Dica de Série: La Casa de Papel

Oi meu povo, tudo bem?

Agora que passou um pouco o hype, vim contar o que achei de La Casa de Papel, uma série que deu o que falar. 🙂

poster la casa de papel.png

Sinopse: Oito habilidosos ladrões se trancam na Casa da Moeda da Espanha com o ambicioso plano de realizar o maior roubo da história e levar com eles mais de 2 bilhões de euros. Para isso, a gangue precisa lidar com as dezenas de pessoas que manteve como refém, além dos agentes da força de elite da polícia, que farão de tudo para que a investida dos criminosos fracasse.

A premissa de La Casa de Papel já é bastante instigante: criminosos que não se conhecem nem sabem nada uns sobre os outros são unidos pelo misterioso Professor e embarcam na ousada missão de roubar a Casa da Moeda da Espanha. Eles são identificados por nomes de cidades, não devem se relacionar intimamente uns com os outros e precisam seguir à risca as orientações de seu líder. Alguma dúvida de que isso pode dar errado? 😛 Ao longo dos episódios, acompanhamos a dinâmica dos personagens durante o assalto/sequestro e também momentos do passado que os levaram até ali.

la casa de papel.png

O maior mérito de La Casa de Papel são as reviravoltas, capazes de manter o espectador atento e interessado. Sempre que a inspetora Murillo ou algum de seus colegas investigadores chega perto de descobrir a verdade sobre o Professor, sentimos aquele frio na barriga de quem está torcendo pelos vilões (Dexter, lembrei de você!). Além disso, o plano do Professor é genial e cada etapa do processo está prevista e planejada. Toda vez em que o espectador imagina que algo vai sair dos trilhos, o líder do assalto vem para mostrar que sua astúcia e perspicácia não devem ser subestimadas.

la casa de papel 3.png

Infelizmente, eu detestei a personagem “principal” e seu par romântico. Tókio é uma mulher temperamental, egoísta e impulsiva, que vive para atrapalhar o plano e colocar os próprios sentimentos acima de todo o resto. Rio é um rapaz jovem e apaixonado que acaba fazendo todas as vontades de Tókio, mesmo que isso prejudique outras pessoas. Além disso, o garoto é extremamente sem sal. Falando em sem sal, tá pra nascer personagem mais sem graça que Alison Parker, uma refém que é peça-chave para o sucesso do plano. Por outro lado, o carisma de personagens como o próprio Professor, Denver e Nairóbi (uma das poucas a manter a cabeça fria e dona de uma das melhores frases da série) compensa.

la casa de papel nairobi.png

Se por um lado La Casa de Papel é capaz de nos manter entretidos, a reta final tem uma vibe totalmente novela mexicana (especialmente no final). Reviravoltas forçadas e vários Deus ex-machina surgem para solucionar os problemas do Professor e seus comparsas. O desfecho me deixou meio incrédula de tão fantasioso que foi mas, ainda assim, não chegou a estragar minha experiência.

la casa de papel 2.png

La Casa de Papel é uma série muito bacana, sim, mas cujo hype não necessariamente condiz com a qualidade do enredo. Existem situações extremamente nonsense que a série trata com a maior naturalidade. Apesar das ressalvas, acho que vale a pena conferir, especialmente por se tratar de uma temporada única com enredo fechado (que a Netflix resolveu dividir em duas sabe-se Deus por quê). Ah! E a abertura é maravilhosa. 😉

Título original: La Casa de Papel
Ano de lançamento: 2017
Criador: Álex Pina
Elenco: Úrsula Corberó, Álvaro Morte, Itziar Ituño, Pedro Alonso, Miguel Herrán, Alba Flores, Jaime Lorente López, Esther Acebo, Enrique Arce, María Pedraza

28 comentários sobre “Dica de Série: La Casa de Papel

  1. Oi, Priih

    Eu só consegui assistir ao piloto, mas curti bastante. Como não tenho Netflix (por conta da minha internet bosta) fico dependendo das visitas que faço pra minha irmã! Hahahah
    Sobre a hype não ser condizente com o enredo eu acho muito relativo. Por exemplo, acho Stranger Things extremamente boba e ela tá aí fazendo as pessoas arrancarem os cabelos… questão de gosto! Rss

    Beijos
    – Tami
    http://www.meuepilogo.com

  2. Olá, Priih.
    Espero ansiosa pela segunda parte da série que estreia mês que vem na Netflix. Não quis assistir com qualidade ruim hehe. Eu gostei bastante da série, mas concordo sobre os personagens que você citou. Eles só servem para fazer coisas erradas hehe.

    Prefácio

  3. Oi, Prih! Tudo bem?!

    Ultimamente “La casa de papel” é o tema que eu mais vejo comentários nas redes sociais. Eu sou muito devagar para assistir séries, então ainda nem cogitei assistir algum episódio dela. Mas gostei dos pontos que você ressaltou no seu post, porque eu ainda não tinha lido nada muito concreto a respeito da série (só memes, spoilers e afins, hahaha). Acho que a série acaba mostrando vários lados/sentimentos dos personagens.

    Enfim, quem sabe um dia eu não dou uma chance para ela, né?!

    Beijão :*

  4. Olá,
    HAHA hype nessas séries da Netflix, me dão mais ranço do que vontade de assistir.
    E vários amigos seriadores do meu Twitter já comentaram que não é essas coisas todas.
    Talvez eu assista no fim do ano kkkkkkk

    até mais,
    Nana – Canto Cultzíneo

  5. Oi, tudo bem?
    AAAAAAAA ESSA SÉRIE AAAAAAAAA MARAVILHOSAAAA!
    hahahahaha olha eu não sei sinceramente eu não sei pq a netflix decidiu dividir… Se eles acharam que ia deixar todo mundo curioso e venderia mais, erraram, pq a maioria já viu a segunda parte né? hahahahaha, não entendi isso também. Essa música da abertura é incrível né? E a abertura é simples e linda!
    Beijos
    http://www.somosvisiveiseinfinitos.com.br
    Vídeo novo: https://www.youtube.com/watch?v=vaXlJBs9NKk&feature=youtu.be

  6. Oi, Priih! Essa série deu o que falar quando foi lançada aqui, né? Socorro. Era todo mundo enaltecendo, indicação pra lá e pra cá, mas no fim até perdi a vontade de assistir. Quem sabe um dia eu dê uma chance, hehehe. Gostei da tua indicação e da sinceridade! =)

    Beijos, quebrarosilencio.blogspot.com ❥

  7. Pingback: Séries que abandonei #2 | Infinitas Vidas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s