Review: Star Wars: O Despertar da Força

Oi pessoal, tudo bem?

O post da semana está indo ao ar excepcionalmente na segunda-feira por um motivo muito importante: minha sessão de Star Wars: O Despertar da Força foi ontem! ❤ E obviamente a fangirl aqui não poderia falar sobre qualquer outra coisa que não fosse isso!

Star Wars é tão especial que o review de hoje vai ser um pouquinho diferente. Em um primeiro momento, vou contar pra vocês o que achei do filme de modo geral, SEM SPOILERS. No fim, em branco, vou escrever algumas impressões que tive, com spoilers. Aí só lê quem já viu o filme e quer surtar comigo hahaha! 😛 Vamos à resenha e… may the Force be with you! 😉

poster star wars o despertar da força

Sinopse: Muito tempo após os fatos de “O Retorno de Jedi”, encontra-se a Primeira Ordem, uma organização sombria iniciada após a queda de Darth Vader e do Império. O grupo está em busca do poderoso Jedi Luke Skywalker, mas terão que enfrentar outro grupo em busca de Luke: a Resistência, liderada por Leia.

Eu fui apresentada à Força no ano passado, em uma maratona que foi do Episódio I ao VI (fãs antigos, não venham de mimimi, tá? Olhando pelo lado bom, gostei da franquia inteira, em vez de odiar o Episódio I, como muitos odeiam :P), e eu mal podia esperar pra assistir o Episódio VII. Gente, a espera valeu a pena. Resumindo em uma frase: o filme é MUITO FODA! ❤ Tem ação, tem o humor característico da franquia, tem excelentes referências aos filmes anteriores – principalmente à trilogia clássica, é claro –, tem efeitos especiais (assisti em IMAX, foi alucinante)… já deu pra entender, né?

star wars o despertar da força

A história se passa 30 anos após O Retorno de Jedi, e Luke Skywalker está desaparecido. A Resistência possui um mapa que pode levar à sua localização, mas a Primeira Ordem (sucessora do Império Galáctico) tem interesse no mapa para dar fim ao Jedi de uma vez por todas. Poe Dameron, um talentoso piloto da Resistência, confia esse mapa ao carismático androide BB-8 antes de ser capturado pela Primeira Ordem. A partir daí, dois destinos importantes são traçados: o de BB-8, que se depara com a catadora de lixo Rey, e o de Poe, que é salvo por um stormtrooper desgarrado, Finn. Não vou falar mais nada sobre o enredo pra não estragar as surpresas de ninguém, então contarei um pouquinho das minhas impressões sobre o filme.

rey bb8

O filme segue o mesmo estilo dos seus antecessores: o desenrolar dos fatos se dá de forma linear, mas repleto de cenas de ação e mudanças de cenário. Muita coisa acontece! Foi incrível ver as cenas de batalhas em uma tela gigante como a do IMAX e conferir de perto os efeitos especiais incríveis que o filme merece. Eu não acompanho (quase) nada sobre o Universo Expandido, então (quase) todas as informações eram novidades pra mim, com uma ou outra exceção. E eu realmente gostei do desenrolar dos fatos e como o filme deu margem para um milhão de possibilidades futuras. O único “problema”, nesse quesito, foram as pontas soltas. Existem muitas perguntas sem respostas em O Despertar da Força, muitas coisas que vieram “do nada”, sem nenhuma referência anterior – pelo menos pra mim que, como já disse, praticamente não acompanho o Universo Expandido. Porém, acredito que tudo isso será explicado aos poucos, nos próximos filmes, por isso não é uma crítica definitiva a essas lacunas, mas sim uma observação de que elas existem.

rey finn bb8

Os personagens novos são incríveis! Rey, Finn, Poe e BB-8 são extremamente carismáticos e cativantes, é impossível não gostar deles. Mas nada se compara à emoção de ver na tela o eterno Han Solo e seu fiel escudeiro, Chewbacca. “Chewie, we’re home” foi capaz de levar qualquer fã da franquia a, no mínimo, se arrepiar. A essência dos dois se mantém exatamente a mesma, e é incrível vê-los em cena novamente. Leia, na minha opinião, não trouxe a mesma faísca da juventude. Obviamente a personagem tem seus motivos, mas ainda assim a sensação de vê-la em cena foi menos emocionante que a de ver Han e Chewie. E Kylo Ren… Tenho tanto a dizer sobre esse vilão. Sem spoilers: Desde a primeira cena podemos ver que tanto ele quanto a Primeira Ordem vão aos extremos para eliminar os inimigos. Ele é complexo, tem muito potencial e provavelmente será muito desenvolvido nos próximos filmes. Com spoilers (selecione se quiser ler): Kylo Ren, na verdade, aparenta ser um jovem mimado e revoltado, que quer ir contra a Luz presente em sua família e teme ser seduzido por ela (que engraçado ser a Luz a seduzir nesse caso). Tudo que ele quer é seguir os passos de seu avô, Darth Vader, mas permanecer no Lado Negro, diferente de Vader, que se redimiu no fim do Episódio VI. Um aspecto interessante é que esse fardo pode ser representado até mesmo pela sua máscara, já que todas as vezes em que ele a tira podemos ouvir o barulho que ela faz quando toca o chão: ela é pesada, difícil de carregar. Acredito que existam muitos planos pra esse personagem, e que ele será muito bem desenvolvido a partir de agora.

kylo ren stormtroopers

Eu realmente não consigo explicar de maneira muito racional o quão impressionante Star Wars: O Despertar da Força realmente é, mas juro que tentei. Eu saí da sala de cinema de boca aberta e permaneço assim HAHAHA! Não é à toa que o filme tem a maior bilheteria da história do cinema, e eu já quero assistir de novo. ❤ Até me arrisco a dizer que esse é um dos melhores filmes da franquia! A Disney cumpriu o seu trabalho muito bem (peguem essa, haters!) e eu estou muito empolgada pra continuar acompanhando os próximos episódios dessa série que ganhou o meu coração. ❤ O que posso dizer agora é: corram pra sala de cinema mais próxima e assistam Star Wars: O Despertar da Força!

han solo e chewbacca

E, agora, alguns comentários de fangirl surtada (COM SPOILERS). Selecione se quiser ler:

  • Achei que a Rey dominou a Força um pouco rápido demais. Será ela a Escolhida mencionada na nova trilogia, em vez de Anakin?
  • Kylo Ren deixou a desejar na batalha contra Rey, hein? Tudo bem que ele estava ferido e que o treinamento dele ainda não está completo, mas né… esperava mais dele.
  • POR QUE, HAN SOLO? POR QUE? E O CHEWIE? 😦
  • Que final épico foi aquele, com a Rey entregando o sabre de luz ao eremita Luke? Como lidar com a ansiedade pro próximo filme?

Título Original:  Star Wars: Episode VII – The Force Awakens
Ano de lançamento: 2015
Direção: J. J. Abrams
Elenco: Daisy Ridley, John Boyega, Oscar Isaac, Adam Driver, Harrison Ford, Carrie Fisher, Mark Hamill

Anúncios

21 comentários sobre “Review: Star Wars: O Despertar da Força

  1. Oi
    essa é a quarta reviw que leio em um dia e mais uma positiva, eu já assisti os outros filmes mais nunca prestei atenção na história, como to curiosa para ver esse vou tentar assistir e entender os outros. que bom que gostou dele.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

  2. Oi Priih!
    Não li os seus comentários porque ainda não consegui assistir O Despertar da Força e quero fugir de tudo quanto for possível até lá, rsrs.
    Mas vi que você gostou 🙂 Na verdade, só tenho visto elogios (inclusive que é o melhor filme depois de Império Contra-Ataca. Em termos de Star Wars, não pode haver elogio melhor que esse!).
    Beijos
    alemdacontracapa.blogspot.com

  3. Oie Pri =)

    Eu não consegui gostar do Ren =(, mas de verdade estou esperando que nos próximos filmes o personagem evolua e eu passe a gostar dele rs…
    No mais eu simplesmente amei tudo. Dos personagens, trilha sonora, fotografia … tudo *—* Dá até vontade de ir assistir de novo rs ….

    Beijos e um Feliz Natal!
    ;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias…
    @mydearlibrary

  4. Oi, Priih, tudo bem?

    Li seu post todinho, e até fiquei empolgada com a sua empolgação (oi?), mas confesso que eu não sinto vontade de assistir ao filme. Na verdade eu tenho é preguiça da franquia. Tentei ver um dos filmes antigos e quase morri de tédio! hahahaha
    Vi que você fez uma maratona e que daí surgiu sua admiração pelos filmes, mas acho que não tenho essa força de vontade. Mas quem sabe, né?
    Fico feliz que você tenha gostado do filme!

    Beijo
    – Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook
    PARTICIPE DA PROMOÇÃO NATAL LITERÁRIO E CONCORRA A DOIS KITS RECHEADOS DE LIVROS!

    FELIZ NATAL! 🙂

  5. Pri….

    EU AINDA ESTOU NO CHÃO com esse filme. PORQUE? PORQUE? P-O-R-Q-U-E-?
    Pena não poder comentar nos mínimos detalhes. Mas eu queria muito usar a força para “DESVER” o filme e quando estivesse próximo da estreia do filme seguinte a força desperte em mim de novo e traga de volta minha memoria. Só assim para lidar com a demora e a falta de respostas!

    Beijos!

  6. Oi Priih, tudo bem ???
    Flor, primeiramente eu preciso te agradecer por “esconder” os spoilers !!! Como na cidade em que estou morando não tem cinema (meu maior trauma), ainda não tive a chance de assistir Star Wars, e não quero, de maneira alguma estragar as surpresas que esse filme trará.
    Em segundo lugar, eu lhe agradeço muito por ter escrito essa resenha maravilhosa !!! Sou fissurada em Star Wars desde pequena. A culpa é toda do meu pai que sempre gostou da franquia e me ensinou os caminhos da força desde pequenina, hoje tenho uma grande amor por Star Wars, e queria muito saber a opinião de outras pessoas com relação ao filme !!!
    Após ler sua resenha, todas as minhas expectativas e (quase) certezas se concretizaram. Agora sei que o filme é bom, e tenho certeza de que ele não irá me decepcionar !!! *-*

    Beijinhos
    Hear the Bells

  7. Oie, Priih!
    Eu assisti, cara. Duas vezes. Mesmo com seus defeitinhos, mesmo estando longe de ser um filme 100%, eu AMEI. E sobre os seus comentários:

    1. Eu também achei isso um absurdo, diga-se de passagem. Ela descobriu que tinha a Força e podia manipulá-la e em menos de 15 minutos já estava colocando um stormtrooper no chinelo. Oi? Muito rápido! Luke treinou, Yoda treinou, Anakin treinou, Obi-Wan treinou: ninguém controlou assim de uma hora pra outra… Mas eu tenho uma teoria que pode justificar.
    2. Kylo Ren nem parecia um cavaleiro da Ordem dos Ren, cara. Bem longe disso. Perdeu pra uma catadora de lixo… Além do Finn, que era um storm do SANEAMENTO que usava blasters – de repente ele tá ali lutando com Kylo Ren usando um sabre de luz, e com tanta destreza… Bizarro.
    3. Han não. Podiam ter matado até a Leia, mas por que o Han? Meu coração partiu em um milhão de pedacinhos nas duas vezes que assisti. Mas principalmente pelo grito que o Chewie dá. Eu quase chorei junto com ele. Que golpe terrível.
    4. Você não é a única morrendo de ansiedade…

    Sobre a minha teoria: quando Rey pega o sabre de luz antigo do Luke e tem as visões, entre elas está uma lembrança de quando foi deixada em Jakku. No filme todo ela espera a família voltar para buscá-la, tem essa esperança, mas não dá qualquer detalhe sobre quem sejam. Disso a gente conclui duas coisas: ela foi tão amada que não os esqueceu, e não é capaz de lembrar quem eram. Alguém usou a Força pra esconder isso dela, talvez? Manipulou e bloqueou a lembrança da infância? E se ela foi treinada por Luke na Nova Ordem dos Jedi? E se ele teve alguma visão sobre a Primeira Ordem, Kylo Ren e ela, e por isso a escondeu em Jakku? É uma possibilidade. Talvez seja isso.

    Beijos e um próspero ano novo antecipado,
    Celly.
    http://melivrandoblog.blogspot.com/

  8. Pingback: Meus favoritos de 2015 | Infinitas Vidas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s