Resenha: O Segredo de Emma Corrigan – Sophie Kinsella

Oi pessoal, tudo bem?

Após uma ótima primeira experiência com chick-lits a partir de Lendo de Cabeça Para Baixo, fiquei ansiosa pra conferir mais obras do gênero. Unindo essa vontade com o desejo de conhecer a escrita da elogiada Sophie Kinsella, nas últimas semanas eu li O Segredo de Emma Corrigan. Bora descobrir o que eu achei?

o segredo de emma corrigan
Garanta o seu!

Sinopse: Emma Corrigan tem alguns segredinhos… Mas quem não tem? Durante uma viagem de avião bem turbulenta, Emma acredita que não sobreviverá aos solavancos, e acaba contando todos – mas todos! – os seus segredos para o homem sentado na poltrona ao lado. Quando a aeronave pousa em segurança, ela pede desculpas ao companheiro de voo pelo desabafo, pensando que nunca mais veria aquele estranho bonitão. No dia seguinte, no entanto, ela descobre que seu colega de viagem era ninguém menos que Jack Harper, um dos fundadores da grande Corporação Panther, empresa na qual Emma trabalha como assistente de marketing. E que seu encontro desajeitado com o milionário a colocaria na maior confusão.

O que você faria se estivesse enfrentando uma turbulência terrível e jurasse de pés juntos que o avião iria cair? No caso de Emma Corrigan, embalada por algumas doses de álcool, a opção escolhida foi tagarelar para o estranho sentado ao seu lado sobre seus segredos pessoais, dos mais bobos até às inseguranças familiares. Ora, mas se você nunca mais vai ver esse homem, não tem nenhum problema, né? Acontece que o avião não cai, Emma segue a vida e, para completar, reencontra o homem – que, por acaso, é Jack Harper, o dono da empresa na qual ela trabalha. Jack tem suas próprias razões para manter o encontro prévio dos dois em segredo, o que Emma encara com gratidão. Acontece que os dois vão se aproximando e a atração física logo fica evidente.

A partir dessa premissa, eu esperava um livro fofo e que me fizesse rir. O que encontrei, entretanto, foi uma história por muitas vezes enervante. A leitura de O Segredo de Emma Corrigan me deixou clara uma coisa: eu já não tenho mais paciência pro estereótipo da mocinha atrapalhada. A Emma é uma mulher infantil. Ela não fala o que pensa e reage de forma boba a diversas situações que pedem uma atitude mais condizente com seus 25 anos. Esse aspecto da protagonista, que é também a narradora, tornou muito difícil pra mim me afeiçoar à história e à própria Emma.

O romance também não flui de uma maneira legal. Jack é o clichê do cara poderoso, mas “humilde”, aquele “chefe legalzão”. A verdade é que, aos meus olhos, Jack não é nada apaixonante: ele manda sinais estranhos pra Emma, critica o (até então) namorado atencioso dela sem nenhuma intimidade pra isso e tem atitudes bastante questionáveis – saindo como vítima ainda por cima, o que me deixou indignada. Além disso, o modo como ele trata a garota nos encontros é simplesmente detestável. Parece que Emma acaba sempre o perdoando por não acreditar que alguém tão bonito e inteligente tenha se interessado por ela, motivação esta que eu acho bastante perigosa.

resenha o segredo de emma corrigan

O aspecto mais interessante do livro foi ver Emma ganhando voz. Tanto no trabalho, no qual ela defende uma ideia audaciosa e perspicaz, quanto em sua conturbada relação familiar, na qual seus pais privilegiam sua prima (adotada por eles) em detrimento de Emma, o leitor percebe que existe evolução no modo como a protagonista lida com os problemas. 

Fora isso, não acontece muita coisa realmente instigante na história. Há o dilema da protagonista sobre amar ou não o atual namorado, os encontros estranhos com Jack e um plot twist que, como em toda comédia romântica, visa separar o casal. Talvez se eu tivesse conhecido a trama por meio de sua adaptação cinematográfica, eu tivesse gostado mais. Agora, na forma de leitura, não senti nada além de “preferia ter investido meu tempo em outra coisa”. Não me sinto confortável em indicar O Segredo de Emma Corrigan, mas acho importante lembrar que aquilo que não funciona para um leitor pode funcionar superbem para outro. Então, se a premissa te despertou curiosidade e você está disposto a arriscar (apesar das ressalvas), vá em frente. 😉

Título original: Can You Keep a Secret?
Autor:
Sophie Kinsella
Editora: Record
Número de páginas: 384
Gostou do livro? Então adquira seu exemplar aqui e ajude o Infinitas Vidas! ❤

22 comentários sobre “Resenha: O Segredo de Emma Corrigan – Sophie Kinsella

  1. Oi Priih, li esse livro há uns anos e lembro de gostar por ser uma leitura leve e engraçada. Mas se relesse hoje em dia acho que teria a mesma opinião que você. Nunca gostei muito do Jack, e nem lembro como terminaram juntos, na minha cabeça a Emma acaba sozinha e feliz, pronta pra outra. E mesmo com as atrapalhadas, adoro a Emma.

  2. Tanto em livros, quanto em filmes e séries, eu também não tenho paciência com as protagonistas atrapalhadas, mas, por eu sempre fazer leituras densas e de livros pesados, os chick lits e as mocinhas clichês me acabam sendo um refrigério. Eu li O Segredo de Emma Corrigan há alguns anos atrás e me lembro de ter achado o romance sem sal, mas até hoje o crescimento da personagem com relação aos seus problemas familiares me marcaram.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

  3. Oiee!
    Assim como todos da Sophie Kinsella, eu gostei bastante da leitura.
    Eu sempre escolho os livros dela quando quero algo relaxante e que me faça rir..
    Como você disse, o que não funciona pra um leitor pode funcionar para o outro, e comigo foi assim, rs.
    Apesar disso, acho super válidas as ressalvas que você trouxe, e confesso que, como li o livro há algum tempo, não me lembrava de certos detalhes, mas acho muito bom que você tenha falado sobre certos aspectos, como o comportamento dela de aceitar tudo o que o chefão faz, por não se achar digna da atenção dele.

    Beijos
    Início de Conversa

  4. Olá, Priih.
    Eu amei esse livro na época que li. Hoje em dia não tenho mais certeza. Recentemente reli A Rainha da Fofoca e não achei mais tudo isso não. Não sei se a gente amadurece, ou se o gosto muda. Vai saber. Porque tem livros que reli e gostei da mesma forma, mas eram de outro gênero.

    Prefácio

  5. Oi Pri, tudo bem?

    Acredita que até hoje não li nada da Sophie? Tenho dois livros da autora, mas sempre acabo passando outros livros na frente. Confesso que o estilo que a autora escreve não é um dos meus favoritos, mas ainda pretendo dar uma chance para os livros da Sophie.

    Beijos;*
    Ariane Reis | Blog My Dear Library.

  6. Oiii Prih

    Eu ja sou uma chata pra romances, não é meu gênero favorito e pra me conquistar precisa ser muito bom, nao sei se curtiria esse, me dá nos nervos uma protagonista de vinte e poucos agindo e pensando como uma adolescente, ja deu esse clichê e é irritante demais. O galã tb me parece tipico, nada que destaque. Ah sei la se leria, se fizesse seria ja com as expectativas bem baixas.

    Beijos, Ivy

    http://www.derepentenoultimolivro.com

  7. Oi
    eu até curti a história, porém achei parado em algumas partes e também não achei tudo aquilo que o pessoal comentava, porque pelas várias resenhas que tinha lido antes de ler, parecia ser o melhor livro desse gênero e não foi, gostei de conferir sua opinião, até gosto de mocinha desastradas.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

  8. Oii, como vai?
    Li esse livro há alguns bons anos e lembro de ter gostado muito mas atualmente, quando me lembro da história eu acho que não leria de novo porque sei que pensaria de forma muito parecida contigo e que por isso a leitura já não me agradaria da mesma forma. É interessante como mudamos com o tempo, né?

    Abraço ♥
    Larissa – Blog: Parágrafo Cult

  9. Eu comecei a ler esse livro alguns anos atrás e parei logo no começo. Sou doida para ler algo da Sophie, ms ainda não rolou.
    É tão ruim o livro não ser tão bom assim, pq pela premissa parece uma ótima escolha.
    eu vi que você leu ‘eu estou pensando em acabar com tudo’, já viu o trailer do filme que saiu na netflix?
    beijos

  10. Oi, Priih!

    Acho que já perdi as esperanças com a autora. Todos falam tão bem das obras dela, mas além de a sua experiência não ter sido boa, a minha com o livro “Te devo uma” foi terrível, só me fez passar nervoso, então não vou me arriscar de novo, não 😦 super chato isso da personagem com atitudes infantis em plenos 25 anos, ser atrapalhada de uma forma engraçada é uma coisa, mas forçada já é outra total diferente

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

  11. Obrigado pela resenha tão sincera e esclarecedora.

    Bom fim de semana!

    OBS.: O JOVEM JORNALISTA está em quarentena de 22 de julho à 31 de agosto, mas comentarei nos blogs amigos nesse período. Mesmo em quarentena o blog tem dois posts novos. Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

  12. Oi Priih! Ainda bem que os livros da autora que li até hoje, não me decepcionaram. Esse aí eu tenho, mas não li ainda e espero que comigo funcione bem. Pena que para você não foi uma boa leitura. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

  13. Oi Priih, as pessoas falam mil maravilhas da escrita da Kinsella e eu tinha o pé atrás por muito tempo. Eu não sou muito de ler chick lit, mas dei uma chance aos livros dela uma vez, com A procura de Audrey. Acho que comecei com o pé direito, porque foi um livro que gostei bastante, para primeiras impressões. Os outros que li depois, eram mais clichê de sessão da tarde, mas ainda assim, não me decepcionaram, por ter arrancado sorrisos e um até me fez refletir sobre a vida. Mas como ela tem muitos livros, dá a impressão que muitos seguem a receitinha de bolo e um ou outro te surpreende, mas é questão de sorte achar o que te surpreende no meio deles.
    Espero que você tenha mais sorte, caso decida dar uma segunda chance aos livros da autora.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

  14. Ola ,
    Eu estava buscando alguma outra resenha e acabei caindo aqui rs
    Se sabe que eu só acabo caindo em livro da Sophie quando quero ler sem pretensão? Bem isso que você falou rs, nada acontece de muito extraordinario…mas estamos lá lendo.
    Eu ja li varios livros dela, mas esse em especifico numca me chamou atenção pela sinopse, então lendo sua resenha agora entendi bem o motivo rs.
    Bjos

    Todas as Coisas Blog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s