Review: Jurassic World: Reino Ameaçado

Oi galera, tudo bem?

Ontem fui conferir Jurassic World: Reino Ameaçado e hoje conto o que achei pra vocês, sem spoilers. 😉

jurassic world reino ameaçado poster.png

Sinopse: Três anos após o fechamento do Jurassic World, um vulcão prestes a entrar em erupção põe em risco a vida na ilha Nublar. No local não há mais qualquer presença humana, com os dinossauros vivendo livremente. Diante da situação, é preciso tomar uma decisão: deve-se retornar à ilha para salvar os animais ou abandoná-los para uma nova extinção? Decidida a resgatá-los, Claire (Bryce Dallas Howard) convoca Owen (Chris Pratt) a retornar à ilha com ela.

O filme se passa 3 anos após seu antecessor, O Mundo dos Dinossauros. Claire e Owen não estão juntos, e ela trabalha em uma organização que luta pela preservação dos dinossauros. Os animais estão novamente ameaçados de extinção, pois um vulcão da Ilha Nublar foi reclassificado como ativo, e a qualquer minuto ele pode entrar em erupção. As esperanças de Claire se renovam quando Benjamin Lockwood, antigo parceiro de John Hammond (cuja companhia criou os clones dos dinossauros), oferece a Claire a chance de resgatar os animais da Ilha Nublar. Quem organiza toda a empreitada é o braço direito do idoso, Mills, que é também responsável por gerenciar a fortuna de Lockwood. Claire, então, procura Owen para ajudá-la na missão de trazer os dinossauros em segurança, e ele aceita. Entretanto, a ganância humana e a falta de escrúpulos levam os protagonistas a uma situação extremamente perigosa.

jurassic world reino ameaçado.png

Não posso negar, existem algumas coisas que são óbvias ao espectador logo de cara. O chefe da expedição tem todo o estereótipo de vilão traidor, e o alívio cômico do filme passa 80% do longa sendo apenas isso. Como críticas negativas, ressalto ainda as repetições no roteiro. T-Rex e Blue aparecendo no último minuto pra salvar os humanos é uma fórmula que já não surpreende mais. Ainda assim, o filme é cativante e, assim como o longa anterior, tem cenas de ação que te fazem prender a respiração e agarrar a poltrona do cinema. Seja na erupção do vulcão ou nas cenas da mansão Lockwood, eu levei vários sustinhos e fiquei imóvel de expectativa, tamanha a tensão que Reino Ameaçado causa.

jurassic world reino ameaçado 2.png

Nesse longa, o objetivo dos vilões é transformar os dinossauros em armas, leiloando-os a ricaços pelo mundo inteiro (fica aqui a crítica pro estereótipo tosco de comprador russo). O animal mais precioso do “catálogo” é o Indoraptor, uma espécie de fusão entre a Indominus Rex (do filme anterior) com o velociraptor. Além da crítica à ganância humana em si, que brinca com a natureza sem pensar nas consequências, o filme também mostra os maus tratos aos animais, que ficam sofrendo agressões em jaulas minúsculas. Essa atitude causa ainda mais desconforto quando percebemos que os animais sentem dor, medo e outras emoções – como fica nítido no caso de Blue, que demonstra também sentir empatia.

jurassic world reino ameaçado 4.png

Os personagens principais seguem carismáticos, e eu gosto muito da dinâmica de gato e rato de Claire e Owen. A nova adição infantil ao elenco, Maisie, também conquista (e está envolvida em um plot twist bem mindblowing, mas que não tem impacto na trama). A menina é neta de Lockwood e tem um papel fundamental no desfecho do longa. Aliás, o final deixa uma possibilidade de continuação incrível, questionando como será possível que a humanidade conviva com os dinossauros, que agora estão em liberdade. Devo dizer, inclusive, que a condução dos fatos nesses novos filmes me lembram a nova trilogia Planeta dos Macacos: inicia com um macaco que passa por experimentos, aí no segundo filme eles ganham o mundo e, no terceiro, há uma batalha pela sobrevivência. Ficarei de olho no terceiro longa de Jurassic World pra ver se vai rolar mais alguma semelhança. 😛

jurassic world reino ameaçado 3.png

Jurassic World: Reino Ameaçado é um filme de ação com várias cenas que deixam o espectador tenso e na expectativa pelo que vai acontecer (ainda que eu não tenha achado que seja uma vibe de terror, como outras críticas na internet comentaram). É um excelente entretenimento, que diverte e empolga durante sua duração. Recomendo!

Título original: Jurassic World: Fallen Kingdom
Ano de lançamento: 2018
Direção: Juan Antonio Bayona
Elenco: Chris Pratt, Bryce Dallas Howard, Justice Smith, Daniella Pineda, Rafe Spall, Isabella Sermon, James Cromwell, Toby Jones, Jeff Goldblum

Anúncios

26 comentários sobre “Review: Jurassic World: Reino Ameaçado

  1. Oi Prih,
    Infelizmente, minha opinião é bem diferente da sua haha
    Eu odiei o filme. Ando perdendo paciência demais com filmes que fazem animais sofrerem em excesso pra garantir lágrimas. Mas, q bom que vc curtiu e não foi ingresso perdido.

    até mais,
    Nana – Canto Cultzíneo

  2. Eu achei que o filme iria estrear apenas na quinta-feira agora, não sabia que já estava no cinema, kk. Eu pretendo assistir o filme na semana que vem por que sou fã desde os primeiros (e super antigos) filmes sobre dinossauros. Confesso que não espero muito dele, afinal, como você já confirmou pra mim nessa resenha, há muitos esteriótipos e fórmulas já usadas que continuam funcionando bem. Mas, eu gosto dessa ideia de “proteção aos seres vivos” que o filme traz, além claro, da adrenalina de ver animais enormes em 3D no cinema, haha.
    Beijo!

  3. Olá, Priih.
    Eu amo a franquia por isso nem que o enredo seja bem repetitivo, sei que vou amar hehe. A primeira trilogia toda vez que passava na tv eu assistia. E o primeiro filme dessa nova trilogia eu já assisti três vezes. Mas achei desnecessário isso de fazer os animais sofrerem porque mesmo sendo feras, são animas que sofrem por causa das atitudes do ser humano.

    Prefácio

  4. Oi, Prihh

    Fiquei curiosa para saber que plot twist é esse envolvendo a menina, mesmo ele não sendo muito relevante.
    Desde os primeiros filmes eu acho que há uma inverosimilhança muito grande, é muita cena muito forçada, muita mordida não dada por um pentelhésimo de segundo, mas o todo é legalzinho e dá para se distrair.

    Beijos
    – Tami
    https://www.meuepilogo.com

  5. Oi, Priih.
    Parece que não é um filme muito inovador, parecido com os outros anteriores e com outros filmes.
    Mas certamente é uma obra que tem muito entretenimento, ação, suspense e que mostra como os seres humanos são gananciosos, mesmo quando é certo que tudo vai acabar muito mal.
    Quero conferir essa semana.
    Bela resenha.
    Abraços.
    Diego || Diego Morais Viana

  6. Eu amei o filme anterior e confesso que estou ansiosíssima por esse filme. Só fiquei triste dos protagonistas não estarem mais juntos. Fiquei com aquela sensação de “traída”, com toda aquele história de “vamos ficar juntos” que rolou no final do filme anterior. De resto, tô de boas, hehe!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s