Livros para presentear no Dia dos Namorados

Oi meu povo, tudo bem?

Dia dos Namorados tá chegando, e se tem um presente que um leitor nunca recusa são livros! ❤ Pensando nisso, fiz uma listinha com indicações bem bacanas para vocês presentearem quem amam ou mandarem pro crush como uma indireta bem direta. 😂

A Revolução dos Bichos – George Orwell

a revolução dos bichos george orwellResenha | Compre aqui

Para uma leitura politizada, mas ainda assim didática, nada melhor que A Revolução dos Bichos (um dos meus livros favoritos, por sinal).

Trilogia Jogos Vorazes – Suzanne Collins

jogos vorazesResenhas | Compre aqui

Quase todo mundo já deve conhecer Jogos Vorazes, nem que seja pelos filmes. Ainda assim, é uma trilogia que vale a pena indicar. Se você ainda não leu, dê uma chance! Tem ação, um universo criativo, bons personagens e o romance não é exagerado e nem rouba o foco da trama.

Como Eu Era Antes de Você – Jojo Moyes

como eu era antes de voce jojo moyesResenha | Compre aqui

Não poderia faltar uma indicação de romance na lista, né? Eu amo esse livro, de verdade. Os personagens são incríveis, os diálogos são ótimos e o desenvolvimento é emocionante. Não li os volumes seguintes, mas esse eu indico de olhos fechados.

Série As Quatro Estações do Amor – Lisa Kleypas

segredos de uma noite de verãoResenhas | Compre aqui

Quer ler uma série de romance de época curta e fofa? As Quatro Estações do Amor é a escolha certa!

Série Cormoran Strike – Robert Galbraith

o chamado do cucoResenhas | Compre aqui

Se você ou o mozão gostam de literatura policial, fica a dica: os livros da série Cormoran Strike (escritos por J. K. Rowling sob o pseudônimo de Robert Galbraith) são incríveis. A escrita é envolvente e a dupla de detetives conquista sem esforço. Sou fã!

Trilogia Para Todos os Garotos Que Já Amei – Jenny Han

capa para todos os garotos que ja ameiResenhas | Compre aqui

Outro exemplo de fofura que tem tudo a ver com o Dia dos Namorados. Jenny Han constrói um romance adolescente cativante, que aquece o coração!

Clube da Luta Feminista – Jessica Bennett

clube da luta feministaResenha | Compre aqui

Vocês devem estar cansados de me ver indicando esse livro, mas o que eu posso fazer se ele é maravilhoso? 🙈 Com dicas práticas e dados reais, Jessica Bennett elucida diversas questões sobre o machismo no ambiente corporativo e nos ajuda a combatê-lo.

Entrevista com o Vampiro: A História de Cláudia – Anne Rice e Ashley Marie Witter

entrevista com o vampiro a historia de claudiaResenha | Compre aqui

Pra quem curte graphic novels, essa é simplesmente imperdível. Com o traço mais lindo que eu já vi na vida, a obra conta parte do enredo de Entrevista com o Vampiro – sob o olhar da jovem Cláudia.

Love Is: Ilustrações Sobre o Amor – Puuung

love isCompre aqui

Mais um exemplo de graphic novel, Love Is é uma obra que aquece o coração graças à sua simplicidade. Com ilustrações delicadas sobre o cotidiano de um relacionamento, Puuung celebra os pequenos gestos que mantêm o amor aceso.

E vocês, qual dessas obras vocês gostariam de ganhar no próximo Dia dos Namorados? Me contem nos comentários! ❤

Beijos e até o próximo post.

Lista #6: Livros com mães memoráveis

Oi gente, tudo bem?

O mês de maio foi uma loucura pra mim, por isso não consegui publicar no prazo o post da coluna Uma Amiga Indicou (uma parceria com os blogs Estante da Ale, Caverna Literária, A Colecionadora de Histórias e Interrupted Dreamer). Me perdoem pelo vacilo, meninas! 🙈

uma amiga indicou

Para maio, uma das nossas opções de assunto era o Dia das Mães, e eu fiz uma lista com livros que trazem mães memoráveis (a lista não segue uma ordem de preferência, mas sim a ordem alfabética dos livros que originaram as personagens). Espero que gostem! 😉

Sra. Lancaster – A Culpa é das Estrelas

acedeResenha | Compre aqui

A mãe de Hazel é um exemplo de força e faz tudo para que a filha tenha a vida mais confortável e plena possível, apesar das circunstâncias. As cenas das duas são bem emocionantes e é possível sentir o amor e a dedicação existentes na relação familiar.

Camilla Traynor – Como Eu Era Antes de Você

como eu era antes de voce jojo moyesResenha | Compre aqui

A mãe de Will, Camilla, também enfrenta uma situação difícil (assim como a Sra. Lancaster). Lidar com a tetraplegia do filho e com seu desejo pela eutanásia é um grande e dolorido desafio, e nem sempre ela consegue respeitar as vontades de Will. Ainda assim, o amor dela é inegável e ela não mede esforços para fazê-lo feliz.

Lilian Potter e Molly Weasley – Harry Potter

pedra filosofalCompre aqui

O que dizer da mãe cujo amor protegeu O Escolhido? Lilian não hesitou em se sacrificar para proteger Harry, e o sentimento seguiu com o garoto por toda a sua vida – inclusive impedindo o Lorde das Trevas de tocar nele. E o que dizer da segunda mãe de Harry? Molly Weasley não apenas “adotou” o garoto em sua família como também dedicou todo o amor a cada um de seus filhos. Dois exemplos de mães incríveis!

Cecilia, Rachel e Tess – O Segredo do Meu Marido

capa o segredo do meu maridoResenha | Compre aqui

Três mulheres totalmente diferentes entre si, mas com algo muito forte em comum: a maternidade e a capacidade de fazer coisas impensáveis pelo bem dos filhos. Cecilia, para protegê-los, estava disposta a guardar um segredo terrível; Rachel, que nunca superou a morte da filha, tomou atitudes extremas; e Tess “liberou” o marido para ter um caso, desde que não afetasse o filho. De maneiras imperfeitas e muito particulares, as três são exemplos de mulheres e mães memoráveis da literatura.

Marcelline Noirot – Sedução da Seda

sedução da seda loretta chaseResenha | Compre aqui

Ambiciosa e talentosa, Marcelline enfrentou diversos preconceitos em uma época que não favorecia mulheres empreendedoras. Tudo que ela faz é para dar uma vida digna à filha, fruto de um casamento que terminou com a morte prematura de seu marido. Desde então, Marcelline não mede esforços para, sozinha, criar a filha da melhor forma possível, mesmo com as adversidades.

Jean McClellan – Vox

vox christina dalcherResenha | Compre aqui

Vivendo em um futuro ditatorial no qual as mulheres podem dizer somente 100 palavras por dia, a Dra. Jean vê seu filho mais velho sucumbir ao sistema e a filha mais nova desde cedo aprender que não deve falar. Quando a oportunidade de mudar essa situação surge, Jean se envolve em um projeto complexo e perigoso, visando apenas a chance de dar um futuro melhor à sua filha.

Gostaram da lista, pessoal?
Quem mais vocês incluiriam nela? 😀

Beijos e até o próximo post!

 

Lista #5: Livros com protagonistas femininas fortes

Oi gente, tudo bem?

Seguindo a inspiração do Dia Internacional da Mulher e as pautas relacionadas a esse universo – como igualdade de gênero e empoderamento –, hoje resolvi indicar algumas leituras protagonizadas por mulheres fortes!

Katniss Everdeen – Jogos Vorazes

jogos vorazesResenha | Compre aqui

Katniss é um grande exemplo de força feminina. Responsável pelo sustento do lar, a protagonista da trilogia Jogos Vorazes sempre cuidou de sua família com determinação. Ao ver sua irmã sendo selecionada para os Jogos, não hesitou em tomar seu lugar, atitude que deu início à revolução.

Nihal – As Crônicas do Mundo Emerso

a garota da terra do ventoCompre aqui

Nihal é uma jovem que sempre sonhou em ser uma Cavaleiro de Dragão. Desde a infância, alimentou esse sonho e fez de tudo para conquistá-lo, mesmo que a atividade fosse predominantemente masculina. Mesmo sofrendo diversas perdas e enfrentando batalhas sangrentas, Nihal nunca desistiu de ir busca do que acreditava ser certo.

Lou Clark – Como Eu Era Antes de Você

como eu era antes de voce jojo moyesResenha | Compre aqui

Nem só poder físico e atitudes destemidas em batalha definem força. Lou Clark é uma personagem que tem grande crescimento no decorrer de Como Eu Era Antes de Você e, ao longo da trama, descobrimos as diversas provações que ela enfrentou em seu passado. Convivendo com o Will, ela desabrocha e reencontra sua luz e força próprias.

Offred – O Conto da Aia

o conto da aia margaret atwoodResenha | Compre aqui

Força também pode significar sobrevivência. Offred perdeu tudo: sua família, sua liberdade e seus direitos. Oprimida por um governo autocrático e religioso, Offred encontra força em pequenas transgressões, que revelam que sua essência não foi apagada.

Noemi Vidal – Desafiando as Estrelas

desafiando as estrelas claudia grayResenha | Compre aqui

Soldado da Gênesis, um planeta colonizado pela Terra, Noemi é uma jovem de 17 anos que perdeu os pais muito cedo e precisou aprender a se virar sozinha. Entretanto, as desgraças de sua vida não a transformaram em alguém amarga ou cruel; Noemi é empática, corajosa e altruísta – além de ser uma soldado implacável.

E vocês, que personagens femininas fortes escolheriam para essa lista?
Me contem nos comentários quem inspira vocês! ❤

Beijos e até o próximo post. o/

Resenha: Como Eu Era Antes de Você – Jojo Moyes

Oi, pessoal! Tudo bem?

Teve resenha do filme e hoje vai ter resenha do livro! 😀
O post de hoje é sobre uma das minhas melhores leituras dos últimos tempos: Como Eu Era Antes de Você! ❤

como eu era antes de voce jojo moyes

Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Sua vidinha ainda inclui o trabalho como garçonete num café de sua pequena cidade – um emprego que não paga muito, mas ajuda com as despesas – e o namoro com Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de ter sido atropelado por uma moto, o antes ativo e esportivo Will agora desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Sua vida parece sem sentido e dolorosa demais para ser levada adiante. Obstinado, ele planeja com cuidado uma forma de acabar com esse sofrimento. Só não esperava que Lou aparecesse e se empenhasse tanto para convencê-lo do contrário. Uma comovente história sobre amor e família, Como eu era antes de você mostra, acima de tudo, a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.

A leitura desse livro não começou de maneira fluida. Além de eu ter começado a ler pelo celular, a caminho do trabalho, a narrativa também não prendeu minha atenção de maneira instantânea. Os fatos são mostrados de forma lenta, e Jojo Moyes descreve aspectos muito subjetivos a respeito de Lou, nossa narradora, e seu dia a dia. Por isso, dei um tempo na leitura, até que pedi o exemplar físico emprestado a uma amiga e retomei da onde tinha parado. Despretensiosamente e sem que eu me desse conta, Como Eu Era Antes de Você simplesmente fez com que eu não conseguisse mais largá-lo, como há muito tempo nenhum livro fazia.

Na história, conhecemos Louisa Clark. Ela tem 26 anos, ainda mora com a família em um quarto que mais parece um cubículo e tem um namoro preguiçoso e sem propósito há anos com Patrick, um homem mais preocupado com seu físico de maratonista do que com ela. Também conhecemos Will Traynor. Ele era um homem de negócios rico e bem sucedido, que namorava belas garotas e era apaixonado por adrenalina e esportes radicais, até ser atropelado por uma moto – acidente que o deixou tetraplégico. A vida dos dois colide quando Lou perde o emprego no café em que trabalhava e acaba se tornando cuidadora de Will.

O que dizer de Lou e Will? Sinceramente, demorei a gostar dela. A personalidade apagada e acomodada dela, além das reclamações constantes sobre emprego, me faziam ficar sem a menor paciência. Mas Will também não facilitava a vida de Lou com seu mau humor, com sua maneira ríspida e sua superioridade constante. Mas o que posso dizer? Comecei a amá-los sem nem me dar conta. Lou é uma personagem conformada: ela aceita sua vidinha medíocre, aceita ser menosprezada pela família, aceita que sua irmã mais nova continue sendo a esperança dos pais (sendo mãe solteira e sem emprego, mas egoísta a ponto de usar o dinheiro de Lou e da família pra voltar à faculdade), aceita um relacionamento sem afeto. E todos esses fatores me incomodavam de uma maneira absurda, porque eu detesto personagens assim. Gosto de gente decidida, que se impõe, que luta pelo que quer. E Will faz com Lou o que eu gostaria de fazer: incentivá-la, provocá-la, testá-la. Apesar de eu não aprovar a maneira autoritária com que ele a fazia repensar as coisas, eu ficava admirada ao perceber o quanto a convivência com ele era construtiva pra ela. E também achava encantador como Lou fazia Will se sentir normal em uma realidade na qual todos, inclusive sua família, o tratavam como se ele fosse incapaz de fazer escolhas.

Os personagens de Como Eu Era Antes de Você são magistralmente construídos. A narrativa mais lenta de Jojo Moyes faz com que o leitor seja parte daquela história de uma maneira muito real. Eu podia ver a mágoa de Lou com sua família, eu podia sentir a frustração de Will por ter que lidar com uma mãe que o trata como criança. Eu também podia sentir a dor de Camilla Traynor, mãe de Will, por lidar com a dolorosa escolha do filho. Eu também pude presenciar a evolução de Lou, os conflitos morais com os quais ela teve que lidar, seu contato com outros tetraplégicos na tentativa de ajudar Will… Enfim. Por meio de uma história que mostra, passo a passo, como a vida daqueles personagens funciona, a autora consegue nos transportar para a realidade deles e fazer com que a gente viva junto deles seus conflitos e tristezas.

O livro é muito mais profundo do que o filme. O livro não se trata apenas de um romance. Na realidade, o livro fala sobre poder de escolha e sobre mudanças. Ele levanta um debate sobre o livre arbítrio, mas também nos mostra que sempre podemos evoluir e mudar. Por meio do passado traumático de Lou, conseguimos entender porque a personagem trilhou o caminho que a trouxe até esse presente sem perspectivas. Por meio da situação atual de Will, é possível refletir os motivos pelos quais ele toma suas decisões. Até mesmo ao aprofundar as cenas em que Lou interage com a sua família (observação: ODEIO a família de Lou com todas as forças. De Katrina, a irmã aproveitadora, aos pais que a depreciam e não prezam por ela. O único que se salva é o avô.) a autora mostra nuances da protagonista que são muito importantes para compreendê-la e compreender também sua evolução ao lado de Will.

Como Eu Era Antes de Você foi o único livro em muito tempo que me fez passar 4h diárias lendo. Fazia anos que isso não acontecia e significa muito pra mim, vocês não têm ideia. ❤ Como comentei no review do filme, terminei a leitura no mesmo dia em que fui ao cinema, então as emoções foram tantas que eu chorava até ouvindo alguma música da trilha sonora. Essa leitura foi uma experiência inesquecível pra mim. Lou e Will estão marcados pra sempre no meu coração, assim como esse livro. O que posso dizer? Leiam! ❤

Título Original: Me Before You
Autor: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 320
Gostou do livro? Então adquira seu exemplar aqui e ajude o Infinitas Vidas! ❤

Review: Como Eu Era Antes de Você (e diferenças do livro!)

Oi gente, tudo bem?

Um dos filmes mais aguardados pela blogosfera finalmente chegou aos cinemas para nos levar às lágrimas: Como Eu Era Antes de Você! ❤
Terminei de ler o livro ontem de manhã e, à tarde, corri pro cinema pra conferir o longa! Por isso, esse review vai ser um pouquinho diferente dos que costumo fazer: no final do post, farei um comparativo com as principais diferenças entre o livro e o filme! 😉 Espero que gostem!

como eu era antes de voce poster

Sinopse: Rico e bem sucedido, Will (Sam Claflin) leva uma vida repleta de conquistas, viagens e esportes radicais até ser atingido por uma moto, ao atravessar a rua em um dia chuvoso. O acidente o torna tetraplégico, obrigando-o a permanecer em uma cadeira de rodas. A situação o torna depressivo e extremamente cínico, para a preocupação de seus pais (Janet McTeer e Charles Dance). É neste contexto que Louisa Clark (Emilia Clarke) é contratada para cuidar de Will. De origem modesta, com dificuldades financeiras e sem grandes aspirações na vida, ela faz o possível para melhorar o estado de espírito de Will e, aos poucos, acaba se envolvendo com ele.

No filme, somos apresentados a duas pessoas totalmente diferentes: a pacata e tranquila Louisa Clark, de 26 anos, que vive sem grandes ambições, mora com os pais, namora um rapaz para o qual não liga muito (e vice-versa) e trabalha em um café; e Will Traynor, um homem de 35 anos que sofreu um acidente que o deixou tetraplégico. O destino dos dois se encontra quando o café em que Lou trabalha fecha e ela vai trabalhar como cuidadora de Will. Contudo, a convivência é muito difícil: ele não se conforma com a sua situação atual, pois tinha uma vida extremamente ativa (era sócio de uma grande empresa, namorava garotas lindíssimas e tinha um estilo de vida tomado pela adrenalina). Aos poucos, Lou consegue penetrar as barreiras criadas por Will e, juntos, eles vão descobrindo um ao outro.

como eu era antes de voce 4

Já falei diversas vezes aqui no blog que eu acredito que filmes e livros são mídias diferentes e, portanto, precisam funcionar isoladamente. Contudo, vai ser impossível não fazer algumas comparações nesse review, já que eu terminei a leitura do livro no mesmo dia em que assisti à adaptação no cinema. E já digo a vocês: MUITO do livro não aparece no filme. O enredo em si é o mesmo, grande parte do desenrolar dos fatos também, mas a maneira como as coisas acontecem é muito mais rápida e superficial. Os dramas dos personagens não são aprofundados e o sentimento entre Lou e Will nasce de maneira muito mais rápida. As discussões morais presentes no livro mal aparecem no filme, fazendo com que a complexidade da situação de Will não seja tão bem explorada. Acredito que parte dessa superficialidade tenha sido consequência da duração do filme, que não chega nem a 2 horas. Por isso, algumas situações tiveram que ser adaptadas para que façam sentido – o que felizmente funcionou, já que o filme não tem pontas soltas. Contudo, senti falta dos diálogos entre Will e Lou, no qual ele sempre a incentiva a crescer e a melhorar, instigando a protagonista a ser mais ambiciosa.

como eu era antes de voce

Emilia Clarke nos apresenta uma Lou extremamente feliz, bobinha e quase etérea. Desde os trailers eu já achava que ela seria uma Lou totalmente diferente da do livro, que é mais ácida e interessante. Porém, dentro da proposta, Emilia desempenhou uma boa atuação (apesar de que fiquei agoniada com as sobrancelhas franzidas all the time). Lou é doce e carismática, arrancando gargalhadas do público em diversas cenas do longa. O Will de Sam Claffin teve mais destaque pra mim. Ele é sarcástico e interessante, exatamente como no livro. A tetraplegia também foi extremamente convincente, desde a posição das mãos até o movimento de cabeça. Uma grande diferença em relação aos personagens é a família Clark: no longa, todos são mais carinhosos com Lou. Enquanto no livro as críticas e as piadas de mau gosto em relação a ela estão sempre presentes, no filme todos são mais amáveis – inclusive Treena, sua irmã mais nova, que no filme realmente é uma amiga para Lou.

como eu era antes de voce 3

A trilha sonora do filme é INCRÍVEL, assim como a fotografia. Todas as músicas se encaixam nas cenas e foram capazes de me fazer chorar. Além disso, as paisagens mostradas no filme são maravilhosas: vemos a tranquilidade do castelo e também a beleza paradisíaca das Ilhas Maurício.

como eu era antes de voce 2

Bom, resumindo: Como Eu Era Antes de Você cumpre seu papel de emocionar e contar uma linda e trágica história de amor. Porém, o filme é superficial. Os conflitos não são aprofundados, o passado de Lou não é abordado e tudo acontece rápido demais. A reflexão a respeito do poder de escolha fica quase em segundo plano, sendo o filme muito mais focado no romance e na relação de Will e Lou. Se eu gostei do longa? Claro, a história é incrível! Mas recomendo MUITO que vocês leiam o livro, gostando ou não do filme. Ele é muito mais profundo e interessante, e vou falar sobre ele em breve aqui no blog. 😉 No próximo parágrafo vou fazer uma lista das principais diferenças entre o filme e o livro. Tem spoilers! Leia por sua conta e risco, ok?

  • No livro, Lou tem um passado traumático e profundo, que explica muito sua falta de ambição e sua vontade de viver uma vida pacata e igual todos os dias.
  • A relação de Lou com sua família é MUITO complicada e ela sente raiva da irmã, Treena, em diversos momentos. Por causa da família, a personagem passa por muitos problemas ao longo da história. Já no filme, nada disso é trabalhado.
  • Camilla Traynor, no livro, é a pessoa que concordou em levar Will na Dignitas, enquanto no longa ela se recusa terminantemente a aceitar isso.
  • Georgina Traynor não aparece no filme.
  • Patrick, no filme, parece se importar muito mais com Lou do que no livro. Dá até pra acreditar que ele goste mesmo dela. 😛
  • No filme, não vemos Lou conversando com outros tetraplégicos, buscando maneiras de fazer Will mudar de ideia a respeito do suicídio assistido. Consequentemente, a discussão moral a respeito do poder de escolha também fica em segundo plano.
  • No livro, Will incentiva Lou o tempo todo em diversos assuntos: cinema, literatura, ambições. A diferença que ele faz na vida dela é palpável, enquanto no filme isso é abordado de forma muito rasa.

Bom, pessoal, espero ter conseguido dar um panorama geral do filme pra vocês e fazer um bom comparativo pra quem já leu o livro. 🙂
E vocês, lembram de mais alguma diferença? Me contem nos comentários!

Beijos e até semana que vem! ❤

Título original: Me Before You
Ano de lançamento: 2016
Direção: Thea Sharrock
Elenco: Emilia Clarke, Sam Claffin, Janet McTeer, Charles Dance, Jenna Coleman, Matthew Lewis

Infinitas Vidas Informa #10

Oi pessoal, como estão?

Fevereiro, o mês mais curtinho do ano, já está chegando ao fim e com ele as minhas férias, snif. Bora conferir o que rolou de bacana ao longo dele? 😀

Novo trailer de Alice Através do Espelho divulgado

alice através do espelho

No novo trailer, com a narração do eterno Alan Rickman (que dublou a Lagarta), podemos ver mais detalhes da trama de Alice Através do Espelho. Confira!

Divulgado o trailer de Como Eu Era Antes de Você

como eu era antes de você

Além do pôster, foi divulgado também o trailer do filme que adapta a obra de Jojo Moyes. Preparem os lencinhos e confira! ❤

Harry Potter and the Cursed Child será publicado como livro

harry potter and the cursed child

Foi anunciado que, em julho deste ano, a peça Harry Potter and the Cursed Child será lançada como livro, sendo o oitavo da saga Harry Potter! O livro já está em pré-venda em diversas lojas como Amazon, Saraiva, entre outras. Fonte: Sobre Sagas.

Edição ilustrada de Harry Potter e a Pedra Filosofal ganha data de lançamento no Brasil

harry potter e a pedra filosofal

A editora Rocco divulgou que sua edição ilustrada de Harry Potter e a Pedra Filosofal será lançada dia 1º de junho. Com ilustrações de Jim Kay, o livro traz diversas ilustrações exclusivas. Fonte: Rocco.

Divulgado o novo trailer da segunda temporada de Demolidor

demolidor segunda temporada

Com estreia marcada para 18 de março, a nova temporada de Demolidor ganhou seu segundo trailer. Nele, mais detalhes da trama são revelados e também podemos conferir mais da Elektra. Confira!

E aí pessoal, gostaram das novidades?
Como potterhead que sou, foi impossível não me empolgar com as notícias relacionadas ao mundo mágico! ❤ Confesso que estou com um pouquinho de medo a respeito de Harry Potter and the Cursed Child, mas ainda assim estou curiosa!
E, é claro, adoreeei o trailer de Demolidor! ❤

E vocês, qual novidade curtiram mais? 😉
Me contem nos comentários! :*