Review: Megarrromântico

Oi pessoal, tudo bem?

Depois de uma viagem de férias maravilhosa, estou de volta! ❤ Ainda estou organizando as fotos e preparando os conteúdos sobre a viagem, então para hoje eu trouxe como dica um filme leve e bem divertido disponível na Netflix: Megarrromântico!

megarrromantico.png

Sinopse: Após bater a cabeça, uma arquiteta com horror a sentimentalidades vê sua vida se transformar em uma comédia romântica cafona e cheia de clichês.

Desde a infância, Natalie foi incentivada a desacreditar no amor e desprezar quaisquer tipos de clichês de comédias românticas. Sua personalidade cética, somada ao fato de que Natalie acredita que uma garota como ela (ou seja, uma mulher gorda) jamais será vista e notada, fazem com que a personagem seja muito fechada e resignada em suas relações. Entretanto, após ser assaltada no metrô e bater a cabeça, Natalie acorda e vê sua vida virada de cabeça pra baixo: TUDO ao seu redor se transformou em um clichê de comédia romântica! Seu apartamento ficou maravilhoso, todos os homens lindos ficam babando por ela, seu emprego é incrível… porém, sua melhor amiga se tornou rival e seu melhor amigo é um homem gay cujo único papel é justamente ser seu amigo. Basicamente, todas as coisas boas e ruins do universo das comédias românticas passam a “assombrar” Natalie, que deseja mais do que tudo voltar à sua realidade – nem que, para isso, ela precise “viver o filme” até o fim.

megarrromantico (2).png

Megarrromântico é uma comédia romântica que satiriza comédias românticas. No filme, Nova York é perfumada, há flores por todo lado e o romance está no ar. Entretanto, o sexo não se consuma, o amigo gay é apenas um souvenir e mulheres não podem ser amigas. Essas críticas são bem diretas e óbvias e, ao mesmo tempo que divertem, por exagerarem a situação, também apontam a falta de diversidade nesse tipo de produção.

Entretanto, apesar de satirizar comédias românticas, Megarrromântico acaba reforçando várias delas, principalmente no desenvolvimento do romance da protagonista. Entretanto, isso não me incomodou e não atrapalhou minha experiência, principalmente porque acho incrível que estejam surgindo mais produções que tenham mulheres gordas como protagonistas conquistando tudo que até então apenas mulheres magras conquistavam: sucesso, autoconfiança, amizade e, também, amor romântico. Afinal, é fácil criticar um clichê quando se está dentro dos padrões, não é mesmo? Para quem está à margem, o clichê não é tão fácil de conseguir. E, assim como ocorre em Dumplin’, Natalie chega onde chega sem necessidade de mudar quem ela é, mas sim abraçando suas características – que ela, acima de todos, é capaz de amar.

megarrromantico (3).png

Eu adorei Natalie e morri de rir com suas “aventuras” na realidade paralela. A personagem é carismática, divertida e causa simpatia no espectador. Seu melhor amigo, Josh, acaba sendo mais uma variação das interpretações de Adam DeVine (pelo menos as que eu já vi), mas ainda assim é um personagem fofo. Mas um dos que mais fazem rir é Blake, interpretado por Liam Hemsworth. O personagem é o típico ~bonitão bem-sucedido e, justamente por isso, é responsável por muitos e muitos clichês que arrancam boas risadas. A interação dele com Natalie é ótima!

Megarrromântico é um filme leve, curto e divertido, perfeito para uma tarde preguiçosa em que você quer um entretenimento despretensioso – que ainda consegue pincelar algumas críticas aos estereótipos e falar sobre amor próprio. E, apesar de não conseguir se desvencilhar de todos os clichês que critica, é sempre bom ver uma protagonista fora dos padrões estéticos ganhando espaço e voz. 😉

Título original: Isn’t It Romantic
Ano de lançamento: 2019
Direção: Todd Strauss-Schulson
Elenco: Rebel Wilson, Liam Hemsworth, Adam DeVine, Priyanka Chopra, Betty Gilpin, Brandon Scott Jones

19 comentários sobre “Review: Megarrromântico

  1. Oi, Priih

    Eu me diverti muito com esse filme. A Rebel é SEMPRE igual, mas não dá pra não rir com ela. Eu acho que o filme se utilizar de alguns clichês mesmo os satirizando foi proposital, afinal, o filme não quer ridicularizar o gênero, e sim mostrar que mesmo com toda melação, o amor é sim importante e realmente pode estar onde menos esperamos. O Liam realmente está ótimo, morri de rir com aquele sotaque.

    Beijos
    – Tami
    https://www.meuepilogo.com

  2. Comecei a assistir despretensiosamente esse filme com a minha família e de repente até quem não estava interessado sentou no sofá e assistiu ao filme, hahaha. Eu gostei muito das criticas que o filme trás, pois sempre foram criticas que eu mesma fiz ao assistir filmes de comédia romântica, haha. Confesso que não gostei de Rebel Wilson em alguns filmes, como A Escolha Perfeita, por exemplo, mas achei que em Megarromantico ela fez um ótimo trabalho.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

  3. Olá, Priih.
    Eu gostei bastante do filme, principalmente porque ela estar fora dos padrões de beleza imposto pela sociedade não é um assunto no filme. Ela é e pronto. Bem vinda de volta e no aguardo pelas fotos das férias hehe.

    Prefácio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s