Resenha: Jack e o Porquinho de Natal – J. K. Rowling

Oi pessoal, tudo bem?

Hoje vim fazer uma resenha que me causou diversos dilemas, porque enquanto eu fazia a leitura, a autora trouxe mais uma vez comentários preconceituosos à tona. Acho importante ser honesta com vocês – como sempre – e dizer que eu gosto muito do que a J. K. Rowling escreve (tive uma ótima experiência com seu outro livro infantil O Ickabog), mas que não corroboro em nada com seus posicionamentos sobre a comunidade trans. Com isso em pratos limpos, partiu resenhar Jack e o Porquinho de Natal, o novo livro infantil da autora que recebi em parceria com a Rocco. 😀

Garanta o seu!

Sinopse: Jack tem um porquinho de pelúcia cor-de-rosa que ele chama de O Poto. OP, como ficou conhecido, está ao lado de Jack nos bons e maus momentos e compreende todos os seus sentimentos. Até que, em uma véspera de Natal, para grande tristeza do menino, OP é perdido. Jack ganha um novo brinquedo, o Porquinho de Natal, e é este substituto que vai armar um plano para que, juntos, eles embarquem em uma jornada repleta de magia em busca do que foi perdido e a fim de reencontrar o melhor amigo que Jack já teve.

Jack é um menino de 8 anos que tem a sorte de ter um melhor amigo capaz de entendê-lo sem que ele nem precise abrir a boca. Esse amigo é O Poto (ou OP), seu porquinho de pelúcia. Mesmo no período mais difícil que Jack viveu, marcado pela separação de seus pais, ele sabia que podia contar com o cheirinho meio sujo do Poto, com a maciez do seu tecido já gasto e com suas orelhinhas tortas. Porém, quando sua mãe se casa novamente, a vida de Jack se torna um pouco mais difícil: a filha do marido de sua mãe, Holly, é uma colega de escola de Jack que está passando por um período de muita revolta devido ao fato de seu pai ter encontrado um novo amor e também por estar sendo pressionada pela mãe em um esporte que ela não gosta mais. Holly desconta toda essa frustração em Jack e eles começam a brigar feito gato e rato, até que em um certo dia, andando de carro, Holly fica furiosa e joga OP pela janela. Jack entra em desespero e, apesar dos melhores esforços, eles não conseguem encontrar O Poto. Para se desculpar, Holly o presenteia com um porco novinho, que Jack despreza; mas é véspera de Natal, e coisas mágicas acontecem nesse dia. O novo porquinho, que se chama O Porquinho de Natal, ganha vida e oferece a Jack a chance de recuperar OP. Como? Infiltrando-se na Terra das Coisas Perdidas.

Jack e o Porquinho de Natal é um livro infantil lúdico e muito gostoso de ler. Quando a dupla inusitada se une para resgatar O Poto, diversas aventuras têm início. A Terra das Coisas Perdidas é o lugar para onde tudo aquilo que perdemos vai. Lá, as Coisas são categorizadas de acordo com o quão amadas elas são e o quanto seus donos sentem sua falta. Quando você perde algo, aquele item fica durante 1h em Extraviada, onde há maiores chances de ser encontrado e voltar para a Terra dos Vivos. Depois desse tempo, as Coisas são separadas e destinadas a três cidades: Descartável, Alguém-Se-Importa e A Cidade dos Saudosos. Ou é isso que Jack e o Porquinho pensam, pelo menos.

A dinâmica dos dois protagonistas é a clássica “enemies to friends”. Jack é muito relutante em aceitar a ajuda do Porquinho, porque acha ofensivo que ele tenha sido dado como um substituto ao Poto. Já o Porquinho se ressente de Jack pela sua grosseria, já que o menino bateu e quase arrancou a cabeça do bichinho de pelúcia quando Holly o entregou. O acordo entre os dois é que O Porquinho de Natal vai ajudá-lo no resgate a OP, mas depois ele próprio será presenteado a Holly. Jack, obviamente, topou na hora. Mas conforme eles vão adentrando a Terra das Coisas Perdidas, eles percebem o perigo que os rodeia: esse “reino” é comandado pelo Perdedor, uma criatura capaz de matar as Coisas ao comê-las e destruí-las; desse modo, elas nunca poderão ser encontradas na Terra dos Vivos. Enquanto tentam passar despercebidos e fazer de conta que Jack é um boneco articulado, o menino e o porco percebem a necessidade de se unir para vencer as adversidades.

A criatividade de J. K. Rowling está em cada página de Jack e o Porquinho de Natal. Esse universo que ela construiu é muito rico e as explicações seguem uma lógica que torna muito fácil mergulhar de cabeça na proposta da trama. Além disso, é inevitável torcer para que a dupla seja bem-sucedida na missão de resgatar O Poto, porque a autora dedicou um bom tempo nos primeiros capítulos para nos mostrar (e não deixar dúvidas) de quão importante ele é para Jack. Ao longo das páginas, conhecemos personagens que não têm a mesma sorte de serem tão amados quanto OP, e vários deles se tornam aliados da dupla – ganhando também nossa afeição e torcida. Com o desenrolar da trama, vemos que a postura dos protagonistas vai mudando devagarinho: Jack deixa de ser tão implicante com O Porquinho de Natal e se aproxima dele; já O Porquinho vai assumindo uma posição de porto-seguro para Jack.

No fim das contas, Jack e o Porquinho de Natal é um livro infantil encantador que traz lições muito bonitas. Ele nos mostra a importância da amizade e de não desistir daqueles que amamos, assim como também nos faz refletir sobre o fato de que nem tudo é como aparenta ser. Muitas vezes as pessoas ao nosso redor estão lidando com coisas pesadas e difíceis, e ao olharmos somente para o nosso sofrimento nos tornamos insensíveis a essas dores. Além disso, aproveito pra elogiar a edição física, que é em capa dura e recheada de belas ilustrações. Leitura super aprovada!

Título original: The Christmas Pig
Autora:
 J. K. Rowling
Editora: Rocco
Número de páginas: 320
Gostou do livro? Então adquira seu exemplar aqui e ajude o Infinitas Vidas! ❤

Livro cedido em parceria com a editora.
Esse não é um publipost, e a resenha reflete minha opinião sincera sobre a obra.

Resenha: O Ickabog – J. K. Rowling

Oi pessoal, tudo certo?

Assim como boa parte do fandom, eu também me decepcionei demais com a J. K. Rowling desde seus tweets transfóbicos. Inclusive não pretendia (nem pretendo, até o momento) adquirir seus livros novos, mas acabei recebendo como uma ação de divulgação da Editora Rocco um exemplar de O Ickabog. Decidi fazer um esforço de descolar um pouco a experiência de leitura da obra das coisas horríveis que ela disse, e felizmente esse esforço foi recompensado, porque eu me deparei com um ótimo livro (e devo admitir: mesmo zangada, continuo gostando de tudo que essa mulher escreve – exceto seus tweets, obviamente).

Garanta o seu!

Sinopse: Com a altura de dois cavalos, olhos que brilham como bolas de fogo, garras afiadas e compridas feito navalhas, o Ickabog está chegando. Um monstro mítico, um reino em perigo e uma aventura que irá testar a bravura de duas crianças. Descubra uma história brilhantemente original, divertida e irônica, sobre o poder da esperança e da amizade, de J.K. Rowling, autora de Harry Potter, uma das maiores contadoras de história de todos os tempos. O reino da Cornucópia já foi o mais feliz do mundo. Tinha muito ouro, um rei com os melhores bigodes que você poderia imaginar, e açougueiros, padeiros e queijeiros cujas comidas deliciosas faziam uma pessoa dançar de prazer. Tudo parecia perfeito, mas nos pântanos enevoados ao norte, segundo a lenda, vivia o monstruoso Ickabog. Qualquer pessoa sensata sabia que o Ickabog era apenas um mito para assustar as crianças e fazê-las se comportar. Mas quando esse mito ganha vida própria, lançando uma sombra sobre o reino, duas crianças – os melhores amigos Bert e Daisy – embarcam em uma grande aventura para desvendar a verdade, descobrir onde está o verdadeiro monstro e trazer a esperança e a felicidade de volta para Cornucópia. Em uma bela edição capa dura O Ickabog traz 34 ilustrações coloridas de crianças brasileiras de 7 a 12 anos de vários estados do Brasil, vencedoras do Concurso de Ilustração Ickabog.

O Ickabog é um livro que J. K. começou a escrever para os seus filhos quando eles eram pequenos, mas só concluiu durante a pandemia no ano passado. Cada capítulo foi sendo disponibilizado na internet e também rolou um concurso no qual crianças brasileiras foram escolhidas para ilustrar o livro. A edição física está fantástica, a Editora Rocco caprichou muito em cada detalhe: a capa é dura e alguns elementos têm um brilho dourado muito bonito, além das ilustrações nas páginas internas. 

A história começa com um típico “Era uma vez…”, que já nos transporta para o tempo tranquilo da infância. A autora conta a história do reino da Cornucópia, um lugar feliz, tranquilo e conhecido por sua excelente gastronomia e produção de vinho. O reino era governado pelo gentil (mas ingênuo e vaidoso) Rei Fred, cujos amigos mais próximos eram o vil Lorde Cuspêncio e Lorde Palermo, braço direito de Cuspêncio. Quando um aldeão pede ajuda ao rei para que salve seu cachorro desaparecido de um monstro conhecido como Ickabog (até então apenas uma lenda), uma série de eventos trágicos dá a Cuspêncio a desculpa perfeita para manipular o rei e fazer da Cornucópia apenas uma sombra do que era. E mudar esse destino é algo que está em mãos muito jovens: mais precisamente os amigos de infância Daisy e Bert.

Dá pra notar como a premissa já transmite o caráter lúdico da história, não é mesmo? A obra trata de assuntos pertinentes de uma forma fácil para que as crianças entendam, mas também capaz de fazer os adultos refletirem: há um governo que se isenta da responsabilidade (causando muita desigualdade e sofrimento), a corrupção destruindo a vida de milhares de pessoas, as graves consequências das “fake news” (ainda que ditas de outra forma) e também o preconceito contra aquilo que é desconhecido. E ao mesmo tempo em que fiquei impressionada com o quanto o livro dialoga com a realidade em que vivemos, também foi impossível não ficar me perguntando como uma autora que fala com tanta sensibilidade sobre esses assuntos pode corroborar na vida real com discursos que oprimem grupos já marginalizados. Tenho muita dificuldade de assimilar isso, sério. :/

Agora, falando sobre os protagonistas, Daisy e Bert são personagens cativantes. Ambos tiveram perdas familiares causadas pelas pessoas no poder e tiveram suas vidas radicalmente mudadas. Daisy em especial é uma personagem que causa muita afeição: mesmo com toda a crueldade que ela presenciou e mesmo com uma carga tão grande de dor ainda na infância, a menina se transformou numa jovem que cuida do próximo e que crê na bondade dos outros. Daisy é um ótimo exemplo para as crianças, tanto de coragem quanto de resiliência e de empatia.

Como pontos negativos eu traria somente dois aspectos: o livro ganha uma certa “barriga” lá pela metade que torna um pouco mais difícil prosseguir, especialmente porque há uma longa sequência de negatividade acontecendo; o segundo ponto é o final, que soou apressado em comparação a todo o tempo que a autora dedicou ao resto da narrativa – especialmente porque é no terço final que um personagem MUITO importante aparece, e ele merecia mais espaço.

O Ickabog foi uma leitura leve, divertida e que me transportou pras histórias que eu lia quando era pequena, ainda que com uma crítica social mais elaborada. É difícil não fazer paralelos com os (des)governos que ganharam força nos últimos anos e pensar que países como o nosso estão sendo jogados cada vez mais fundo na lama por irresponsabilidade e crueldade alheia. Mas, apesar de trazer a dor e o sofrimento da Cornucópia ao longo das páginas, O Ickabog termina como um livro infantil deve terminar: com a esperança de um “felizes para sempre”. E em tempos como esses, toda dose de esperança é bem-vinda. 🙂

Título original: The Ickabog
Autora:
J. K. Rowling
Editora: Rocco
Número de páginas: 288
Gostou do livro? Então adquira seu exemplar aqui e ajude o Infinitas Vidas! ❤

Livro cedido em parceria com a editora.
Esse não é um publipost, e a resenha reflete minha opinião sincera sobre a obra.

Resenha: Morte Súbita – J. K. Rowling

Oi, meu povo! Como estão?

Para o post de hoje, trago pra vocês o primeiro livro fora do universo Harry Potter que li da minha rainha J. K. Rowling. ❤ Me refiro a Morte Súbita, uma obra que causa muitas opiniões controversas.

morte subita jk rowling.pngGaranta o seu!

Sinopse: Este livro de J.K. Rowling conta a história de Pagford e seus habitantes, que, após a morte inesperada de Barry Fairbrother, membro da Câmara do vilarejo, fica em choque. Pagford é, aparentemente, uma pacata cidade inglesa com tudo o de mais comum e organizado que pode haver, mas o que está por trás da fachada bonita é uma cidade em guerra – uma guerra de classes, credos, gerações e interesses. Ricos em guerra com os pobres, adolescentes em guerra com seus pais, esposas em guerra com seus maridos, professores em guerra com seus pupilos – Pagford não é o que parece ser. O assento vazio deixado por Barry no conselho municipal logo se torna o catalisador para a maior guerra que a cidade já viu. Quem triunfará em uma eleição repleta de duplicidade, paixão e revelações inesperadas?

Se não me falha a memória, eu ganhei esse livro de uma amiga em 2012 e, até então, nunca havia dado uma chance a ele. As duras críticas na internet acabaram me fazendo ter uma impressão negativa (ou talvez receosa) em relação à obra e acabei me enrolando pra conferi-la. Esse ano, na tentativa de diminuir cada vez mais os livros não lidos da minha estante, decidi que era hora de conhecê-lo e tirar minhas próprias conclusões. E minha opinião é bem positiva!

Morte Súbita tem seu start com a morte de Barry Fairbrother, um importante membro da cidade fictícia de Pagford. Membro do Conselho Distrital, pai de família exemplar, treinador do time de remo da escola, Barry era uma pessoa cujo nome todos conheciam. Mas nem só de amizade e admiração eram feitas suas relações: no Conselho Distrital, Barry tinha muitos conflitos por defender o bairro conhecido como Fields – uma zona da cidade bastante pobre e com altos índices de criminalidade. E eu diria que uns 80% do enredo do livro rodeia todo esse conflito em relação a Fields e Barry, por mais que o personagem morra no prólogo. Mesmo sendo ausente, ele é uma peça-chave na trama.

A partir da morte de Barry, vários acontecimentos têm início. O casal Howard e Shirley Mollison (os maiores rivais de Barry no Conselho) se preparam para tentar eleger seu filho, Miles, como substituto de Barry; Samantha Mollison, esposa de Miles, se afasta cada vez mais do marido por essa decisão; Gavin Hughes, sócio de Miles, vive um relacionamento conturbado com a namorada, Kay Bawden, uma mulher com quem ele não tem coragem de terminar; Kay, por sua vez, lida com a revolta da filha, Gaia (que não queria ter se mudado de Londres para o vilarejo de Pagford) e com as dificuldades do seu emprego como assistente social, no qual ajuda a família Wheedon; Krystal Wheedon, uma garota problemática, tenta manter a mãe longe das drogas enquanto cuida do irmão de apenas três anos; Andrew Price, colega de Gaia e Krystal, sofre com a violência de um pai abusivo; o casal Colin e Tessa Wall tentam lidar com o filho rebelde Stuart (Bola), ao mesmo tempo em que Colin se candidata ao Conselho; Parminder Jawanda, médica e membro do Conselho, lida com a tristeza após a morte de Barry, mas sem perceber que parte de sua família tem seus próprios sofrimentos; Sukhvinder Jawanda, filha de Parminder, sofre bullying e é maltratada por Bola, mas não tem coragem de contar a situação a ninguém… e por aí vai.

resenha morte subita jk rowling.png

Sim, existem MUITOS nomes em Morte Súbita (eu nem citei todos). E sim, todos eles são importantes. Porque Morte Súbita é um livro que fala sobre as relações pessoais em uma cidadezinha interiorana com valores conservadores. E esses valores caem por terra quando começam a invadir o site do Conselho Distrital para postar verdades sujas sobre diversos membros daquela comunidade. Esse gatilho coloca tudo em movimento, e vemos as máscaras de vários personagens caindo.

Acho importantíssimo falar também sobre a crítica social incrivelmente inteligente que J. K. Rowling constrói por meio da polêmica a respeito de Fields. Os protagonistas desse plot são os membros da família Wheedon. Krystal e sua mãe, Terri, são personagens difíceis e problemáticas e, em um primeiro momento, é muito fácil que nossa tendência seja a de de julgá-las e desprezá-las. Porém, com o passar das páginas, vamos descobrindo muito mais a respeito delas: conhecemos suas dores, seu sofrimento, seus traumas. Percebemos que a pobreza e a desigualdade social as levaram para esse caminho difícil, do qual nem todos conseguem voltar. E, sendo brasileira, foi muito fácil enxergar como essa realidade acontece todos os dias em nosso país, tão desigual e injusto. A crítica que J. K. tão habilmente constrói se aplica totalmente à nossa realidade, o que torna todo esse enredo da família Wheedon ainda mais indigesto e amargo.

Morte Súbita tem uma história que se desenrola aos poucos. A narrativa, feita em terceira pessoa, mas sob a ótica de vários personagens, leva um tempo para engrenar. Mas, assim que você entende quem é quem em Pagford e quais são suas motivações e suas histórias, a trama fica muito mais instigante. Pra vocês terem ideia de quanto fui sendo absorvida pela história, eu devorei as últimas 100 páginas (fiquei lendo até às 3h da manhã e quase morri de sono no outro dia hahaha). O final é um soco no estômago e me deixou bastante impactada, ao mesmo tempo em que tenta trazer uma visão positiva sobre alguns aspectos. Resumindo, Morte Súbita é uma obra excelente, bem construída e com críticas extremamente importantes. J. K. Rowling não decepciona! ❤

Título Original: The Casual Vacancy
Autor: J. K. Rowling
Editora: Nova Fronteira
Número de páginas: 501
Gostou do livro? Então adquira seu exemplar aqui e ajude o Infinitas Vidas! ❤

Review: Animais Fantásticos e Onde Habitam

Olá, pessoal! Tudo bem?

E depois de muita espera, muita ansiedade e duas idas ao cinema (uma na estreia e uma hoje), trago pra vocês meu review de Animais Fantásticos e Onde Habitam! ❤

animais-fantasticos-e-onde-habitam-review

Sinopse: O excêntrico magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne) chega à cidade de Nova York levando com muito zelo sua preciosa maleta, um objeto mágico onde ele carrega fantásticos animais do mundo da magia que coletou durante as suas viagens. Em meio a comunidade bruxa norte-america, que teme muito mais a exposição aos trouxas do que os ingleses, Newt precisará usar todas suas habilidades e conhecimentos para capturar uma variedade de criaturas que acabam fugindo.

Não foi fácil escrever esse review. Como potterhead assumida, vocês sabem como é difícil pra mim manter a compostura quando falo sobre o universo mágico de J. K. Rowling HAHAHA! Mas vou me esforçar ao máximo pra trazer pra vocês o que achei de mais relevante em relação ao filme. 😉

animais-fantasticos-e-onde-habitam-4

Começando pela história: o roteiro de J. K. Rowling está incrível! Sério, essa mulher é capaz de fazer qualquer coisa com maestria! Apesar do início do filme ser um pouco mais lento, logo a trama começa a ganhar complexidade e somos apresentados a um universo totalmente novo. A história começa basicamente assim: o magizoologista Newt Scamander viaja a Nova York para comprar um presente, mas se vê no centro de uma confusão quando um dos animais que ele carrega em sua mala escapa e ele precisa usar magia na frente de um não-maj (aka trouxa), Jacob Kowalski. Quando se prepara para apagar a memória de Kowalski, este é mais rápido e sai correndo… com a mala de Newt! 😛 A partir desse incidente, o primeiro plot do filme tem início: três animais fogem da mala de Newt e ele se une a Jacob para tentar recuperá-los. Os dois acabam ganhando duas aliadas inesperadas: Tina e Queenie Goldstein, duas irmãs bruxas. Contudo, a trama vai muito além disso, pois existem outros aspectos em ação: o medo dos bruxos de serem descobertos pelos não-majs, a presença de seitas como a dos Segundos Salemianos (que buscam desmascarar os bruxos e promovem o ódio contra eles) e, principalmente, a ameaça latente de Gerardo Grindewald, um terrível bruxo das trevas. Além disso, novamente J. K. Rowling traz temas atuais para suas histórias: o filme fala, entre outras coisas, sobre questões políticas e extremismo. Sim, existem algumas pontas soltas (como o veneno com capacidades obliviativas no final) e personagens subexplorados (como a Presidente Picquery), mas eu espero que isso seja melhor trabalhado no futuro.

animais-fantasticos-e-onde-habitam

Além de um roteiro incrível, temos outro ponto forte característico do universo de J. K. Rowling: ótimos personagens! Eddie Redmayne trouxe à vida um Newt doce, tímido, totalmente deslocado e sem jeito para interações humanas, mas totalmente confortável com seus amigos animais. Tina Goldstein também é uma boa personagem: ex-auror, a funcionária do MACUSA (Congresso Mágico dos EUA) tem um caráter forte e busca sempre fazer o certo. Sua irmã, Queenie, é um amor! Meiga e engraçada, ela é tão leal quanto a irmã. Mas Jacob Kowalski rouba a cena! ❤ Carismático, engraçado e corajoso, o não-maj representa a todos nós com seu encanto e respeito em relação ao mundo bruxo. Também gostei da atuação de Ezra Miller, com seu Credence traumatizado e perturbado. Colin Farrell nos apresenta a um vilão dissimulado e consistente, mas um pouco óbvio demais. Agora, em relação a Grindelwald… não gostei, gente, sorry. Aquela caracterização ficou MUITO tosca e forçada, mais um dos estereótipos de Johnny Depp. Espero que ele surpreenda na atuação nos próximos filmes, porque olha…

animais-fantasticos-e-onde-habitam-2

Agora, um dos pontos fortes do filme é, obviamente, o clima de magia. Na estreia eu assisti a Animais Fantásticos no cinema normal, sem 3D, e hoje conferi em IMAX. Em ambos os casos, eu me senti totalmente envolvida pelos cenários, pela ambientação, pelos efeitos especiais e, é claro, pelos animais. ❤ A criatividade de J. K. Rowling é surpreendente, e pudemos conhecer um lado de seu mundo mágico que tinha muito potencial para ser explorado: o das criaturas mágicas. Adorei conhecer os animais de Newt e já me apaixonei por suas peculiaridades! Outro aspecto totalmente novo é a ameaça dos Obscurus, “seres” totalmente inéditos, com infinitas possibilidades para serem explorados. Em relação a essas novidades todas, devo admitir que em IMAX elas ficaram ainda mais evidentes, pois os efeitos especiais saltaram aos olhos, proporcionando grande imersão.

animais-fantasticos-e-onde-habitam-3

Bom, resumindo: Animais Fantásticos e Onde Habitam foi uma surpresa maravilhosa. Conseguiu se afastar de Harry Potter e ter vida própria ao mesmo tempo em que evoca nostalgia por nos levar de volta a esse universo sensacional. Gostei muito do tom mais leve e do humor presentes no filme e adorei o fato dele ter caminhado com as próprias pernas, usando apenas algumas referências a Harry Potter. O longa tem algumas falhas (como algumas pontas soltas e algumas atuações, conforme já citei antes), mas acerta muito mais do que erra. Com o perdão do trocadilho, mas se tem um adjetivo que combine com esse filme, certamente é fantástico. 🙂

Título original: Fantastic Beasts and Where to Find Them
Ano de lançamento: 2016
Direção: David Yates
Elenco: Eddie Redmayne, Katherine Waterson, Dan Fogler, Alison Sudol, Colin Farrell, Ezra Miller

Review: Harry Potter e a Pedra Filosofal (Edição Ilustrada)

Oi pessoal, tudo bem?

Quem me acompanha no Instagram viu que em junho eu me dei de presente a edição ilustrada de Harry Potter e a Pedra Filosofal. ❤ O review demorou (sorry, my bad), mas finalmente chegou! \o/

O livro foi ilustrado por Jim Kay e traz a história completa de Harry Potter e a Pedra Filosofal. O trabalho feito nessa edição é impecável, da capa ao conteúdo das páginas e, é claro, às riquíssimas ilustrações. O livro é um hardcover (capa dura com uma capa removível de papel por cima) e as páginas internas não são de um papel comum, são mais resistentes e têm um certo brilho. A edição também contém um marca-páginas de fitinha e letras brilhantes na capa. Resumindo: um capricho só! ❤

Definitivamente, Harry Potter e a Pedra Filosofal (Edição Ilustrada) é um item obrigatório na coleção de qualquer potterhead! É um livro caprichado, lindíssimo e mágico, pois nos transporta pra dentro das páginas não apenas pela escrita, mas também pelas ilustrações encantadoras. E agora vou deixar as fotos falarem por mim! 😉

harry potter ilustrado 1.png

Capa removível de papel

harry-potter-ilustrado-2

Lombada com letras brilhantes e, ao lado, a capa de papel

harry-potter-ilustrado-3

O primeiro capítulo ❤

harry-potter-ilustrado-4

O armário sob a escada

harry-potter-ilustrado-5

Hagrid ❤ Reparem nos detalhes incríveis nos inícios de capítulo!

harry-potter-ilustrado-6

A cabana do nosso guarda-caça favorito em uma ilustração de página dupla

harry-potter-ilustrado-7

O livro também traz ilustrações e informações didáticas, como esse Guia de Trasgos (por Newt Scamander)

harry-potter-ilustrado-8

Mais uma ilustração informativa, dessa vez com os ovos de dragão

harry potter ilustrado 9.png

O menino que sobreviveu ❤

harry potter ilustrado 10.png

E a Grifinória ganha a Taça das Casas! ❤

E é isso, gente! 😀
Espero que as fotos tenham mostrado pra vocês o quanto esse livro é maravilhoso! ❤ Qualquer dúvida a respeito, podem me perguntar nos comentários que eu respondo. 😀

Beijos e até semana que vem! ❤

Título Original: Harry Potter And The Philosopher’s Stone – Illustrated Edition
Autor: J. K. Rowling
Arte: Jim Kay
Editora: Rocco
Número de páginas: 256

Infinitas Vidas Informa #15

Oi gente, tudo bem?

Mais um mês que chega ao fim e mais um Infinitas Vidas Informa no ar. 😀
Confira as notícias que separei pra vocês ao longo de agosto!

How To Get Away With Murder ganha fotos e pôster da terceira temporada

novas fotos how to get away with murder

Annalise Keating e seus pupilos estão (quase) de volta! 🙂 A terceira temporada da série, que estreia 22 de setembro, ganhou pôster e fotos oficiais. Confira!

J. K. Rowling vai lançar três novos e-books referentes ao mundo mágico

ebooks pottermore

Os livros digitais serão lançados no Pottermore e já têm títulos definidos! São eles: “Hogwarts: An Incomplete and Unreliable Guide”, “Short Stories from Hogwarts of Power, Political and Pesky Poltergeists” e “Short Stories from Hogwarts of Heroism, Hardship and Dangerous Hobbies”. Saiba mais!

Vazam novas fotos do live action de A Bela e a Fera 

a bela e a fera novas fotos

O novo filme da Disney está sendo aguardado com ansiedade. Enquanto sua estreia não chega, algumas fotos vazadas vão matando nossa curiosidade. Nas imagens, podemos ver Lumière, Cogsworth, Gaston e Adam (Fera)! Confira!

Espero que tenham gostado das notícias, pessoal. 😉
Beijos e até semana que vem!

Infinitas Vidas Informa #11

Oi, gente! Tudo bem? 😀

Chegamos a mais um fim de mês e, com ele, chegamos também a um novo Infinitas Vidas Informa! Bora conferir as novidades de março? 😉

J. K. Rowling libera 4 novos contos no Pottermore

novos contos pottermore

Para ambientar Animais Fantásticos e Onde Habitam, J. K. Rowling lançou 4 novos contos no Pottermore, intitulados “História da Magia na América do Norte”. Confira!

Novo trailer de Capitão América: Guerra Civil 

capitão américa guerra civil trailer

O mais novo longa da Marvel já deu o que falar com o seu novo trailer. Digamos que um personagem que tem sido esperado há muito tempo tenha feito sua aparição. 😉 Assista!

Liberado o novo trailer de X-Men: Apocalipse

trailer x-men apocalipse

Outro filme muito aguardado teve um novo trailer liberado, X-Men: Apocalipse. O filme chega aos cinemas em maio. Confira!

Rocco vai lançar o oitavo livro de Harry Potter no Brasil

harry potter and the cursed child

“Harry Potter and the Cursed Child”, o oitavo “livro” (na verdade, o roteiro da peça) de Harry Potter será lançado no Brasil em outubro! A notícia foi confirmada pela própria editora Rocco. Leia mais!

E aí pessoal, gostaram das notícias?
Sinceramente? Amei todas! Mal posso esperar por Capitão América e X-Men e, como boa potterhead, simplesmente SURTEI com as notícias referentes ao mundo mágico! E o oitavo livro vai ser lançado no mês do meu aniversário! ❤ É muita alegria!

Mas por hoje é só, pessoal!
Beijos e até semana que vem! :*

Infinitas Vidas Informa #6

Oi, povo! 😀

Chegamos a mais um Infinitas Vidas Informa! Setembro passou voando, né?
O mês foi recheado de novidades para os fãs de várias sagas! Ansiosos pra conferir? 😉

Editora Intrínseca lançará edição comemorativa pelos 10 anos de Crepúsculo

noticia 1

Para marcar o aniversário de 10 anos de uma das séries mais vendidas dos últimos anos, a editora Intrínseca vai lançar no dia 1º de novembro uma edição especial de Crepúsculo, contendo conteúdo extra exclusivo! Fonte: Editora Intrínseca

Divulgado o primeiro teaser trailer de Convergente

noticia 2

A série Divergente aos poucos se encaminha para o final, e a Lionsgate divulgou o primeiro trailer de Convergente! O filme estreia em 17 de março de 2016 no Brasil. Assistam!

Novo pôster e trailer de A Esperança – O Final divulgados

noticia 3

A Paris Filmes divulgou um novo pôster de Jogos Vorazes: A Esperança – O Final, que traz Katniss e o Tordo juntos. Além disso, também foi liberado um trailer que homenageia a trajetória de Prim ao longo dos filmes. A pré-venda dos ingressos começa dia 1º de outubro e quem comprar ganha um pôster de presente. 😀 Confira o pôster e o trailer e prepare-se para a conclusão épica!

J. K. Rowling lança novo Pottermore e libera um conto sobre a origem da família Potter

noticia 4

A autora de Harry Potter liberou uma nova versão do site Pottermore, uma enciclopédia virtual sobre o mundo bruxo. O site trará informações sobre Animais Fantásticos e Onde Habitam e também sobre a peça Harry Potter e a Criança Amaldiçoada. Junto do lançamento do novo site, J. K. Rowling lançou um novo conto, em que fala sobre a origem da família Potter e também sobre como a Capa da Invisibilidade foi passada até Harry. Leia mais!

Funko lança versões de Mulan e Jogos Vorazes

noticia 5

Tem novidades na linha Funko Pop! Agora quem ganhou sua versão para os tão adorados bonequinhos são Mulan e Jogos Vorazes! Os Funkos de Mulan chegam às lojas em novembro e os de Jogos Vorazes devem chegar em breve nas lojas americanas. Quero todos! ❤ Fontes: Garotas GeeksPapel Pop

E aí pessoal, curtiram as novidades? Muita coisa de tirar o fôlego, né?
Obviamente, estou super ansiosa pela pré-venda de A Esperança – O Final, já que pretendo ir na pré-estreia! Mais alguém também quer ir? 😀
E ameeei os Funko Pop!, quero todos! ❤

Por hoje é só, pessoal!
Beijos e até semana que vem! :*

Infinitas Vidas Informa #3

Oi gente! Como estão?

Para encerrar o mês de junho, vamos para mais um Infinitas Vidas Informa! 😀
Tem notícia de Animais Fantásticos e Onde Habitam, A Esperança – O Final e muito mais! \o/

Eddie Redmayne viverá o protagonista Newt Scamander em Animais Fantásticos e Onde Habitam

1

Eddie Redmayne, vencedor do Oscar por A Teoria de Tudo, será o protagonista do spin-off de Harry Potter. O filme tem previsão para 2016 e acompanhará as aventuras e estudos de Newt Scamander, autor fictício de um dos livros didáticos utilizados em Hogwarts. Leia mais!

Trailer da adaptação cinematográfica de Fallen sairá em julho

2

A adaptação de Fallen, da autora Lauren Kate, terá seu primeiro trailer divulgado em julho. Estrelado por Addison Timlin, Jeremy Irvine, Harrison Gilbertson e Joely Richardson, Fallen conta com a direção de Scott Hicks e é baseado no primeiro de uma série de livros. Leia mais!

Divulgado o primeiro trailer de Kung Fu Panda 3

3

O panda mais amado de todos está voltando! Foi divulgado o trailer de Kung Fu Panda 3, cujo enredo acompanha o pai do Po e ele numa viagem até um paraíso secreto dos pandas, onde Po terá que ensinar os locais a se defender de Kai, ameaça sobrenatural que ataca os mestres do kung fu. Assista!

Christopher Lee, lenda do cinema, morre aos 93 anos

4

O inesquecível ator e cantor britânico Christopher Lee faleceu no dia 7 de junho, aos 93 anos. O lendário ator deu vida a personagens como Drácula, Saruman (O Senhor dos Anéis), Conde Dookan (Star Wars), entre outros. Confira a matéria completa!

Divulgado o primeiro trailer de Jogos Vorazes: A Esperança – O Final

5

Um dos filmes mais aguardados de 2015 é o épico desfecho da série Jogos Vorazes. A Esperança – O Final encerra a saga de Katniss contra a Capital. Confira o trailer, que está incrível!

J. K. Rowling anuncia “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada”

jk

Para comemorar os 18 anos do lançamento de “Harry Potter e a Pedra Filosofal”, J. K. Rowling anunciou em seu Twitter uma peça de teatro envolvendo o seu universo mágico, “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada”. A autora disse não poder revelar maiores informações no momento sobre o projeto, mas a peça está prevista para estrear em Londres no próximo ano. Saiba mais!

Gostaram das novidades, pessoal?
Eu fiquei super triste com a notícia da morte do Christopher Lee. Porém, ameeei o trailer de A Esperança – O Final e a novidade bombástica da J. K. Rowling! ❤

Beijos e até semana que vem! :*

Review: Harry Potter Film Wizardry e Harry Potter – Page to Screen

Oi gente! Tudo bem? 🙂

Em primeiro lugar, gostaria de agradecer muitíssimo aos comentários super atenciosos que recebi no post anterior, na resenha de Jogos Vorazes. Fiquei muito feliz com cada um deles! ❤

Hoje trago pra vocês um review de dois livros que foram as minhas compras mais recentes: Harry Potter Film Wizardry e Harry Potter – Page to Screen! ♥ ♥ ♥ Quando eles chegaram, eu simplesmente surtei! Não sabia se ria, se pulava, se corria pra abrir, enfim… Ambos já foram lançados aqui no Brasil, mas estão esgotados há anos e nunca mais foram lançados novamente. Entretanto, há poucos dias o Submarino fez uma promoção com essas edições em inglês e, mesmo eu não sendo fluente no idioma, não pensei duas vezes! E já digo que não poderia ter feito escolha melhor! *-*

Pra quem me conhece, não é novidade alguma que Harry Potter seja a saga da minha vida. Sempre foi e sempre vai ser a minha série favorita, então eu me senti totalmente realizada com a compra de ambos os livros. Nesse post, vou contar um pouquinho a respeito do conteúdo deles com algumas fotos, da forma mais resumida que eu puder para que o post não fique (ainda mais) gigantesco. Se tiverem dúvidas mais específicas, por favor, não hesitem em perguntar nos comentários, ficarei feliz em ajudar! 😀

Começarei pelo mais curto, o Harry Potter Film Wizardy!

Imagem

Capa do Harry Potter Film Wizardry

O livro tem uma capa dura vermelha lindíssima, com detalhes em alvo relevo brilhantes (acho que dá pra ver na foto da Hermione, pelo reflexo da luz). Admito que fiquei com pena de tirar essa faixa promocional que vem na frente hahaha!

Ao longo do livro, existem diversas curiosidades sobre a produção dos filmes, sobre os personagens, sobre as casas de Hogwarts, etc. Há também alguns depoimentos dos atores, fotos dos bastidores, detalhes sobre os efeitos especiais, as locações e as maquiagens… Enfim, é todo um mundo a ser explorado! Eu adorei as páginas que falam sobre os personagens e as casas porque, em geral, vem com concept arts junto! *-* Aliás, isso é algo que eu destaco: as concept arts! Eu amo desenhar e, consequentemente, adoro ter acesso às artes conceituais de tudo que eu gosto: livros, jogos, filmes, etc. O livro Film Wizardry traz diversos desenhos com os conceitos de figurinos, cenários, entre outros. É fantástico!

Imagem

Concept art de Hogsmeade, por Andrew Williamson

Por último, mas não menos importante: o livro é recheado de “brindes” ao longo das suas páginas! Desde a carta de Hogwarts endereçada a Harry até o Mapa do Maroto e o catálogo da Borgin and Burkes, tudo feito com muito capricho e qualidade! Eu parecia uma criança abrindo um presente de Natal, com os olhos brilhando, enquanto ia descobrindo cada item. *-*

Imagem

Mapa do Maroto acompanhando minha camiseta favorita! ❤

A seguir, mais algumas fotos da parte interna do livro:

Imagem

Primeiras páginas do Film Wizardry

Imagem

Carta de Hogwarts destinada ao Harry! ❤

Imagem

Página dedicada à casa Grifinória

Agora é o momento de falar sobre a “enciclopédia”: Harry Potter – Page to Screen!

Imagem

Capa do lindíssimo Harry Potter – Page to Screen

Como dá pra ver pela foto, o livro é gigante! Também tem a capa dura, nesse tom de azul maravilhoso, com alguns detalhes brilhantes. A foto central de Hogwarts tem o aspecto envernizado, o que dá um efeito bem legal.

Ao contrário do Film Wizardry, que tem um estilo mais colorido, como se fosse um mural cheio de fotos, o Page to Screen tem uma aparência um pouco mais clean. O livro começa com várias imagens incríveis que ocupam páginas inteiras e tem seu conteúdo dividido em três partes.

Imagem

Índice

A primeira parte é totalmente focada na produção dos filmes. Várias coisas que são explicadas no Film Wizardry tem um aprofundamento maior em Page to Screen, e o processo de filmagem de cada filme é abordado com muitos detalhes!

Na segunda parte, nos deparamos com informações sobre os personagens, as locações, as criaturas mágicas e os objetos cenográficos utilizados. As fotos são simplesmente incríveis! Além das fotografias que mostram os detalhes de tudo que é mencionado, existem também desenhos conceituais maravilhosos! Ah, diga-se de passagem: eu fiquei impressionada com as fotos mostrando a “confecção” de Hogwarts!

Imagem

“Miniatura” de Hogwarts e detalhes de sua confecção

A última parte é a mais curta, contando um pouco sobre o último dia de filmagem. É bem interessante também, apesar do menor número de páginas.

Eu fiquei totalmente encantada com a qualidade do livro e com o seu conteúdo. Além de fotos lindas de página inteira, ele conta com diversas fotos dos bastidores, de momentos descontraídos no backstage e do making off dos filmes. Assim como no Film Wizardry, o Page to Screen tem MUITAS concept arts interessantíssimas, possibilitando um olhar atento a cada detalhe dos figurinos, artefatos mágicos e cenários. Fiquei totalmente apaixonada!

Abaixo, algumas fotos do conteúdo:

Imagem

Ilustração lindíssima de Hogwarts ❤

Imagem

Várias fotos do elenco em momentos descontraídos

Imagem

Concept art do Salgueiro Lutador, por Adam Brockbank

Imagem

Arte lindíssima de Harry e do Rabo-Córneo Húngaro ❤

Imagem

Detalhes das Relíquias da Morte

Bom, gente… o que posso dizer? Esses livros fizeram a minha felicidade! Como potterhead, eu recomendo muito essas obras de arte a qualquer um que seja fã da série, pois eles valem muito a pena! Apesar de não ser possível mais encontrá-los em português, vale a pena fazer um esforcinho e treinar o inglês. O conteúdo é cheio de fotos explicativas, então acredito que o idioma não se torne um empecilho tão grande. Com certeza essa foi uma das melhores compras que já fiz e estou plenamente satisfeita e feliz por finalmente tê-los na minha estante! ♥

Título: Harry Potter Film Wizardry
Editora: Harper Collins Publishers
Número de páginas: 164

Título: Harry Potter – Page to Screen (The Complete Filmmaking Journey)
Editora: Harper Collins Publishers
Número de páginas: 540