Review: Jujutsu Kaisen

Oi pessoal, tudo bem?

Já faz um tempo que meu boy conseguiu reacender em mim uma paixão antiga: animes! No início da adolescência eu era super fã mas, com o tempo, dei uma saturada. Recentemente, porém, estamos assistindo a ótimos títulos, e é sobre um deles que quero falar hoje: Jujutsu Kaisen.

Sinopse: Apesar do estudante colegial Yuuji Itadori ter grande força física, ele se inscreve no Clube de Ocultismo. Certo dia, eles encontram um “objeto amaldiçoado” e retiram o selo, atraindo criaturas chamadas de “maldições”. Itadori corre em socorro de seus colegas, mas será que ele será capaz de abater essas criaturas usando apenas a força física?!

No universo de Jujutsu Kaisen existem ameaças conhecidas como maldições. Elas são uma espécie de personificação da energia amaldiçoada, oriunda dos piores sentimentos dos seres humanos. Algumas são mais “inofensivas”, causando mal estar (por exemplo), mas outras são letais. E, para combatê-las, existem os feiticeiros jujutsu: humanos que usam dessa energia amaldiçoada como fonte para feitiços capazes de exorcizar as maldições. 

Nosso protagonista, Yuuji Itadori, é um jovem estudante que se vê no meio de um fogo cruzado entre uma maldição e um feiticeiro. A batalha gira em torno de um objeto poderoso com o qual Itadori entrou em contato: trata-se do dedo do espírito amaldiçoado mais poderoso que já existiu, Sukuna. No calor da batalha, Itadori se vê obrigado a engolir esse dedo para impedir que a maldição o use, e a partir desse momento seu destino está selado: Sukuna passa a ter consciência dentro dele e, em paralelo, os feiticeiros jujutsu temem o que isso significa, incumbindo Itadori de coletar os outros dedos ou ser executado imediatamente. E é assim que a aventura do jovem nesse mundo obscuro começa.

Eu demorei um tempinho pra entender os conceitos de Jujutsu Kaisen, muito porque o anime já começa na vibe tiro, porrada e bomba. Itadori é um jovem altruísta e com habilidades que vão além da normalidade humana, características que o ajudam a trilhar o caminho dos feiticeiros jujutsu com empatia e habilidade. A perda recente do seu avô, cujo último conselho foi para que o jovem ajudasse as pessoas à sua volta, é praticamente um mantra que o guia, o que deixa seu coração no lugar certo. Além disso, Itadori é muito engraçado! Suas expressões faciais mais “bobas” são típicas dos animes e quebram a tensão dos episódios. A dinâmica como hospedeiro de Sukuna, que sempre tenta tomar o controle de seu corpo, também é muito interessante.

Itadori também tem dois colegas de equipe. O primeiro é Fushiguro Megumi, o jovem que se envolveu na batalha na escola do protagonista. Ele tem muito respeito por Itadori, especialmente pelo autossacrifício que o protagonista fez quando eles se conheceram. A segunda é Nobara Kugisaki, uma garota temperamental que ora briga com Itadori, ora age exatamente como ele. Além dos dois colegas, o protagonista também conta com um mentor (ou, como se diz nos animes, sensei) que é um dos feiticeiros jujutsu mais poderosos da atualidade: Gojo Satoru, um personagem que vai da comédia ao modo badass num piscar de olhos. Com o tempo, vamos conhecendo outros estudantes da Escola Jujutsu (na qual o trio estuda), outros espíritos amaldiçoados poderosos e também intrigas que nada tem a ver com esses espíritos. As ameaças vêm de todos os lados, o que torna a trama muito instigante.

As batalhas de Jujutsu Kaisen são um dos seus maiores pontos fortes. O estúdio fez um trabalho fantástico na animação, as cores são vívidas e os movimentos são fluidos. Os episódios são repletos de combates de tirar o fôlego, com movimentos de câmera empolgantes. E, é claro, há o aspecto místico que também torna tudo ainda mais interessante, já que cada feiticeiro jujutsu utiliza a energia amaldiçoada de uma forma.

Se você gosta de boas histórias de ação com um toque mais sério e “assombrado”, Jujutsu Kaisen é a escolha certa. Empolgante, ágil e com personagens cativantes, o anime é uma ótima pedida pra quem busca um bom entretenimento. Apesar de trazer alguns clichês vistos em outros animes do mesmo estilo (notei semelhanças com Naruto, Fullmetal Alchemist, entre outros), Jujutsu Kaisen parece mais prestar uma homenagem ao gênero do que ser um plágio sem personalidade. Recomendo muito!

Título original: Jujutsu Kaisen
Ano de lançamento: 2020
Direção: Sunghoo Park
Elenco: Junya Enoki, Yûichi Nakamura, Yuma Uchida, Asami Seto, Nobunaga Shimazaki, Jun’ichi Suwabe

24 comentários sobre “Review: Jujutsu Kaisen

  1. Oi Priih! Eu vi seus comentários no TV Tive e percebi o quanto foi fisgada pelo anime. Eu também adorei, de começo não pensei que ficaria tão gamada na história, mas passando os episódios não deu para evitar. A animação está linda e as cenas de batalhas acho que vi umas três vezes cada, são empolgantes demais. Os meus personagens preferidos foram o Megumi e o Gojou (esse acho que de todo mundo). Torcendo para uma segunda temporada. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

  2. Oi Pri, tudo bem?

    Faz tempo que não assisto um bom anime. Comecei um recentemente, mas a história não me cativou e acabei abandonando. Gostei bastante da premissa de Jujutsu Kaisen, parece um anime com uma boa dose de ação e bons personagens.

    Preciso saber onde você a Cida assistem animes rs…

    Beijos;***
    Ariane Gisele Reis | Blog My Dear Library.

  3. Oi, Priiih. Tudo bem?
    Eu vejo animes de vez em quando e de episódios curtos, mas estou querendo embarcar no Attack of Titan (se as séries deixar). Fiquei bem interessada nesse anime também, amo essa pegada de ação e ocultismo e se lembra Full Metal Alchemist é ponto positivo.

    Beijos, Vanessa
    Leia Pop

  4. oi, tudo bem?

    eu gosto bastante de animes, mas nunca assisti esse. não assisto tantos quanto eu queria, mas sempre tem espaço no meu tempo p/ assistir os meus clássicos favoritos, como pokémon haha. vou pesquisar mais sobre essa sua indicação e, quem sabe, eu já assisto.

    abraços,
    jurista geek.

  5. Olá,
    Eu até me interesso por animes com temáticas assim, uma pitada mais sombria, mas maratonar mesmo são outros quinhentos. Preguiça.
    Até abriu sinal do Loading na minha tv, quem sabe ajuda a me enturmar.
    Dizer que nem sei como acompanhei aqueles episódios/filmes de Digimon que saíram hahaha
    Mas ando com vontade de assistir alguns legais, então sua dica veio na hora certa.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

  6. Oi, Pri! Tudo bom?
    Menina que eu voltei a ver Naruto e tá me dando uma coceirinha pra me afundar de vez nos animes UHSAUHSUHASUHAUHSA saudades dessa época.
    Tô bem perdida, mas um que eu quero MUITO ver é Attack on Titan. Com todos os elogios e tals. Não conhecia esse, mas vou anotar pra procurar!

    Beijos, Nizz.
    http://www.queriaestarlendo.com.br

  7. Olá, Priih,
    Eu lembro que assistia animes na época da Sailor Moon hehe. Depois não lembro de ter assistido mais nada. Nunca fui de assistir muito, sempre preferia os livros desde sempre hehe. E infelizmente esse não chamou tanto a minha atenção. Mas que bom que está voltando a assistir e que gostou bastante desse.

    Prefácio

  8. Oi Priih,
    Meu marido também gosta bastante de animes e quando possível eu assisto com ele, mas pela dificuldade em encontrar algum anime interessante em uma plataforma de fácil acesso, a gente acaba deixando de lado. Jujutdu Kaisen parece ser uma boa produção, mas confesso que não curto muito histórias que envolve misticismo.
    O último anime que vi com meu marido foi Attack on Titan, mas assisti apenas os quatro primeiros episódios, gostei bastante e pretendo continuar vendo, porém, como te disse, temos esse problema em não encontrar um streaming legal para assistir bons animes.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

  9. Oi Priih, sua linda, tudo bem?
    Eu não lembro se comentei aqui, mas fiquei muito triste por perder minha lista de indicações de anime. Agora estou fazendo uma nova. Não entendo muito do assunto, mas achei a história do enredo igual a de um bom livro de fantasia e essas cenas de ação me deixaram muito animada. Vou tentar descobrir aonde posso assistir. Adorei sua resenha!!
    beijinhos.
    cila.
    https://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

  10. Olá, Priih

    Meus únicos contatos com anime foram na adolescência com Pokémon, Dragon Ball e Yu-Gi-Oh!. Este último, aliás, era meu crush. Sim, eu tinha crush no personagem do anime. Superei, felizmente. Hahahah Hoje em dia não tenho mais paciência pra nenhum tipo de animação, espero superar isso quando tiver filhos, porque né…
    Mas em outros tempos eu poderia até tentar, pois a atmosfera mais sombria parece promissora.

    Beijos
    – Tami
    https://www.meuepilogo.com

  11. Oi Priih.
    Não meu caso, a paixão por animes é uma constante na minha vida.
    Já ouvi falar muito em Jujutsu Kaisen, mas ainda não tive a oportunidade de assistir. Tenho muitos animes em espera…
    Beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s