Review: Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald

Oi povo, tudo certo?

Cá estou para falar sobre o tão aguardado Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald.

poster os crimes de grindelwald.png

Sinopse: No final do primeiro filme, o poderoso bruxo das trevas Gellert Grindelwald foi capturado pela MACUSA (Congresso Mágico dos Estados Unidos da América) com a ajuda de Newt Scamander. Mas, cumprindo sua ameaça, Grindelwald escapa da custódia e prepara-se para reunir seguidores a fim de criar bruxos de sangue puro e dominar todos os seres não-mágicos. Em um esforço para frustrar os planos de Grindelwald, Alvo Dumbledore recruta seu ex-aluno Newt. Mas essa missão também testará a lealdade deles à medida que enfrentam novos perigos em um mundo mágico cada vez mais perigoso e dividido.

O filme começa alguns meses depois de seu antecessor. Após conseguir aliados infiltrados no MACUSA, Grindelwald foge da prisão e inicia o seu plano de encontrar e recrutar Credence – que sobreviveu – à sua causa. Paralelamente, Alvo Dumbledore incentiva Newt a ir para a França em busca do jovem, de modo a protegê-lo (já que o Ministério da Magia britânico acredita que Credence seja uma ameaça).

os crimes de grindelwald.png

Digamos que esse seja o plot básico que move a trama. Se o foco permanecesse este, acredito que Os Crimes de Grindelwald poderia ter sido um filme muito melhor. Porém, existem muitos outros núcleos no longa: Queenie e seu desejo de se casar com Jacob (algo proibido pelas leis retrógradas dos EUA), a missão de Tina – agora auror – em busca de Credence, o mistério envolvendo o passado de Leta Lestrange, a trama de vingança do novo personagem (Yusuf Kama)… Já deu pra sentir que o filme tem mais histórias do que comporta, né? Porque é exatamente isso que acontece.

os crimes de grindelwald 2.png

O grande problema de Os Crimes de Grindelwald, na minha opinião, foi o roteiro de J. K. Rowling. Sabemos que ela sabe costurar muito bem diversas tramas e personagens ao longo de seus livros, entretanto, a dinâmica no cinema é diferente. Ela tem cerca de 2h para contar uma história (ainda que seja um filme de transição) e nesse tempo o enredo precisa funcionar, nem que para isso sejam cortadas tramas e cenas desnecessárias. Se a J. K. tivesse um roteirista mais experiente trabalhando junto com ela, talvez a sensação de “colcha de retalhos” não tivesse predominado mas, infelizmente, foi isso que senti ao sair da sala de cinema.

os crimes de grindelwald 6.png

O plot de Leta Lestrange, por exemplo, parece um grande filler, com objetivo (falho) de tentar nos enganar sobre o passado de certo personagem. O fanservice ao longo da trama também rolou solto, parecendo que a autora queria conectar Animais Fantásticos a Harry Potter a todo fuckin’ custo. Nagini e todo o auê causado por sua revelação? Esqueçam. Se ela tem quatro ou cinco falas o filme inteiro é muito. A mudança no comportamento de Queenie foi brusca, inverossímil e feita de maneira muito rápida, tornando difícil de engolir sua transformação psicológica. A montagem cheia de cortes não conferiu fluidez ao longa, que acabou me cansando e me provocando a sensação de “tá, mas para onde isso está indo?”. Fora que a divulgação prévia deixou extremamente óbvio o destino de uma das personagens mais importantes do filme anterior.

os crimes de grindelwald 3.png

Mas seria injusto fazer apenas críticas a Os Crimes de Grindelwald. O elenco segue excelente e as atuações merecem destaque. Zoë Kravitz (Leta) e Alison Sudol (Queenie), na minha opinião, tiveram duas das melhores performances, com atuações cheias de nuances e expressividade. Jude Law entregou um ótimo Dumbledore, nos fazendo sentir a conexão com o personagem que conhecemos em Harry Potter. Até o embuste Johnny Depp conseguiu me surpreender, saindo da caricatura de Jack Sparrow e entregando um Grindelwald cujo discurso persuasivo, argumentativo e sedutor o torna muito mais perigoso.

os crimes de grindelwald 4.png

Além disso, a fotografia e os figurinos seguem espetaculares. O filme é visualmente muito bonito, com efeitos especiais incríveis. As magias também foram ótimas, de encher os olhos (algo que eu sentia falta nesse novo universo mágico). Outro detalhe que adorei: ver a casa de Newt e um pouco mais de seu dia a dia com as criaturas mágicas. A ternura do personagem fica evidente no modo como ele as trata, sempre com muito carinho e respeito. E, já que falei em Newt, vale mencionar que a química com Tina também funcionou melhor nesse filme.

os crimes de grindelwald 5.png

Em suma, Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald tem alguns pontos positivos, mas é um filme bem mediano. Mesmo sendo potterhead de carteirinha, não pude fechar os olhos às falhas na construção do roteiro e espero, de coração, que a J. K. Rowling entenda que filmes são mídias bem diferentes de livros ao construir o roteiro do próximo longa. De qualquer forma, a experiência não foi ruim: o filme é divertido e entretém. Só não é tão bom quanto poderia ser.

Título original: Fantastic Beasts: The Crimes of Grindelwald
Ano de lançamento: 2018
Direção: David Yates
Elenco: Eddie Redmayne, Katherine Waterson, Alison Sudol, Dan Fogler, Jude Law, Johnny Depp, Ezra Miller, Zoë Kravitz

21 comentários sobre “Review: Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald

  1. Olá
    Adorei o seu Review de Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald, super completinho, eu ainda não assisti, mas em breve vou ver 😉
    Sobre o que você perguntou lá no meu blog: (Nunca li nada da Julia Quinn, portanto, não conheço a personagem que dá nome ao livro. É provável que eu me sinta perdida se tentar ler, né?) Pode ler tranquilamente, você não vai ficar perdida, Lady Whistledown é uma colunista de língua afiada que escreve em um jornalzinho sobre a sociedade de Londres, e nos livros: Lady Whistledown Contra-Ataca e Nada Escapa de Lady Whistledown, você vai encontrar histórias lindas de aquecer o coração. Se joga nessas histórias que você vai amar.
    Beijos

  2. Oi Priih! Apenas há poucos dias eu assisti o primeiro filme, pois queria muito conferir o segundo com a participação do J. Depp e do Jude Law. No entanto, o primeiro não me agradou muito e ver muitas críticas negativas sobre o segundo me fizeram desistir de conferir. Prefiro lembrar deste universo revendo HP. Este sim, eu amei cada filme.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

  3. Oie Pri =)

    A sua é a primeira resenha do filme que leio que não tese mil elogios e que aponta as inúmeras falhas presentes no roteiro. Se eu já não estava assim tão animada para assistir, agora que vou (se for), ir sem nenhuma expectativa mesmo.

    No caso da Nagini eu já achei que o trailer entregou algo que funcionaria como uma grande surpresa no filme, afinal quem ia imaginar que aquela personagem era a BBF do tio Voltinho?

    Além disso, depois de algumas declarações da J.K e da escolha de certo autor para o elenco, a minha relação com Animais Fanáticos não é nem sombra da minha relação com HP.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

  4. Olá, Priih.
    Eu achei isso também, muita coisa para pouco tempo de desenvolvimento. E também achei meio forçado aquela revelação no final. Mas como um todo adorei o filme e dei nota máxima hehe. Sou dessas, fácil de agradar, principalmente se for nesse mundo mágico que amo tanto hehe.

    Prefácio

  5. Oi Priih,

    Eu sou menos crítica e no fim até que gostei bastante do filme, principalmente da fotografia bem construída. Concordo contigo sobre as diversas cessões de cenas de muitos personagens, que achei um pouco desnecessário e acho que poderiam ter se limitado e desenvolvido mais. De qualquer forma, eu não percebi muito os crimes, mas no geral gostei de algumas revelações e explicações, que achei imprescindíveis. No mais é esperar o próximo!!! Xero!

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com

  6. Menina, esse filme anda dando o que falar, né? Ando acompanhando todas as tretas, mas sem entender muito porque (é chocante, eu sei) nunca assisti todos os filmes de Harry Potter, entendo quase nada desse mundo – mas pretendo mudar isso em breve hehehe. É bom saber que o filme tem seus pontos positivos, vi tantas resenhas e opiniões negativas que ficava até assustada kk https://osdeliriosliterarios.blogspot.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s