Review: Klaus

Oi gente, tudo bem?

Chega o final de ano e a onda de filmes natalinos chega junto. Apesar de eu não curtir muito esse tipo de longa, um deles chamou imediatamente minha atenção: a animação Klaus.

klaus poster

Sinopse: Um carteiro egoísta e um fabricante de brinquedos solitário cultivam uma amizade improvável e levam alegria a uma cidade fria e sombria.

A primeira coisa que reparei em Klaus é que o traço do filme remete às produções da Disney na década de 90 e início dos anos 2000. E não é pra menos: o responsável por Klaus trabalhou como animador da empresa e, inclusive, fez um dos filmes favoritos, Planeta do Tesouro. ❤ Só nesse aspecto Klaus já ganhou alguns pontos comigo, porque sinto muita falta de animações 2D – e, nesse caso, a arte ainda tem alguns diferenciais em relação àquela época, tornando o filme visualmente encantador.

klaus filme (5).png

A trama acompanha o jovem Jesper, o preguiçoso e mimado herdeiro de uma grande empresa de correios. Seu pai, cansado de dar diversas chances ao filho, decide enviá-lo como carteiro a uma cidade isolada, Smeerensburg, onde Jesper precisa permanecer por um ano trabalhando seriamente caso queira voltar à vida mansa que levava. Chegando lá, o rapaz percebe que seu ofício é desnecessário, já que o ódio e o rancor tomam conta da cidade devido a uma rixa antiga entre duas famílias e, portanto, ninguém envia cartas. Ao conhecer Klaus, um velho marceneiro que vive na floresta, Jesper acaba provocando uma situação inesperada: ao entregar um brinquedo feito por Klaus a uma criança, a notícia se espalha entre os pequenos e todos começam a enviar cartas na esperança de ganhar um presente também. E é assim que a parceria entre os dois começa.

klaus filme

Klaus é o filme sobre o Papai Noel mais criativo a que já assisti. O longa ressignifica todos os aspectos da mitologia original e, ainda assim, reconhecemos claramente as referências presentes na trama. É muito divertido acompanhar cada cena e entender qual aspecto do personagem está sendo revelado, especialmente pela forma inesperada que muitas delas acontecem. A cena do trenó voador, por exemplo, é de arrancar risadas!

klaus filme (2).png

Os personagens são carismáticos e têm papéis importantes a cumprir. Jesper é o clichê do egoísta que se transforma, mas seu carisma e jeito atrapalhado nos conquistam; Klaus é o personagem cujas dores são apresentadas, mas também seu coração gigante e sua vontade de fazer o bem; Alva é uma professora sem esperança que acaba sendo tocada pelo movimento iniciado (ainda que sem querer) por Jesper; e até a briga dos vilões acaba sendo divertida.

klaus filme (3).png

A trama se desenrola de maneira cativante, e as mudanças que acontecem com os personagens são graduais e críveis. Aos poucos, a própria cidade vai se transformando, sendo tocada pelos atos generosos do homem misterioso que entrega brinquedos às crianças. São elas, inclusive, que aproximam os adultos e mostram que a rixa secular já está mais do que ultrapassada. Os personagens principais não escapam desse processo e, pouco a pouco, se veem como parte daquela comunidade, que abre mão das brigas sem fim em nome da empatia e da generosidade.

klaus filme (4).png

Klaus é um filme doce, engraçado e emocionante, que vai muito além do conceito simplista de ser um filme de Natal. É uma história sobre mudanças (externas e internas) e sobre o poder da gentileza. Da animação à trama, Klaus encanta em cada detalhe, nos levando das risadas às lágrimas e deixando a sensação de que assistimos a algo incrível. O que é a mais pura verdade. ❤

Tìtulo original: Klaus
Ano de lançamento: 2019
Direção: Sergio Pablos
Elenco: Jason Schwartzman, J. K. Simmons, Rashida Jones, Joan Cusack, Will Sasso, Norm Macdonald, Neda Margrethe Labba

22 comentários sobre “Review: Klaus

  1. Oi, Pri como vai? Que dica bacana! Longa metragens no estilo animação é sempre muito divertido de ser assistido. Adorei sua dica e análise sobre o filme. Abraço!

    Oi, Sil como vai? Não costumo ter o hábito de ler com certa frequência livros de romance de época, mas ao ler sua resenha fiquei curiosíssimo em relação à esse livro. Abraço!

    Oi, Alessandra como vai? Eu já conhecia esse livro, embora não tenha o lido. Achei essa capa bastante diferente, mas atraente de igual modo. O assunto abordado no livro é de suma importância em qualquer época, mas acredito que nos dias atuais esse tema tenha adquirido uma notoriedade maior, e é crucial que a sociedade dê a devida importância à esse assunto. A obra é essencial para as mulheres se precaverem desse tipo de relacionamento tóxico e abusivo, seja violência física ou psicológica. Adorei a indicação e pretendo lê-lo em breve. Sua resenha ficou maravilhosa, parabéns. Abraço!

    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

  2. Oi Priih! Nossa, essas animações neste formato sempre me encantaram e adoro história de Natal. Eu não tinha visto ainda nada sobre Klaus, mas já entrou na minha lista para o final de ano. Adorei a dica. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

  3. oooi 🙂

    toda vez que vejo algo desas animação so vejo elogios cofesso que
    ainda não peguei pra ver por falta de tempo mais assim que de vou correndo assistir
    assim vou poder me apaixonar pela historia , parece ser tão fofinha a trama
    irei ver o mais rapido possivel obrigado pela dica.

    bjs

    https://sasaabooks.blogspot.com/

  4. Olá, Priih.
    Eu sempre entro nessa onda de filmes natalinos. Mas de dez tem um bom e olhe lá ainda hehe. Por isso me interessei bastante em assistir esse. Não sou muito de assistir animações, mas essa me pareceu ser bem agradavel.

    Prefácio

  5. Menina, concordo em gênero, número e grau com suas palavras. Klaus é um filme doce e que nos mostra o quanto podemos mudar por dentro e por fora. Eu tinha indicado esse filme e assisti pouco tempo depois. Que filme! Que filme! Amei cada detalhe e achei sensacional que ficou realmente com aquela cara de que Papai Noel era um homem comum, sem poderes, mas que apenas passou por situações que tornaram ele mágico e famoso. Acho que se tiverem relatos históricos sobre sua existência, esse seria o mais próximo. rsrs E temos algo em comum, amamos Planeta do Tesouro. Confesso que não sabia que ambos os filmes eram do mesmo animador. Por isso achei os traços familiares e não sabia de onde eram. rs
    Bjks!

    Mundinho da Hanna | Instagram | Skoob

  6. Oi Prih,
    Ah, eu tenho que assistir esse ainda.
    Parece adorável. E realmente os traços lembram Planeta do Tesouro, apesar que nunca terminei de ver.
    Gostei de alguns sentimentos natalinos que a animação parece transmitir, além de ser divertida.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

  7. Oii Priih!
    Que história bonita essa, além do visual da animação ser bem bonito também.
    O Natal tem seus encantos e a animação trazendo uma bela mensagem de forma leve e descontraída é uma boa pedida agora para o final de ano.
    Bjos

  8. Eu não comemoro o natal, então não sinto essa necessidade que algumas pessoas tem de entrar no clima natalino por meio de filmes. Porém, Klaus entrou na minha lista por que o traço da animação também me chamou muita atenção, além disso, amo histórias bem desenvolvidas. Assim que possível vou conferir a trama.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s