Review: Mulher-Maravilha

Oi, pessoal! Como estão?

Demorei um pouquinho, mas finalmente vim escrever um pouquinho sobre esse Filmão da Porra™ que estreou no início do mês: Mulher-Maravilha! ❤

mulher maravilha poster.png

Sinopse: Treinada desde cedo para ser uma guerreira imbatível, Diana Prince (Gal Gadot) nunca saiu da paradisíaca ilha em que é reconhecida como princesa das Amazonas. Quando o piloto Steve Trevor (Chris Pine) se acidenta e cai numa praia do local, ela descobre que uma guerra sem precedentes está se espalhando pelo mundo e decide deixar seu lar certa de que pode parar o conflito. Lutando para acabar com todas as lutas, Diana percebe o alcance de seus poderes e sua verdadeira missão na Terra.

Minhas expectativas pra esse filme estavam altas. Bem altas. Primeiro porque a Mulher-Maravilha é minha heroína favorita. Ela é um ícone para todas nós, mulheres. Segundo porque né, a DC não tem feito um trabalho muito bom nos últimos filmes, então sempre rolava um medinho de que as coisas não dessem certo nesse filme. E, sendo esse um dos maiores e mais esperados filmes protagonizados por uma heroína, era muito importante que desse certo! E gente… deu! ❤ Todas as minhas expectativas foram atendidas (e superadas!) e eu saí da sala de cinema me sentindo plena.

mulher maravilha3.png

A história começa quando Diana recebe uma foto de Bruce Wayne (a mesma foto dela e de alguns soldados na Primeira Guerra, que apareceu pela primeira vez em Batman vs Superman) e ela passa a relembrar seu passado. Acompanhamos então sua história desde pequena: a pequena Diana, filha de Hipólita, rainha da ilha de Themyscira, sonha em ser uma guerreira feroz como as outras Amazonas. Depois de muita insistência, a rainha autoriza que sua irmã, a maior guerreira da ilha, Antíope, treine a garota. A resistência da rainha em relação a esse treinamento se dá pelo fato de que ela teme que Diana descubra a verdade sobre si mesma: ela é uma semideusa, filha de Hipólita e Zeus, e está destinada a derrotar Ares, o Deus da Guerra. Os anos passam e, em um certo dia, um avião cai na ilha de Themyscira. Diana salva o único tripulante, o soldado Steve Trevor, que conta às Amazonas que o mundo está em guerra. Diana fica perturbada ao saber o que acontece fora de Themyscira e decide ir embora com Steve, no intuito de matar Ares e salvar o mundo dos homens. E é a partir desse momento que os dois passam a trabalhar juntos e lutar na guerra.

diana hipolita.png

Mulher-Maravilha é um filme de origem excelente. Acompanhamos uma Diana que sonha em se tornar uma grande guerreira e, aos poucos, transforma-se em uma mulher que deseja genuinamente salvar o mundo. As cenas em Themyscira são de tirar o fôlego: as Amazonas são totalmente badass, independentes, fortes e determinadas. É lindo ver mulheres sendo representadas daquela maneira no cinema, principalmente quando vemos tantos exemplos de personagens femininas sendo ou hipersexualizadas ou sendo trabalhadas apenas como interesse romântico do mocinho, sabem? Fiquei toda arrepiada HAHAHA!

mulher maravilha2.png

Mas uma das melhores cenas do longa não acontece na Ilha Paraíso (como foi apelidada por Steve), mas na Terra de Ninguém, uma zona de guerra na qual os soldados não conseguiam progredir e as mortes eram incessantes. Lá, vemos Diana transformando-se na Mulher-Maravilha de fato. É a primeira vez que o uniforme completo da personagem surge na tela, e podemos assistir à heroína colocando seu altruísmo acima de qualquer plano que ela e seu grupo pudessem ter em relação à guerra. Ela simplesmente larga tudo e vai em direção às trincheiras inimigas em uma cena cheia de slow motion, girl power e muito impacto visual. ❤

mulher maravilha.png

Falando um pouquinho sobre os personagens, Diana Prince/Mulher-Maravilha e Steve Trevor roubaram a cena. Ela é uma mulher determinada, forte e corajosa, que tem uma certa inocência por desconhecer o mundo fora da ilha na qual viveu. Isso faz com que Steve muitas vezes seja meio babaca condescendente com Diana. Mas em momento algum ela deixa que ele a diminua ou menospreze. Aos poucos, mesmo duvidando de que Ares seja real, Steve consegue enxergar a obstinação e a força de vontade de Diana, e inevitavelmente se apaixona por ela. E gente, é impossível não shippar. ❤ A química entre os personagens é palpável (e entre os atores também HAHAHA). Os companheiros do casal, antigos amigos de Steve, também são carismáticos e leais, apesar de não terem me feito sentir uma grande conexão com eles. Acredito que o único desperdício do filme tenha ficado por conta dos vilões. Não vou falar muitos detalhes a respeito para não dar spoilers, mas acho que a Doutora Veneno e Ares poderiam ter sido muito melhores do que foram. A Mulher-Maravilha é uma heroína tão incrível, mas infelizmente os vilões não chegaram aos pés dela.

mulher maravilha steve trevor.png

Em suma, Mulher-Maravilha é um dos melhores filmes de super-heróis que saíram nos últimos anos, e merece todos os elogios e toda a excelente bilheteria que vem conquistando. Gal Gadot fez um trabalho memorável e estou muito feliz por ela representar essa personagem tão icônica nos cinemas. DC, continue assim, porque você acertou 100% a mão nesse longa! ❤

Título original: Wonder Woman
Ano de lançamento: 2017
Direção: Patty Jenkins
Elenco: Gal Gadot, Chris Pine, Connie Nielsen, Robin Wright, Danny Huston, David Thewlis, Elena Anaya

Anúncios

31 comentários sobre “Review: Mulher-Maravilha

  1. Beibaaaaa!!
    Li ontem, mas deixei pra comentar hoje! ♥
    Que resenha mais linda!
    Consegui rever o filme através do texto e me emocionei novamente! ♥

    Eu ri dessa parte: “…eu saí da sala de cinema me sentindo plena.”
    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH
    Quanta plenitude em nossos corações com esse filme, não é mesmo??
    WW é um filme divino! Concordo com vc que ver mulheres tão fortes (em todos os sentidos) na telona, deixa a gente cheia de alegria e muita emoção! Sem contar o empoderamento feminino ali, pra todo mundo ver! Foda demais!!

    E ri dessa também:
    “E gente, é impossível não shippar. ❤ A química entre os personagens é palpável (e entre os atores também HAHAHA)”
    EU QUERO ESSES DOIS JUNTOS JÁ! HAHAHAHAHA
    Gente, eles não podem ficar separados! 😥

    Beiba, parabéns mais uma vez pela resenha esplêndida!
    Eu amei com todas as forças!

    Te amo minha beiba amada! ♥

    • Minha beiba amada!
      Que prazer te ver por aqui *o*

      Mulher-Maravilha é o filme que a gente precisava, né? ❤
      Orgulho dessa produção não falta, valeu muito a pena esperar! *o*
      E que bom que você riu das minhas palhaçadas durante a resenha HAHAHA! ='D

      Obrigada pelo comentário, fiquei muito feliz! *___*
      Te amo! ❤

  2. Oi Priih sua linda, tudo bem?
    Nossa, posso ver o quanto irei ficar arrepiada na cena, deve ser emocionante em um cenário de guerra, super tenso ver ela surgir em toda sua glória como a Mulher Maravilha!!!!! Estou super empolgada para ver esse filme, uma mega produção que pelo visto faz tempo que não vemos. Adorei sua crítica, só me deixou mais louca ainda para ver.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

  3. Olá, Priih.
    Não entendo nada desse universo de heróis, por isso não sei se vou assistir. Acho que esses filmes tem que ser assistidos na sequencia para a história te sentido hehe. Mas estou vendo o povo falar muito bem dele mesmo. E sua opinião só veio confirmar isso, que o filme é ótimo mesmo. Que bom que não estragaram a história.

    Prefácio

  4. Oiê, tudo bem?

    Eu ameeeeeiiiiii esse filme, não só porque ela é minha xará e meu nome ter sido escolhido porque meu pai sempre amou a personagem e quir homenageá-la, mas pela força feminina que ela exerce e o filme ter sido o melhor de todos os tempos…. eu sai do cinema flutuando de tanto amor e querendo assistir o filme 1000 vezes. Adorei a sua resenha empolgante e entendo todo o seu sentimento. Xero!!!

    minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

  5. AAAA tô me sentindo a única pessoa do mundo que ainda não assistiu, preciso ver logo! É como você falou, tava faltando uma heroína dessas! É bom demais ver as mulheres sendo representadas de um jeito diferente que não seja aquele de mocinha frágil ou interesse amoroso do protagonista. Adorei a resenha!
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

  6. Oi, Priih.
    Também gostei muito do filme, apesar do uso excessivo de imagens escuras novamente pela DC.
    Como heroína, ela foi muito bem representada, da forma que deveria ser, não como a mocinha frágil que precisa de um par romântico.
    Os vilões até que eu gostei.
    Bela resenha.
    Abraços.

  7. oláá! tudo bem??
    nossa, eu assisti ontem e realmente eles acertaram em tudo nesse filme!! foi maravilhoso em todos os sentidos!! amei ese girl power do início na ilha paraíso e também achei a mulher maravilhosa super cativante e fofa, crescendo, amadurecendo e indo salvar o mundo! só chorei no final…
    beeijo

    http://lecaferouge.blogspot.com.br/

  8. PRIHHHH
    que filmão hein bicho?
    EU AMEI
    euzinha aqui nuunca gostei de mulher maravilha mas a Gal tem o poder ❤
    E tud por causa da fotinha do brucinho KKKK
    ENTÃO elas não são hipersexualizadas e a camera nem foca a bunda delas, É LINDO DE VER ESSE FILME, LINDO DEMAIS DA CONTA!!!!!!
    E A DIANA NO MEIO DAS BALAS TODAS
    ME ARREPIEI POXA
    GENTE E ELES TEM UMA QUIMICA MUITO BOA HEHEHEHEHEH

    DC ARRASOU ❤
    beijocas, e que venham mais filmes maravilhosos como esse pra gente ❤
    Pâm – http://www.interruptedreamer.com

  9. Oiiiiii, tudo bem????
    Eu confesso que estou me sentindo bem estranha por não ter curtido tantooooooo assim o filme hhahaha
    Mas em minha defesa, posso dizer que meu coração é Marviniano mesmo hahahahha A DC é meio pombo pra mim.
    Mesmo assim, gostei de várias coisas no filme. A representatividade das mulheres, as tiradas da Diana no começo “Eles dizem que os homens são fundamentais para a reprodução. Mas nada necessários para o prazer.” Morri aqui hahahahha
    Mas achei o filme muito cansativo. Com uma hora de filme eu já queria estar velada, enterrada e descansada kkkkkkk
    Ainda assim, fico muito feliz com a bilheteria que o filme vem tendo. Isso é muito importante para que os produtores comecem a perceber a importância do protagonismo feminino, nem que num primeiro momento, eles só estejam se importando com todo o lucro gerado.
    Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

  10. Acho que no fim das contas essa foi minha maior decepção com o filme Priih. Quero dizer, nós viemos de vilões iconicos, como o Coringa, Bane, Zod e até o Luthor, mas esses dois infelizmente não representaram tão bem quanto poderiam.
    Aqui pra nós, em uma conversa com a Tami, eu tive a ligeira sensação de que o vilão desse filme é muito mais a guerra, que ajuda a definir o psicológico da Diana, do que os caras maus em si que nesse caso agem mais como engrenagens num moto bem mais complexo.
    No resto o filme me agradou bastante e agora pode se tornar um marco para protagonistas femininas no universo das HQs
    bjos LP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s