E eu estava desmaiada de tanto sono HAHAHA! Bom, depois disso desembarcamos a voltamos pra casa, cheios de memórias e histórias pra contar. ❤

Bom, pessoal, essas foram as minhas férias com o meu namorado! 😀
Eu realmente recomendo muito o destino e os passeios que fiz. João Pessoa é uma das capitais mais baratas do nordeste e de lá você pode ir a praias mais caras como Porto de Galinhas, Pipa e Fortaleza. Vale muito a pena, de verdade!

Espero que tenham gostado dos posts de viagem!
Agora já estou juntando moedinhas para a próxima. 😉

Beijos e até semana que vem! ❤