Review: Animais Fantásticos e Onde Habitam

Olá, pessoal! Tudo bem?

E depois de muita espera, muita ansiedade e duas idas ao cinema (uma na estreia e uma hoje), trago pra vocês meu review de Animais Fantásticos e Onde Habitam! ❤

animais-fantasticos-e-onde-habitam-review

Sinopse: O excêntrico magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne) chega à cidade de Nova York levando com muito zelo sua preciosa maleta, um objeto mágico onde ele carrega fantásticos animais do mundo da magia que coletou durante as suas viagens. Em meio a comunidade bruxa norte-america, que teme muito mais a exposição aos trouxas do que os ingleses, Newt precisará usar todas suas habilidades e conhecimentos para capturar uma variedade de criaturas que acabam fugindo.

Não foi fácil escrever esse review. Como potterhead assumida, vocês sabem como é difícil pra mim manter a compostura quando falo sobre o universo mágico de J. K. Rowling HAHAHA! Mas vou me esforçar ao máximo pra trazer pra vocês o que achei de mais relevante em relação ao filme. 😉

animais-fantasticos-e-onde-habitam-4

Começando pela história: o roteiro de J. K. Rowling está incrível! Sério, essa mulher é capaz de fazer qualquer coisa com maestria! Apesar do início do filme ser um pouco mais lento, logo a trama começa a ganhar complexidade e somos apresentados a um universo totalmente novo. A história começa basicamente assim: o magizoologista Newt Scamander viaja a Nova York para comprar um presente, mas se vê no centro de uma confusão quando um dos animais que ele carrega em sua mala escapa e ele precisa usar magia na frente de um não-maj (aka trouxa), Jacob Kowalski. Quando se prepara para apagar a memória de Kowalski, este é mais rápido e sai correndo… com a mala de Newt! 😛 A partir desse incidente, o primeiro plot do filme tem início: três animais fogem da mala de Newt e ele se une a Jacob para tentar recuperá-los. Os dois acabam ganhando duas aliadas inesperadas: Tina e Queenie Goldstein, duas irmãs bruxas. Contudo, a trama vai muito além disso, pois existem outros aspectos em ação: o medo dos bruxos de serem descobertos pelos não-majs, a presença de seitas como a dos Segundos Salemianos (que buscam desmascarar os bruxos e promovem o ódio contra eles) e, principalmente, a ameaça latente de Gerardo Grindewald, um terrível bruxo das trevas. Além disso, novamente J. K. Rowling traz temas atuais para suas histórias: o filme fala, entre outras coisas, sobre questões políticas e extremismo. Sim, existem algumas pontas soltas (como o veneno com capacidades obliviativas no final) e personagens subexplorados (como a Presidente Picquery), mas eu espero que isso seja melhor trabalhado no futuro.

animais-fantasticos-e-onde-habitam

Além de um roteiro incrível, temos outro ponto forte característico do universo de J. K. Rowling: ótimos personagens! Eddie Redmayne trouxe à vida um Newt doce, tímido, totalmente deslocado e sem jeito para interações humanas, mas totalmente confortável com seus amigos animais. Tina Goldstein também é uma boa personagem: ex-auror, a funcionária do MACUSA (Congresso Mágico dos EUA) tem um caráter forte e busca sempre fazer o certo. Sua irmã, Queenie, é um amor! Meiga e engraçada, ela é tão leal quanto a irmã. Mas Jacob Kowalski rouba a cena! ❤ Carismático, engraçado e corajoso, o não-maj representa a todos nós com seu encanto e respeito em relação ao mundo bruxo. Também gostei da atuação de Ezra Miller, com seu Credence traumatizado e perturbado. Colin Farrell nos apresenta a um vilão dissimulado e consistente, mas um pouco óbvio demais. Agora, em relação a Grindelwald… não gostei, gente, sorry. Aquela caracterização ficou MUITO tosca e forçada, mais um dos estereótipos de Johnny Depp. Espero que ele surpreenda na atuação nos próximos filmes, porque olha…

animais-fantasticos-e-onde-habitam-2

Agora, um dos pontos fortes do filme é, obviamente, o clima de magia. Na estreia eu assisti a Animais Fantásticos no cinema normal, sem 3D, e hoje conferi em IMAX. Em ambos os casos, eu me senti totalmente envolvida pelos cenários, pela ambientação, pelos efeitos especiais e, é claro, pelos animais. ❤ A criatividade de J. K. Rowling é surpreendente, e pudemos conhecer um lado de seu mundo mágico que tinha muito potencial para ser explorado: o das criaturas mágicas. Adorei conhecer os animais de Newt e já me apaixonei por suas peculiaridades! Outro aspecto totalmente novo é a ameaça dos Obscurus, “seres” totalmente inéditos, com infinitas possibilidades para serem explorados. Em relação a essas novidades todas, devo admitir que em IMAX elas ficaram ainda mais evidentes, pois os efeitos especiais saltaram aos olhos, proporcionando grande imersão.

animais-fantasticos-e-onde-habitam-3

Bom, resumindo: Animais Fantásticos e Onde Habitam foi uma surpresa maravilhosa. Conseguiu se afastar de Harry Potter e ter vida própria ao mesmo tempo em que evoca nostalgia por nos levar de volta a esse universo sensacional. Gostei muito do tom mais leve e do humor presentes no filme e adorei o fato dele ter caminhado com as próprias pernas, usando apenas algumas referências a Harry Potter. O longa tem algumas falhas (como algumas pontas soltas e algumas atuações, conforme já citei antes), mas acerta muito mais do que erra. Com o perdão do trocadilho, mas se tem um adjetivo que combine com esse filme, certamente é fantástico. 🙂

Título original: Fantastic Beasts and Where to Find Them
Ano de lançamento: 2016
Direção: David Yates
Elenco: Eddie Redmayne, Katherine Waterson, Dan Fogler, Alison Sudol, Colin Farrell, Ezra Miller

Anúncios

23 comentários sobre “Review: Animais Fantásticos e Onde Habitam

  1. Oi Priih!
    To sendo o primeiro a comentar, é isso mesmo produção?
    Sim, eu vi esse filme (obeveo) e evidentemente eu também irei fazer uma crítica e mesmo tendo sido influenciado pela a autora (quem não?) acho que posso afirmar que consigo fazer uma crítica fria dele.
    Questão de falhas, todo filme tem, mas eu acho que esse é o único filme do ano que eu darei 5 estrelas. Ele é de longe o melhor, narrativamente falando, em termos de atuação, tudo. Nem meu Batman vs Superman consegue chegar perto.
    Não vou me estender mais, se não vou acabar fazendo a critica dele aqui. Mas até o final, com aquela cena em particular me agradou e olha que eu fui um dos primeiros a criticar a escolha, mas mesmo assim, em 5 segundos de tela eu confio que não vai ser o mesmo de sempre.
    bjos LP
    quatroselos.blogspot.com

  2. Oi Priih! Eu gosto de Harry Potter, mas não sou fanática por este universo. Sou a garota que pira quando sai filmes da Marvel 🙂
    Eu pretendo ver este filme por curiosidade, afinal todo mundo está elogiando. Que bom que você gostou.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

  3. Assisti esse filme sexta feira, nem preciso dizer que achei, como você mesmo disse, “Fantástico”. Então, achei tudo, tudo mesmo, muito perfeito. O universo criado difere muito do cenário que conheciamos em Harry Potter, e achei isso legal, como se tivéssemos um outro lado da moeda ou algo assim. Mas então, em relação aos personagens, no inicio eu odiei a Tina, de resto gostei de todo mundo, até mesmo do vilão e.e Depois no finalzinho, passei a gostar da Tina, mas só no finalzinho mesmo euheuheueh Sobre a Presidenta Picquery, que atriz maravilhosa! ME APAIXONEI – Não só por ela, mas por tudo.

    Abraços,

    Blog Decidindo-se \o/

  4. Ooi Priih, tudo bom??
    Não preciso nem dizer que estou louca para assistir né HSUAHSH
    Só pelo trailer e pelas imagens dá para ver o clima de magia, a beleza e o encantamento do filme, ainda tem o Eddie e o Ezra Miller ❤
    Fico feliz em saber que o filme consegue ter sucesso sem recorrer a Harry Potter o tempo todo, isso é muito bom,
    Ótima resenha \o/
    Beijoos,
    Sétima Onda Literária

  5. Oi, Priih!
    Eu sempre gostei de Harry Potter, mas nunca cheguei a ser potterhead. É incrível como todo o universo criado pelo J.K. continua tão vivo mesmo depois de anos do último livro e do último filme. Estou curiosa para conhecer mais um pouco disso tudo e fiquei animada por saber que curtiu tanto o filme, apesar de uma coisa aqui e outra ali.

    Beijos, Entre Aspas

  6. Oi Priih!

    O filme foi incrível! Eu mesma não sei como conseguir sair daquela sala com vida hahahahaha principalmente depois daquele final! Você citou na resenha que filme conseguiu se afasta de Harry potter, eu acredito que ainda sim seria bom as pessoas assistirem Harry potter principalmente as relíquias da morte pra depois assistir esse filme, eu posso estar errada mas eu assistir ontem com outras pessoas que não são ligadas à Harry potter e elas saíram confusas do cinema sem entender a metade do que tinha acontecido eu entendi tudo por que sou potterhead também aí não sei! Seja como for matei a saudade duas vezes hahahaha adorei sua resenha.

    Beijos

    https://resenhaatual.blogspot.com.br/?m=1

  7. Oie Pri =)

    Mesmo tendo sentido falta de uma abordagem mais “séria” no filme, eu gostei bastante do que vi. Foi e será maravilhoso voltar ao universo de Harry Potter. E fazia muito tempo que eu não saia de uma sala de cinema querendo rever o filme. Amei, amei, amei me reencontrar com meu mundo mágico favorito.

    E mal posso esperar pelos próximos filmes ❤

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias…
    @mydearlibrary

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s