Review: Como Treinar o Seu Dragão 3

Oi gente, tudo bem?

No fim de semana, fui conferir (com um misto de empolgação e tristeza pela despedida) Como Treinar o Seu Dragão 3, e hoje conto pra vocês o que achei do filme que encerra uma das minhas franquias favoritas. ❤

poster como treinar o seu dragao 3

Sinopse: Soluço tem um grande sonho: encontrar um lar onde os dragões possam viver em paz. Mas, no meio deste plano, o perigo começa a rondar a sociedade viking quando o vilão Grimmel aparece para acabar com a liberdade dos dragões – especialmente Banguela.

Depois de conquistar a paz entre Berk e os dragões, enfrentar um vilão terrível que tinha um exército formado por eles, perder o próprio pai e assumir a liderança de seu povo, Soluço agora se dedica – junto de seus amigos Cavaleiros de Dragões – a resgatar os animais capturados por caçadores. Com uma bela sequência de abertura, o filme nos mostra como os jovens aperfeiçoaram suas vestes e habilidades para poderem lutar pela liberdade das criaturas. Contudo, uma nova ameaça surge: Grimmel, um notório e cruel caçador, responsável pela quase extinção dos Fúrias da Noite, que deseja terminar o que começou (ou seja, destruir Banguela também).

como treinar o seu dragão 3 (5).png

Entretanto, descobrimos que Banguela não é o único Fúria da Noite existente. Uma fêmea surge em seu caminho, apelidada de Fúria da Luz devido à sua coloração branca e leve brilho da pele. Parênteses: gente, me desculpem, mas achei ela muito feia HAHAHA! Ela parece visguenta e melequenta, e não pude deixar de pensar naquele bichinho, axolote (ou salamandra mexicana). 😂 Desabafo feito, vamos continuar: Banguela obviamente se apaixona pela Fúria da Luz, percebendo que finalmente pode construir os laços de afeto que ele vê outros dragões construindo. Pela primeira vez, o jovem dragão contempla a possibilidade de construir uma família. E, sabendo do peso que essa revelação tem, Soluço está disposto a tudo para proteger Banguela e a Fúria da Luz: inclusive encontrar o Mundo Escondido dos Dragões, um lugar mítico que seu pai sempre acreditou existir, localizado no fim do mundo.

Apesar de ter diversas cenas de ação bem empolgantes, especialmente devido à missão de salvar os dragões de Grimmel, Como Treinar o Seu Dragão 3 não se destaca por esses momentos. As cenas que mais marcam são aquelas que desenvolvem o aspecto emocional dos personagens, que estão em uma difícil jornada de amadurecimento. É muito bonito perceber que Soluço e Banguela vivem as mesmas experiências em simultâneo: viram líderes, depois precisam tomar decisões difíceis para proteger o grupo e vislumbram o desejo de construir uma família. Em Como Treinar o Seu Dragão 3, vemos com clareza duas linhas se formando, e cada uma vai sendo percorrida por Soluço e por Banguela, que precisam decidir em definitivo seus destinos.

como treinar o seu dragão 3

O filme tem um tom mais infantil que seu antecessor, especialmente no plot de Banguela apaixonado. É bem engraçado assistir o inexperiente dragão cortejando a fêmea, mas por ser um filme de conclusão, acaba destoando um pouco do tom a que estamos acostumados – já que os filmes anteriores trazem situações bem desafiadoras e até mesmo tristes em suas tramas. Ainda comparando com o filme anterior, senti que o vilão também foi mais superficial e nada inovador: assim como Drago, Grimmel é um caçador de dragões que foi vitimado por eles no passado, deseja vingança e utiliza uma forma de controle não-ortodoxa para controlá-los. Isso acabou tornando o plot do vilão repetitivo e sem surpresas, sendo a parte mais fraca do filme, na minha opinião. O terceiro ponto não tão legal diz respeito ao Mundo Escondido: apesar de fazer parte até do nome original do filme, sua participação é breve e ele acaba sendo mais uma solução para um problema do que algo explorado e desenvolvido.

como treinar o seu dragão 3

O grande mérito de Como Treinar o Seu Dragão 3 está nas reflexões sobre responsabilidade e autoconfiança que o longa propõe. No caso de Soluço, é nítido que ele duvida MUITO de si mesmo, devido ao seu histórico de achar que só faz besteira. Para o líder de Berk, somente ao lado de Banguela ele foi capaz de fazer coisas grandiosas e, se seu dragão partir, ele não será mais capaz disso. Astrid, que segue como sua namorada, desempenha um papel valioso nessa dinâmica, relembrando a Soluço que todas as suas conquistas vieram de sua personalidade questionadora, impulsiva e determinada – e que Banguela não é o responsável por sua essência. Que casalzão! ❤ Nesse ponto, Soluço percebe que precisa retomar a crença em si mesmo e entender quem realmente é. É tão lindo presenciar personagens que cresceram TANTO para chegar até aqui. ❤

como treinar o seu dragão 3 (3).png

O final do filme é agridoce, tendo potencial de agradar tanto a quem esperava algo mais triste como quem prefere finais felizes. Existem cenas que emocionam e partem o coração – ainda que eu as tenha achado mais leves que os filmes 1 e 2 –, mas a trama vai sendo construída com delicadeza e competência para nos levar àquele momento. Soluço finalmente compreende que os dragões são especiais demais e que a humanidade não está pronta para lidar com criaturas tão inteligentes e dóceis; Banguela finalmente assume seu papel de liderança, pensando na proteção do grupo e no que é melhor para sua espécie. Não foi tão triste quanto Toy Story 3, por exemplo, mas concluiu de maneira lindíssima essa história de amizade que tanto amamos e respeitamos.

como treinar o seu dragão 3 (4).png

Como Treinar o Seu Dragão é um dos meus filmes favoritos, e esse amor foi crescendo com o tempo e com os filmes. Não é fácil dar adeus a uma história que amamos, mas – assim como Soluço e Banguela entenderam -, é necessário. Como Treinar o Seu Dragão 3 conclui uma das trilogias de animação mais incríveis já feitas de modo muito bonito, respeitando a trajetória e a evolução de cada um dos personagens. Obrigada por tudo, Berk. Obrigada por tudo, Soluço e Banguela!

P.S.: gente, a Valka não era ruiva no filme anterior, era???
P.S. 2: assistam aos créditos, são lindos e emocionantes. ❤

Título original: How To Train Your Dragon: The Hidden World
Ano de lançamento: 2019
Direção: Dean DeBlois
Elenco: Jay Baruchel, America Ferrera, Gerard Butler, Cate Blanchett, Kit Harington, Craig Ferguson, Kristen Wiig, Jonah Hill, F. Murray Abraham, T. J. Miller, Christoper Mintz-Plasse

16 comentários sobre “Review: Como Treinar o Seu Dragão 3

  1. AAAAAAAAA! Que crítica mais linda! Sou apaixonada pelo Banguela, mas só conferi o primeiro filme da saga até hoje. Fiquei um pouco decepcionada, como você, por saber que o tom que nos encanta (de maior ‘seriedade’) é mais quebrado nesse último filme, mas é maravilhoso saber que outros pontos se sobressaem. Adorei!

    http://www.semquases.com

  2. Olá, Priih.
    Eu só assisti o primeiro filme e amei. Nem sei porque não assisti o segundo ainda. E quando assisti corri ler o livro e amei também. A história é muito fofa. Não sei se vou conseguir ver ele no cinema, mas se não der assisto depois porque o filme parece ser muito lindo.

    Prefácio

  3. Fui ver a foto da tal axolote e fiquei arrepiada entre ter nojo e achar fofinha, HAHAHAHA.
    Recebi um convite para estar presente na pré estreia desse filme, mas não pude ir conferir o longa ainda. Confesso que essa animação não me impressiona muito, mas tenho que concordar com você que é bem legal ver o crescimento dos personagens.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

  4. Oie!
    Só assisti o primeiro e foi um filme muito amorzinho. Tenho certeza que esse não vai ser diferente. Espero conferir em breve.
    Beijos
    our-constellations.blogspot.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s