Resenha: Outros Jeitos de Usar a Boca – Rupi Kaur

Oi pessoal. Tudo certo?

Um livro que vem sendo muito comentado é Outros Jeitos de Usar a Boca, da poetisa Rupi Kaur. Vi algumas poesias rolando no Facebook, fiquei curiosa e resolvi conferir a obra, que hoje eu resenho pra vocês. 😉

outros jeitos de usar a boca rupi kaur.pngGaranta o seu!

Sinopse: ‘outros jeitos de usar a boca’ é um livro de poemas sobre a sobrevivência. Sobre a experiência de violência, o abuso, o amor, a perda e a feminilidade. O volume é dividido em quatro partes, e cada uma delas serve a um propósito diferente. Lida com um tipo diferente de dor. Cura uma mágoa diferente. Outros jeitos de usar a boca transporta o leitor por uma jornada pelos momentos mais amargos da vida e encontra uma maneira de tirar delicadeza deles. Publicado inicialmente de forma independente por Rupi Kaur, poeta, artista plástica e performer canadense nascida na Índia – e que também assina as ilustrações presentes neste volume –, o livro se tornou o maior fenômeno do gênero nos últimos anos nos Estados Unidos, com mais de 1 milhão de exemplares vendidos.

Eu já comentei por aqui que não sou fã de poesias mas, de vez em quando, acabo gostando de uma ou outra. Porém, o teor feminista da obra de Rupi Kaur me deixou com vontade de conhecer o livro e acabei lendo ele todo de uma vez – já que são poemas curtinhos, em sua maioria. Eles são divididos em quatro categorias: a dor, o amor, a ruptura e a cura. Sim, tudo escrito com letras minúsculas, bem como todas as poesias do livro – o que acredito ser o estilo de escrita da autora.

Em a dor, a autora aborda aspectos difíceis do “ser mulher”. Alguns temas abordados são a violência doméstica, o abuso sexual, as relações complicadas entre pais e filhas, o teor abusivo e violento de alguns discursos dentro de relações diversas (familiares e amorosas), a falta de autoconfiança e autoestima, entre outros. Mas os poemas mais marcantes, ao meu ver, foram os que abordavam violência sexual. Enquanto lia os trechos que falavam sobre esse tema, a empatia e a experiência de ser mulher e viver com medo todos os dias falaram mais forte e eu me senti incomodada – o que, acredito, seja um dos objetivos desses poemas.

Em o amor, Rupi Kaur escreve sobre as delícias de estar apaixonado, sobre a satisfação causada pelo sexo consensual e preocupado com a satisfação feminina, sobre se sentir segura nos braços de alguém que cuida de você, que te compreende e que te apoia. São poemas com uma carga erótica bem presente, mas que também englobam outros aspectos como companheirismo e confiança.

outros jeitos de usar a boca rupi kaur.png

Em a ruptura, a autora parte para o próximo passo da narrativa. Após sofrer com relações abusivas e finalmente encontrar uma relação saudável, na terceira parte da história ela discorre sobre o fim de um relacionamento. Os poemas transbordam emoção, além de mostrar o lado “feio” de um fim de relacionamento: a frieza, o afastamento, as brigas, o esforço em manter algo que já não tem mais sentido apenas por orgulho… Aqui, o tom das poesias é triste e melancólico.

Por fim, temos a cura. Para fechar o ciclo, a poetisa aborda seu renascimento, além de trazer poemas cheios de amor próprio e sororidade. Ela também traz com orgulho sua herança cultural nesse quarto “bloco”, além de celebrar as mulheres em suas mais variadas formas. A cada página virada, um sentimento de empoderamento ia tomando conta de mim, sendo este meu momento preferido do livro. Aliás, meu poema favorito (que ilustra o post) faz parte dele. ❤

Não vou mentir pra vocês: não gostei de vários poemas. Vários mesmo. Eu ia lendo sem interesse esses trechos que eu não curtia tanto e passando para a próxima página, mas isso não desmerece o conteúdo como um todo. Outros Jeitos de Usar a Boca constrói uma narrativa por meio da poesia e traz temas MUITO importantes e pertinentes, principalmente por abordar a violência contra a mulher, as opressões estruturais que sofremos, o foco no nosso prazer sexual e, principalmente, na nossa capacidade de cura e de fortalecimento – sozinhas enquanto indivíduos e unidas enquanto mulheres. E, por mais que eu não seja uma grande fã de poesia, essa leitura foi extremamente válida justamente por me fazer sentir representada. E, por isso, eu recomendo a todos, mesmo que você (assim como eu) não seja um grande fã do estilo. Vale a pena dar uma chance. 🙂

Título Original: Milk and Honey
Autor: Rupi Kaur
Tradução: Ana Guadalupe
Editora: Planeta
Número de páginas: 208
Gostou do livro? Então adquira seu exemplar aqui e ajude o Infinitas Vidas! ❤

38 comentários sobre “Resenha: Outros Jeitos de Usar a Boca – Rupi Kaur

  1. olá! eu também não sou lá a leitora mais assídua de poemas/poesias. pra ser sincera eu nem me lembro de qual foi a última que li. só que às vezes eu me sinto mal por isso e gostaria de adquirir esse hábito. achei o tema desse livro muito interessante mesmo, então talvez eu tente ler. 🙂

    meu canal: AnaCarolina

  2. Gostei da resenha Pri. Sempre que leio um livro de contos/poesias, fico impactada por alguns textos em específico e acabo não gostando de outros. Acho que é um sentimento bem comum quando se trata desse formato de livro. De toda forma, achei a abordagem da autora bem interessante. Beijo!

    http://www.newsnessa.com

  3. Tenho lido muitos comentários positivos a respeito do livro Priih e, pelo que eu andei lendo dela, acho que vale muito a pena a leitura sim. Temas atuais e muito pertinentes, especialmente nos dias de hoje. Beijo, beijo :*

  4. Oi, Priih.
    Achei muito interessante essa troca de temática, indo da violência para o relacionamento amoroso, depois a ruptura desse relacionamento e o renascimento do amor-próprio.
    Quando vi o nome da obra nunca imaginei que era de poesias haha.
    Gostei do poema que ilustra a postagem.
    Bela resenha novamente.
    Abraços.

  5. Oi, Priih

    Que pena que você não curtiu muitos poemas. Eu acho a ideia do livro bem edificante, temas como esse sempre têm de ser debatidos, mas como uma pessoa que não curte o gênero eu nem tento, pois a chance de eu não gostar de todos é alta! Hahahaha

    Beijocas
    – Tami
    http://www.meuepilogo.com

  6. Oie,
    Vi vários blogs falando sobre esse livro. Eu gostei dos temas, mas confesso que não sou muito fã de poesia. Adorei sua resenha e talvez eu leia só por conta do tema mesmo.
    Beeijoo!!

    Grazy Carneiro
    Meus Antídotos {meusantidotos.blogspot.com.br}

  7. AAAAA EU QUERO MUITO ESSE LIVRO! Eu também não sou a maior fã de poesia do mundo, mas já bisbilhotei esse livro na casa de uma amiga e percebi que gostei de várias, o que já faz da rupi especial pra mim. Além disso, acho muito importantes os temas que ela aborda, ainda não sabia que o livro era dividido nessas 4 partes, mas agora tudo faz mais sentido hahaha amei a resenha e já quero ler pra me sentir representada também!
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

  8. Pingback: Outros jeitos de usar a crítica – Ser Linguagem

  9. Priih, que tal dizer quem é o tradutor deste livro tão badalado, em primeiro lugar na lista de mais vendidos no The New York Times? Assisti à entrevista com Cristina M Aragão e ela também não citou. Os poemas não foram escritos em português, então a menção do tradutor é obrigatória. Sou poeta, editora e tradutora, então três motivos para fazer esse lembrete. Muito boa a sua resenha, mas coloque sempre o nome do tradutor (que se esforçou para traduzir) quando o livro for estrangeiro. Muito obrigada pela atenção. Thereza Christina Rocque da Motta, Ibis Libris Editora.

  10. Pingback: TAG: James Bay Book Tag | Infinitas Vidas

  11. Pingback: Livros para ler no Carnaval | Infinitas Vidas

  12. Pingback: Resenha: A Bruxa Não Vai Para a Fogueira Neste Livro – Amanda Lovelace | Infinitas Vidas

  13. Pingback: Especial Dia da Mulher: Livros sobre mulheres fortes | Infinitas Vidas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s