Resenha: Extraordinárias – Aryane Cararo e Duda Porto de Souza

Oi pessoal, tudo bem?

Várias editoras estão disponibilizando e-books gratuitos nesse período de quarentena, e um dos que eu baixei foi Extraordinárias: Mulheres Que Revolucionaram o Brasil (que por sorte eu queria ler faz tempo e fiquei bem contente por ter sido liberado rs).

resenha extraordinariasGaranta o seu!

Sinopse: Dandara foi uma guerreira negra fundamental para o Quilombo dos Palmares. Bertha Lutz foi a maior representante do movimento sufragista no Brasil. Maria da Penha ficou paraplégica e por pouco não perdeu a vida, mas sua luta resultou na principal lei contra a violência doméstica do país. Essas e muitas outras brasileiras impactaram a nossa história e, indiretamente, a nossa vida, mas raramente aparecem nos livros. Este volume, resultado de uma extensa pesquisa, chega para trazer o reconhecimento que elas merecem. Aqui, você vai encontrar perfis de revolucionárias de etnias e regiões variadas, que viveram desde o século XVI até a atualidade, e conhecer os retratos de cada uma delas, feitos por artistas brasileiras. O que todas essas mulheres têm em comum? A força extraordinária para lutar por seus ideais e transformar o Brasil.

A história do movimento feminista é costumeiramente retratada por meio do que chamamos de ondas do feminismo. Entretanto, quando vamos estudar mais a fundo esse assunto, duas coisas precisam ser ressaltadas: 1) os holofotes de muitos dos conteúdos sobre o tema não trazem tanto a importância das mulheres na história do Brasil; 2) a voz das mulheres negras e indígenas também não ganha o espaço merecido, já que muitos momentos marcantes das ondas feministas foram contados pela ótica das mulheres brancas de classe média que tinham oportunidade de se manifestar (ainda que, mesmo elas, com muito mais privilégios, sofressem repressão em todas essas lutas). Extraordinárias, portanto, é uma leitura excelente pra quem quer descobrir um pouco mais sobre esses pontos. A obra traz diversos nomes de mulheres fundamentais para o movimento  feminista no Brasil, assim como também nos conta a história de mulheres não-brancas inspiradoras e protagonistas de diversas conquistas.

O livro ainda evidencia como tivemos mulheres pioneiras na história do nosso país. Campeãs de atletismo, artistas inovadoras, militantes incansáveis, guerreiras destemidas. Cantoras, atrizes, professoras. Ricas, pobres, brancas, negras, indígenas. Mulheres de todos os tipos, retratadas de uma maneira que permite ao leitor entender um pouquinho mais sobre elas, mas por meio de uma linguagem acessível e de fácil compreensão (algo que nem sempre encontramos em estudos acadêmicos).

resenha extraordinárias

Eu li a versão e-book, portanto não posso opinar sobre a edição física, mas não lembro de ter encontrado erros de revisão ou gramática. Os capítulos são divididos pelos nomes das mulheres, e cada um deles tem uma ilustração (também feita por artistas mulheres) da protagonista daquela história. Suas 208 páginas transcorrem com tranquilidade e instigam o leitor a querer saber mais sobre as pessoas retratadas nas páginas.

Resumindo, Extraordinárias: Mulheres Que Revolucionaram o Brasil é uma excelente porta de entrada para quem quer saber mais sobre feminismo e sobre o papel da mulher nas mudanças históricas e sociais do nosso país. De forma leve e com muita informação interessante, o livro tem a excelente iniciativa de dar espaço a nomes muitas vezes esquecidos. Recomendo!

Título Original: Extraordinárias: Mulheres Que Revolucionaram o Brasil
Autor: Aryane Cararo e Duda Porto de Souza
Editora: Seguinte
Número de páginas: 208
Gostou do livro? Então adquira seu exemplar aqui e ajude o Infinitas Vidas! ❤