Review: Friends: The Reunion

Oi pessoal, tudo bem?

Friends é minha série favorita, e como todos os fãs do sexteto eu estava ansiosíssima pra conferir a tão aguardada reunion. O post de hoje é menos racional e mais emotivo, porque eu quero compartilhar as sensações sentidas ao longo desse especial de quase 2h. Vem comigo?

Sinopse: No episódio especial Friends: The Reunion, acompanhamos os bastidores de uma das maiores sitcoms de todos os tempos. Assista à reunião de Rachel, Ross, Joey, Monica, Chandler, Phoebe e outros personagens, através de entrevistas, relembrando episódios clássicos e contando histórias até então desconhecidas da série que marcou diversas gerações.

Juro pra vocês: aos 2 minutos de exibição eu já tava com lágrimas nos olhos. Assistir cada membro do elenco principal entrar no estúdio depois de tantos anos foi emocionante, e cada um deles expressou seus sentimentos a sua maneira. David Schwimmer, Matt LeBlanc, Lisa Kudrow, Courteney Cox, Matthew Perry e Jennifer Aniston não pisavam naquele espaço que foi uma “segunda casa” por 10 anos desde que a série terminou, então é contagiante ver a reação de cada um ao relembrar os momentos ali vividos.

Friends: The Reunion acerta em cheio ao não mexer com a história da série original. Há, no máximo, a opinião dos atores sobre como seus personagens estariam. O programa é conduzido com uma estrutura dividida mais ou menos em: elenco e produção sendo entrevistado por James Corben; os seis ao redor de uma mesa reproduzindo as falas de determinadas cenas; reprodução de cenas e momentos icônicos; o grupo jogando novamente aquela competição que, na série original, valeu o apartamento de Monica e Rachel; retorno de nomes importantes do elenco (não vou contar quais pra não estragar sua experiência); fãs pelo mundo contando a importância da série em suas vidas; e, é claro, momentos apenas com os seis amigos e suas reminiscências da época.

Ao longo do reunion foi impossível não rir e chorar ao mesmo tempo. A emoção dos envolvidos te contagia, assim como a emoção dos fãs, principalmente quando você se identifica com suas falas. Eu assisti Friends em uma época difícil e conturbada da minha vida, e a série foi uma fonte importante de alegria e conforto, o que me faz ter um carinho incomensurável por ela. E no que diz respeito às risadas e surpresas, elas não faltaram: o show apresenta cenas originais da série, erros e problemas que aconteceram nas gravações e a revelação de um crush que eu fiquei cho-ca-da, porque não fazia ideia. 👀

Não sei se conseguiria ser objetiva o suficiente pra listar minhas partes favoritas, mas vou tentar (pule se não quiser pegar spoilers!):

  1. A abertura, é claro! Aqueles acordes marcantes já te colocam no mood certo e trazem de volta a nostalgia. ❤
  2. Lisa Kudrow cantando Smelly Cat com a fuckin’ Lady Gaga! E o coral também (lembram quando a Phoebe grava um clipe?).
  3. A revelação do crush que comentei anteriormente, que deu pra sentir nitidamente nas filmagens dos bastidores. 👀
  4. Os erros de gravação, em especial aquele em que o Matt LeBlanc fica tropeçando ao entrar no Central Perk e o que Matthew Perry faz a dancinha constrangedora do Chandler e os meninos imitam. 😂
  5. O jogo “pelo apartamento”, onde obviamente a palavra transponster foi mencionada hahaha!

Resumindo, Friends: The Reunion é um presente embalado com todo o carinho pelo elenco e pelos produtores aos fãs. É uma homenagem à série que, mesmo 17 anos após sua conclusão, segue atraindo novos fãs ao redor do mundo. É uma demonstração do amor e do carinho que aquelas pessoas sentem umas pelas outras, ainda que a vida as tenha levado para outras rotinas, o que também nos lembra que nossas próprias vidas podem seguir o mesmo caminho – o que não diminui nosso amor por amizades que não vemos mais todos os dias. É um especial que, para os fãs de Friends, chegou pra deixar o coração quentinho. ❤

Título original: Friends: The Reunion
Ano de lançamento: 2021
Direção: Ben Winston
Elenco: Jennifer Aniston, Courteney Cox, Lisa Kudrow, Matt LeBlanc, Matthew Perry, David Schwimmer

Assisti, mas não resenhei

Oi gente, tudo bem?

Eu amo assistir séries e isso não é novidade pra quem me conhece ou acompanha o blog. Porém, nem sempre eu consigo trazer minha opinião sobre todas elas – seja porque é uma série mais antiga, seja porque não foi marcante o suficiente ou talvez porque eu tenha largado no meio do caminho.

Por isso, resolvi fazer uma listinha e falar brevemente sobre algumas séries que se encaixam nesses exemplos. E, se vocês gostarem, posso trazer mais um post nesse estilo no futuro. 😉

Friends

friends (2)

Começando com a minha série favorita. ❤ Acho que 90% das pessoas conhecem Friends e, por isso, acabei nunca dedicando um post exclusivo para resenhá-la. Acontece que Friends é minha “comfort series” e, sempre que estou mal, sei que ela consegue me animar. Durante uma fase bem tensa da minha vida (de muuuuitas responsabilidades e stress acumulado) eu pude encontrar diversão e conforto em Friends e, por mais datadas que algumas situações e personagens sejam, eu amo com todo o coração. ❤

The Big Bang Theory

the big bang theory.png

Eu tinha uma grande antipatia por TBBT devido ao meu ranço pelo Sheldon. Porém, decidi dar uma chance pra tirar minhas próprias conclusões e, no fim, acabei gostando. The Big Bang Theory (que chegou ao fim esse ano, após 12 temporadas) não é uma série perfeita e tem muuuitos problemas com diversos personagens e comportamentos. Ainda assim, ela trouxe o mundo geek para um patamar muito mais popular e, é claro, é bem engraçada, o que me fez acabar curtindo bastante.

How I Met Your Mother

how i met your mother.png

Essa série me causou amor e ódio por diversas vezes. Os personagens são super imperfeitos, o que é bem relacionável, e tanto as cenas de humor quanto as de drama são muito boas. Porém, o final me causou um ranço inexplicável, fico irritada até hoje quando penso nele. E não pela decisão em si, mas sim pela condução mal-feita (mais ou menos como aconteceu com Game of Thrones rs).

House, M. D.

house md.png

Eu adoooro House, M. D. (ou simplesmente House), mas também acabei não resenhando por aqui por se tratar de uma série mais antiga, que muitas pessoas já devem ter visto. House foi uma das primeiras séries que eu baixava e acompanhava antes de ter esse hábito mais “consolidado”, então tenho bastante carinho por ela. Além disso, o final é impecável e condizente com a trajetória dos protagonistas.

Master of None

master of none.png

Essa é uma série que se encaixa na categoria “não fede nem cheira” pra mim. Apesar de algumas sacadas MUITO boas (como nos episódios “Parents” e “Thanksgiving”), Master of None não teve carisma o suficiente pra ME conquistar – apesar das inúmeras críticas positivas que recebe. A série terminou de um modo meio aberto e não há previsão de continuação, por isso acabei não me animando pra fazer uma resenha mais completa.

E por hoje é só!
Me contem nos comentários se vocês curtiram o formato, que eu trago mais posts parecidos. ❤

Beijos e até mais!

Infinitas Vidas Informa #9

Oi pessoal, tudo bem?

Mais um mês que chega ao fim e mais um Infinitas Vidas Informa no ar! 😀
Aconteceram muitas coisas em janeiro, umas boas e outras bem tristes, então separei o que encontrei de mais relevante pra vocês.

Elenco de Friends vai se reunir em especial de 2 horas

elenco de friends vai se reunir para um especial

Para celebrar o milésimo episódio dirigido de James Burrows – sendo 15 deles de “Friends” – o elenco da série vai se reunir em um especial de 2 horas produzido pela emissora americana NBC. Infelizmente, Matthew Perry (Chandler) não estará presente devido a compromissos com a peça de teatro na qual está participando, mas haverá um vídeo do ator durante o especial. Eu não poderia estar mais ansiosa! ❤ Fonte: Catraca Livre.

Segunda temporada de Demolidor já tem data de estreia

demolidor volta em março no netflix

Foi divulgado um teaser para anunciar a segunda temporada de Demolidor. Com cenas em uma igreja e falas marcantes da primeira temporada, o vídeo termina com a tão esperada data: 18 de março! Assista!

Alan Rickman, nosso eterno professor Snape, morre aos 69 anos

morre aos 69 anos o ator alan rickman severo snape

Alan Rickman, que eternizou Severo Snape na série Harry Potter, faleceu aos 69 anos, após lutar contra um câncer. Além de Snape, Alan Rickman também era conhecido por seus papéis em Duro de Matar, Robin Hood: O Príncipe dos Ladrões e Sweeney Todd, entre muitos outros. Diversas homenagens foram feitas ao ator e a internet realmente parou com essa triste notícia. Todos nós levantamos nossas varinhas em sua homenagem. 😦 Fonte: G1.

Divulgado o novo trailer de Esquadrão Suicida

novo trailer de esquadrao suicida divulgado

Trazendo um tom muito bem-humorado, o novo trailer de Esquadrão Suicida teve até Bohemian Rhapsody na trilha sonora. Confiram!

Sorteio de 2 anos do Infinitas Vidas

sorteio de 2 anos do blog infinitas vidas

O blog completou 2 anos em janeiro e eu estou sorteando dois livros para comemorar! 😀 São eles: Senhora de Dois Mundos, da Viviane L. Ribeiro, e O Pequeno Príncipe – Versão Luxo, de Antoine de Saint-Exupéry. Já participou? 😉 Então corre que ainda dá tempo!

Bom, pessoal, essas foram as novidades de janeiro!
Fiquei realmente muito triste com a morte do Alan Rickman. 😥 Que potterhead não ficou, né?
Espero que as outras notícias animem vocês um pouquinho hahaha! ;~

Beijos e até semana que vem! ❤