Review: Shazam!

Oi gente, tudo bem?

Aproveitando minha última semana de férias, na última quinta-feira fui conferir a estreia de Shazam! Além de ter me divertido muito, devo dizer que foi ótimo ir ao cinema em um horário no qual ninguém vai. 😂 E hoje conto pra vocês o que achei, sem spoilers.

shazam poster.png

Sinopse: Billy Batson (Asher Angel) tem apenas 14 anos de idade, mas recebeu de um antigo mago o dom de se transformar num super-herói adulto chamado Shazam (Zachary Levi). Ao gritar a palavra SHAZAM!, o adolescente se transforma nessa sua poderosa versão adulta para se divertir e testar suas habilidades. Contudo, ele precisa aprender a controlar seus poderes para enfrentar o malvado Dr. Thaddeus Sivana (Mark Strong).

Billy Batson é um garoto que vive pulando de uma casa de acolhimento para outra, tentando investigar o paradeiro de sua mãe biológica – da qual se perdeu quando era um menininho. Em sua casa atual, ele se depara com uma família grande e amorosa, mas ainda assim ele não sente que aquele é seu lar. Em uma de suas tentativas de fuga, o garoto é surpreendido ao ser transportado para uma espécie de dimensão paralela, onde o mago Shazam lhe explica que Billy foi escolhido para ser seu campeão e derrotar os Sete Pecados Capitais. O mago então confere ao adolescente poderes descomunais, que são ativados ao gritar a palavra “Shazam!”. Além dos poderes, Billy também muda de aparência, transformando-se em sua contraparte adulta. A partir desse momento, vemos como um jovem lida com essas novas habilidades (e, é claro, com as possibilidades que um corpo adulto oferece – como comprar cerveja).

shazam.png

Shazam! é um filme cômico e alto astral. É aquele entretenimento sem compromisso, perfeito para acompanhar uma tarde no cinema (ou em casa) com um combo de pipoca e refrigerante. A vibe “filme de aventura da Sessão da Tarde” faz de Shazam! um longa que diverte sem cansar, com um tom acertado e personagens carismáticos. A começar por Billy: apesar de ter tido uma infância difícil e bancar o durão para sua família adotiva, o personagem é engraçado e fácil de gostar. Tanto na forma adolescente quanto na adulta, é nítida a imaturidade do garoto, que primeiro se preocupa em ganhar dinheiro, fazer vídeos e se divertir com os novos poderes e só depois com a responsabilidade que eles trazem. E poderia ser diferente? Afinal, ele só tem 14 anos! E tudo isso fica ainda mais engraçado quando a maior parte das atitudes imaturas fica por conta da excelente atuação de Zachary Levi, que consegue interpretar muito bem o papel de um garoto que repentinamente pode ter o corpo de um adulto.

shazam (2).png

A família de Billy também é ótima! Apesar de alguns personagens serem mais coadjuvantes, é impossível não se apaixonar pela fofura cativante de Darla e pelo sarcasmo de Freddy, que vem a se tornar uma espécie de sidekick de Billy. Os dois garotos têm uma química inegável – tanto na versão adolescente quanto na versão adulta do protagonista – e, assim como verdadeiros amigos e irmãos, vivem momentos de cumplicidade, mas também de desentendimentos. O papel da família no longa é fundamental para que Billy amadureça e perceba suas responsabilidades enquanto super-herói mas, principalmente, porque o ensina uma lição valiosa sobre pertencimento, lar e o que família realmente significa. Muito mais do que o sangue, é o amor e o carinho uns pelos outros que formam o elo familiar.

shazam (3).png

O vilão de Shazam! é bem caricato. Thaddeus Sivana, quando criança, teve a oportunidade de se tornar o escolhido do mago Shazam, mas demonstrou um coração corrompido e acabou falhando no teste. Dedicando sua vida a descobrir o portal, conseguir o poder que um dia ele vislumbrou e se vingar de sua família, Sivana não mede esforços para atingir seus objetivos. Ele é uma contraparte interessante a Billy: apesar de ambos desejarem aceitação e serem oriundos de famílias desestruturadas e lares instáveis, o primeiro desde cedo demonstrou sua ganância e seu desejo de provar seu valor, enquanto Billy sempre foi motivado pelo desejo de reencontrar sua mãe e sentir-se parte de uma família. Apesar de não ser um santo (especialmente na fase inicial, após a conquista dos poderes) Billy é um jovem que se importa, especialmente com quem ama.

shazam (4).png

Achei o arco final especialmente a última batalha um pouco estranho. Me surpreendeu, mas não de um jeito tão positivo, porque senti uma perda do fôlego e uma diminuição no protagonismo de Billy. Ainda assim, as sequências de ação são ótimas e constantes, mantendo o ritmo do longa bem acelerado. O bom humor e a leveza da narrativa e dos personagens também são muito bem-vindos: Shazam! é um filme sobre crianças, para crianças e não tem pretensão de ser uma obra-prima de super-heróis, muito menos aprofundar questões mais éticas e morais. Pra mim, essa foi uma ótima decisão da DC, que está começando a mostrar filmes com tons de voz particulares, que combinam com o herói que está na tela.

shazam (5).png

Em suma, Shazam! é o filme pra quem quer dar boas risadas e curtir sem maiores pretensões. Ao contrário de Thor: Ragnarok – que também tem uma pegada mais infantil e tenta ser engraçadão, mas falha miseravelmente (pelo menos pra mim) –, Shazam! traz uma história simples, bem-humorada e com ótimos personagens, cuja química funciona e é fundamental para o desenrolar dos fatos. É entretenimento puro, daqueles que fazem você sair mais leve do cinema devido à diversão proporcionada. Vale a pena conferir!

Título original: Shazam!
Ano de lançamento: 2019
Direção: David F. Sandberg
Elenco: Zachary Levi, Asher Angel, Jack Dylan Grazer, Mark Strong, Djimon Hounsou, Faithe Herman

Anúncios

16 comentários sobre “Review: Shazam!

  1. Oiii Prih

    Meu marido e meu filhinho estão loucos pra ir assistir Shazam! e nessa com certeza acho que vamos acabar indo todos nós conferir. Espero dar umas boas risadas. Apesar de ter suas falhas e perder um pouco o fôlego, creio que será uma diversão legal pra ir com a criançada aqui.,…rrssrs

    Beijos, Alice

    http://www.derepentenoultimolivro.com

  2. Entrei em um acordo com meu marido que não quer assistir Shazam!, ele vai ver Hellboy e eu Shazam! no cinema, olha quanto amor, não precisamos ir ao cinema para assistir o mesmo filme, hahahaha. Sei que o filme é bem despretensioso, é possível ver isso no próprio trailer, mas eu achei ele tão divertido que preciso conferir. Quanto a Thor: Ragnarok, na minha opinião, o que fez o filme ficar sem graça foi a infantilidade do Hulk.
    Enfim, amei sua resenha, só me fez ter ainda mais vontade de assistir o filme, haha.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥Canal no Youtube >> Faltam apenas duas incrições para chegarmos nos 500!

  3. Olá, Priih.
    Eu não estava com muita vontade de assistir esse filme. Mas achei essa pegada de humor bem bacana e com certeza me interessei bastante. E já tinha lido alguns comentários que concordam com você sobre o humor ter funcionado nesse filme.

    Prefácio

  4. Prih, tivemos uma opinião bem IGUAL kkkk em Thos Ragnarok e se você gostou desse filme mais do que o Thor, confesso que me deu uma vontade de assistir HEHEHEHE
    Confesso que não sei se vou assistir no cinema esse mês, mas já fiquei com mais vontade que antes e por ser um filme rápido, acelerado imagino que não dá tempo de sentir sono o que pensei no trailer rs
    QUe bom!! 😀 fiquei mais animada!
    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

  5. Oie Prih!
    Primeira vez por aqui. Eu tbm adorei a vibe sessão da tarde do Shazam! Achei a combinação dos personagens e da história algo bem agradável e divertido, embora tbm tenha achado o arco final um pouco estranho.
    Bjos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s