Review: Como Eu Era Antes de Você (e diferenças do livro!)

Oi gente, tudo bem?

Um dos filmes mais aguardados pela blogosfera finalmente chegou aos cinemas para nos levar às lágrimas: Como Eu Era Antes de Você! ❤
Terminei de ler o livro ontem de manhã e, à tarde, corri pro cinema pra conferir o longa! Por isso, esse review vai ser um pouquinho diferente dos que costumo fazer: no final do post, farei um comparativo com as principais diferenças entre o livro e o filme! 😉 Espero que gostem!

como eu era antes de voce poster

Sinopse: Rico e bem sucedido, Will (Sam Claflin) leva uma vida repleta de conquistas, viagens e esportes radicais até ser atingido por uma moto, ao atravessar a rua em um dia chuvoso. O acidente o torna tetraplégico, obrigando-o a permanecer em uma cadeira de rodas. A situação o torna depressivo e extremamente cínico, para a preocupação de seus pais (Janet McTeer e Charles Dance). É neste contexto que Louisa Clark (Emilia Clarke) é contratada para cuidar de Will. De origem modesta, com dificuldades financeiras e sem grandes aspirações na vida, ela faz o possível para melhorar o estado de espírito de Will e, aos poucos, acaba se envolvendo com ele.

No filme, somos apresentados a duas pessoas totalmente diferentes: a pacata e tranquila Louisa Clark, de 26 anos, que vive sem grandes ambições, mora com os pais, namora um rapaz para o qual não liga muito (e vice-versa) e trabalha em um café; e Will Traynor, um homem de 35 anos que sofreu um acidente que o deixou tetraplégico. O destino dos dois se encontra quando o café em que Lou trabalha fecha e ela vai trabalhar como cuidadora de Will. Contudo, a convivência é muito difícil: ele não se conforma com a sua situação atual, pois tinha uma vida extremamente ativa (era sócio de uma grande empresa, namorava garotas lindíssimas e tinha um estilo de vida tomado pela adrenalina). Aos poucos, Lou consegue penetrar as barreiras criadas por Will e, juntos, eles vão descobrindo um ao outro.

como eu era antes de voce 4

Já falei diversas vezes aqui no blog que eu acredito que filmes e livros são mídias diferentes e, portanto, precisam funcionar isoladamente. Contudo, vai ser impossível não fazer algumas comparações nesse review, já que eu terminei a leitura do livro no mesmo dia em que assisti à adaptação no cinema. E já digo a vocês: MUITO do livro não aparece no filme. O enredo em si é o mesmo, grande parte do desenrolar dos fatos também, mas a maneira como as coisas acontecem é muito mais rápida e superficial. Os dramas dos personagens não são aprofundados e o sentimento entre Lou e Will nasce de maneira muito mais rápida. As discussões morais presentes no livro mal aparecem no filme, fazendo com que a complexidade da situação de Will não seja tão bem explorada. Acredito que parte dessa superficialidade tenha sido consequência da duração do filme, que não chega nem a 2 horas. Por isso, algumas situações tiveram que ser adaptadas para que façam sentido – o que felizmente funcionou, já que o filme não tem pontas soltas. Contudo, senti falta dos diálogos entre Will e Lou, no qual ele sempre a incentiva a crescer e a melhorar, instigando a protagonista a ser mais ambiciosa.

como eu era antes de voce

Emilia Clarke nos apresenta uma Lou extremamente feliz, bobinha e quase etérea. Desde os trailers eu já achava que ela seria uma Lou totalmente diferente da do livro, que é mais ácida e interessante. Porém, dentro da proposta, Emilia desempenhou uma boa atuação (apesar de que fiquei agoniada com as sobrancelhas franzidas all the time). Lou é doce e carismática, arrancando gargalhadas do público em diversas cenas do longa. O Will de Sam Claffin teve mais destaque pra mim. Ele é sarcástico e interessante, exatamente como no livro. A tetraplegia também foi extremamente convincente, desde a posição das mãos até o movimento de cabeça. Uma grande diferença em relação aos personagens é a família Clark: no longa, todos são mais carinhosos com Lou. Enquanto no livro as críticas e as piadas de mau gosto em relação a ela estão sempre presentes, no filme todos são mais amáveis – inclusive Treena, sua irmã mais nova, que no filme realmente é uma amiga para Lou.

como eu era antes de voce 3

A trilha sonora do filme é INCRÍVEL, assim como a fotografia. Todas as músicas se encaixam nas cenas e foram capazes de me fazer chorar. Além disso, as paisagens mostradas no filme são maravilhosas: vemos a tranquilidade do castelo e também a beleza paradisíaca das Ilhas Maurício.

como eu era antes de voce 2

Bom, resumindo: Como Eu Era Antes de Você cumpre seu papel de emocionar e contar uma linda e trágica história de amor. Porém, o filme é superficial. Os conflitos não são aprofundados, o passado de Lou não é abordado e tudo acontece rápido demais. A reflexão a respeito do poder de escolha fica quase em segundo plano, sendo o filme muito mais focado no romance e na relação de Will e Lou. Se eu gostei do longa? Claro, a história é incrível! Mas recomendo MUITO que vocês leiam o livro, gostando ou não do filme. Ele é muito mais profundo e interessante, e vou falar sobre ele em breve aqui no blog. 😉 No próximo parágrafo vou fazer uma lista das principais diferenças entre o filme e o livro. Tem spoilers! Leia por sua conta e risco, ok?

  • No livro, Lou tem um passado traumático e profundo, que explica muito sua falta de ambição e sua vontade de viver uma vida pacata e igual todos os dias.
  • A relação de Lou com sua família é MUITO complicada e ela sente raiva da irmã, Treena, em diversos momentos. Por causa da família, a personagem passa por muitos problemas ao longo da história. Já no filme, nada disso é trabalhado.
  • Camilla Traynor, no livro, é a pessoa que concordou em levar Will na Dignitas, enquanto no longa ela se recusa terminantemente a aceitar isso.
  • Georgina Traynor não aparece no filme.
  • Patrick, no filme, parece se importar muito mais com Lou do que no livro. Dá até pra acreditar que ele goste mesmo dela. 😛
  • No filme, não vemos Lou conversando com outros tetraplégicos, buscando maneiras de fazer Will mudar de ideia a respeito do suicídio assistido. Consequentemente, a discussão moral a respeito do poder de escolha também fica em segundo plano.
  • No livro, Will incentiva Lou o tempo todo em diversos assuntos: cinema, literatura, ambições. A diferença que ele faz na vida dela é palpável, enquanto no filme isso é abordado de forma muito rasa.

Bom, pessoal, espero ter conseguido dar um panorama geral do filme pra vocês e fazer um bom comparativo pra quem já leu o livro. 🙂
E vocês, lembram de mais alguma diferença? Me contem nos comentários!

Beijos e até semana que vem! ❤

Título original: Me Before You
Ano de lançamento: 2016
Direção: Thea Sharrock
Elenco: Emilia Clarke, Sam Claffin, Janet McTeer, Charles Dance, Jenna Coleman, Matthew Lewis

Anúncios

37 comentários sobre “Review: Como Eu Era Antes de Você (e diferenças do livro!)

  1. Oi, Priih.
    Esse é um dos filmes mais aguardados do ano!
    Vou ver essa semana.
    Não li o livro, mas tenho uma ideia muito boa sobre a obra, pois vi várias resenhas positivas do livro.
    O filme, como você mesma disse, é uma mídia diferente e tem suas nuances, mas realmente poderia haver uma aproximação maior em alguns detalhes importantes da história.
    Abraço.
    http://diegomorais18.blogspot.com/

  2. Oiee
    Fiquei chateada agora kkk Ainda não fui assistir o filme, mas pelo visto é bem meia boca.
    Li o livro e sou apaixonada pela história, esperava mais do longa metragem kkk
    Adorei crítica
    Beijinhos Screepeer

  3. Olá, Priih.
    Gostei muito de ver a sua opinião sobre o filme em comparação com o livro. Estava até estranhando mesmo porque todo mundo estava falando que era super fiel ao livro e isso é raro de acontecer. Agora já vou assistir preparada. Acho que como você leu e já assistiu ficou mais fácil de ver essas diferenças.

    Blog Prefácio

  4. Oi, oi, tudo bem?
    Ainda não li o livro nem vi o filme, mas por algum motivo não consigo gostar muito da Emília Clarke como Lou – ela é minha eterna Daenerys. Não me agradou muito isso deles deixarem a história mais superficial no longa, acho que sem todos aqueles sentimento profundos Como eu era antes de você acaba perdendo o que fez com que se destacasse entre tantas outras histórias de amor.
    Gislaine | Paraíso da Leitura

  5. Oi
    eu ainda infelizmente ainda não li e nem assisti o filme, quero muito ler o livro e assistir o filme, todos estão elogiando e que bom que gostou dos dois, parece ser bem emocionante e eu acho que vou chorar. Gostei do ponto.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

  6. Oie. Primeira review que eu leio do filme, e gostei muito. Agora já vou preparada para o que vou encontrar no cinema. Imaginei que a Lou seria retratada com fidelidade, que pena que não foi assim 😦
    E como assim Treena e ela amigas? rs elas se alfinetam o tempo inteiro no livro hsauhsuha Acho que só na continuação eu senti que as duas ficaram amigas, apesar das alfinetadas. Mas são coisas de irmãs. Sei bem como é isso.
    Achei lindíssima as fotografias que você selecionou. Mal posso esperar pra ver, e chorar muito.
    bjos
    http://www.mybooklit.com

  7. Oi Priih, sua linda, tudo bem?
    Concordo muito com você, são mídias diferentes, possuem linguagens diferentes e a limitação de tempo. Mas vou lhe dizer, tem filmes com a mesma limitação de tempo, que conseguem passar uma profundidade de doer a alma e os atores conseguem dar um show as vezes só com suas expressões. Acredito que seja a proposta, o público que querem atingir, tudo isso, em minha opinião também influencia. Mas não tem jeito, estou louca para ler o livro e ver o filme também. Sua crítica ficou ótima!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

  8. Oi Prihh, tudo bem?
    Ainda não assisti ao filme, mas mesmo estando com muita vontade de conferir alguns aspectos ainda me deixam com um pé atrás. Depois de ler suas resenha, vou tentar ir ao cinema sem grandes expectativas e tentar aproveitar ao máximo a adaptação, pois como você disse, é um formato diferente que precisou ser adaptado.
    abraços,
    Amanda Almeida
    http://blog.amanda-almeida.com.br/

  9. Oi Priih,

    Meu Deus, não sei como vocês tem coragem de ver esse filme, sério. kkkkk
    Eu morri com o trailer e com todo mundo comentando sobre o livro que não li e nem pretendo ver. A trilha sonora me chamou a atenção e quero escutar com calma depois, mas ver acho que não vou ver não.

    Bjs, @dnisin
    http://www.sejacult.com.br

  10. Olá Pri,

    Não li o livro ainda e nada da autora mas tenho muita curiosidades, geralmente os filmes não chegam perto dos filmes e pela sua resenha esse não foi diferente, adorei o seu blog…bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

  11. Oie Pri =)

    Eu estava bem animada para assistir ao filme, mas como ando em uma fase não tão “boa” e bem chorosa da minha vida, acho que não será uma boa ideia rs…
    Mas por todas as criticas estou lendo, o filme pelo visto realmente fez jus ao livro. E isso me deixa animada para assisti-lo em um momento melhor ^^

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias…
    @mydearlibrary

  12. Oi Priih!
    Ameeei o post, parabéns!
    Uma pena que o filme tenha ficado superficial, principalmente nessa parte da mudança da Lou e dos motivos pro Will ter feito o fez.
    Mas acredito que as cenas, fotografia e trilha tenham ficado realmente lindas, pelo trailer já dá pra ver. E o foco no “romance” já era de se esperar =/
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com
    Ps: tem sorteio rolando no blog 😉

  13. Estou me sentindo até uma insensível, mas gente, não achei o filme essa coca-cola toda não!
    Vi gente falando que riu até a metade do filme e na metade restante chorou… E olha, sou a pessoa mais manteiga derretida, choro até com uma mosca sendo morta, mas menos, né galera?

    O livro de fato, é muito bom (bom MESMO! <3), mas quem for das antigas, dos anos 80/90 e se lembrar de um filme estrelado pela Julia Roberts chamado "Por Amor" vai ver que a premissa do filme é, 90% IDÊNTICA a "Como eu era antes de você".

    As cenas são lindas, a trilha sonora maravilhosa, mas vamos combinar que se você assiste o trailer, já saber de 90% do filme…

    Enfim, não achei tão tocante, tão emocionante, tão a ponto de chorar como vi/li por aí.
    Aliás, daria pra ter esperado de boa ele ser lançado em DVD e ter economizado uma graninha, haha!

    Achei "A Culpa é das Estrelas" até melhor e olha que eu tenho o maior preconceito do mundo com o João Verde lá.

    Mas confesso que o ator é uma graça e a minha querida mãe dos dragões se saiu maravilhosamente bem no papel!

    Fora isso, de 0 a 5, eu dou nota 2 (e olhe lá!).

  14. Oi, Priih

    Pode brigar comigo mesmo, eu mereço! Eu sumi e assumo, mas o final do período anda me consumindo tanto que eu mal tenho visitado os blogs, mas tudo vai voltar ao normal já já!

    Publiquei minha review ontem e vou te falar que nossas opiniões estão bem parecidas! \õ/ Apesar de eu ter amado o filme, senti falta de muitas coisas, principalmente dos diálogos deles dois, tão importantes pro crescimento pessoal da Lou.

    Eu concordo que livros e filmes são mídias diferentes, mas é impossível não comparar. Uma adaptação precisa funcionar para todo o público, não somente com quem leu o livro e não é tudo que tem no livro que funciona nas telonas, mas acredito que o filme tem o dever de agradar aos leitores que, a princípio, eram o público-alvo daquela história. Por isso eu acredito que eles não devem ser coisas isoladas, eles devem ter sinergia, cooperar um com o outro e não contradizer um ao outro, dá pra entender? Hahaha

    Eu fiquei muito satisfeita com a adaptação, faltou muita coisa, mas querer tudo igual é uma utopia! Hahhahahahaha

    Beijo
    – Tami
    http://www.meuepilogo.com

  15. Ainda não vi o filme mas o meu maior medo era de que focassem só no romance, porque dá dinheiro, e deixassem de lado o suicídio e o crescimento da Lou (e dos leitores também né HSUAHSU) Enfim, mesmo assim acho que o filme vai ser lindinho e amorzinho e talz, para complementar o livro ❤
    As sobrancelhas da Emilia HSUAHSUAHSAH
    Beijoos,
    Sétima Onda Literária

  16. Oi Pri! Adorei o post ❤
    Assisti ao filme sem ler o livro, então fiz muito bem em ler teu review 🙂
    O filme realmente é mais leve e mais superficial. Eu achei ele excelente como uma história por si só, mas entendo um pouco a frustração dos leitores, porque faltou a profundidade e a seriedade dos temas do livro.

    De qualquer forma, recomendo muito o filme, ele é uma história linda por si só.
    (acho que fui hipnotizado pelas sobrancelhas da Emilia HAHAH)

  17. Eu não li o livro e ainda não vi o filme, mas o ator gato me fez ter muita vontade de ver hahahah (mas sério, ele é bem ~interessante~), okay, esquecendo isso, achei o enredo legal também.A personagem principal me parece ter uma inocência e sensibilidade muito grande (pelo o que vi do trailer e resenhas).

    Quero muito assistir e quero ler o livro também, mas creio que verei o filme primeiro e depois passo pra leitura.

    Beijos e bom feriado 🙂

    Poesia em Transe

  18. Oi, Priih! Tudo bem?
    Se só de ler essa review caiu um olho na minha lágrima, imagina eu assistindo ao filme. Ai, sei que não poderei lidar hahah Tive uma baita de uma ressaca literária quando li o livro. Isso já tem tempo e eu ainda fico emocionada. Pelo que vi, o filme aborda alguns aspectos importantíssimos de forma menos profunda, né? Ah, mas de qualquer maneira, acho que eles não iriam conseguir mesmo fazer um filme, captar a essência melhor que a que tem no livro, que é maravilhosa!!!! Bjs,

    http://www.estranhoscomoeu.com

  19. Pingback: Resenha: Como Eu Era Antes de Você – Jojo Moyes | Infinitas Vidas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s