Dica de Série: Breaking Bad

Oi, povo! Como estão? 😀

Faz algumas semanas que estou esperando pra fazer o post de hoje. Trata-se de uma Dica de Série que me causou todos os sentimentos possíveis, do ódio ao amor: Breaking Bad!

poster breaking bad

Sinopse: Walter White é um professor de química na casa dos 50 anos que trabalha em uma escola secundária no Novo México. Para atender às necessidades de Skyler, sua esposa grávida, e Walt Junior, seu filho deficiente físico, ele tem que trabalhar duplamente. Sua vida fica ainda mais complicada quando descobre que está sofrendo de um câncer de pulmão incurável. Para aumentar rapidamente a quantidade de dinheiro que deixaria para sua família após sua morte, Walter usa seu conhecimento de química para fazer e vender metanfetamina, uma droga sintética. Ele conta com a ajuda do ex-aluno e pequeno traficante Jesse e enfrenta vários desafios, incluindo o fato de seu concunhado ser um importante nome dentro da Agência Anti-Drogas da região.

Breaking Bad é uma série americana que terminou em 2013. Ganhou diversos prêmios durante sua exibição, foi elogiada por todo mundo, enfim, gerou um grande rebuliço. Obviamente, fiquei curiosa pra conferir e dei uma chance à série lá por 2012. Pois bem, eu odiei. HAHAHA! Eu fiz um esforço hercúleo pra terminar a primeira temporada, porque todos os episódios me faziam querer dormir. Eu não me identificava com nenhum personagem e achava o desenrolar da trama extremamente lento. Teimosa como sou, resolvi assistir à segunda temporada e… também não gostei. Porém, os dois últimos episódios da temporada não só me deixaram curiosa como fizeram ver potencial para continuar assistindo. Por vários motivos, eu acabei parando de assistir e só fui retomar a série esse ano. Aí começa a história de amor.

A terceira temporada de Breaking Bad foi um soco no estômago pra mim. Comecei sem muitas expectativas, considerando minha experiência anterior, mas fui arrebatada pra dentro da história de uma maneira sem volta. Devorei os episódios e fui completamente envolvida pela temporada, que tem um ritmo muito mais frenético e uma trama muito mais cheia de reviravoltas em comparação com as suas antecessoras. A partir de então, realmente passei a amar a série e não consegui largar até o último episódio, que fez meu cérebro derreter. Louco, né? 😛 HAHAHA!

breaking bad walter white jesse pinkman 2

Bom, dito isso, vamos falar um pouquinho da série em si. Breaking Bad basicamente conta a história de Walter White, um professor de química genial e frustrado que descobre ter um câncer terminal. Com um filho com necessidades especiais e uma esposa grávida, Walter fica em desespero e entra em contato com um ex-aluno, Jesse Pinkman, para iniciar no mercado da produção de metanfetamina. Aos poucos, Walter consegue planejar cuidadosamente os seus próximos passos como cozinheiro, produzir a melhor metanfetamina vista no Novo México e fazer o seu nome – Heisenberg – reconhecido e temido no mercado.

breaking bad walter white familia

Uma coisa interessante em Breaking Bad é que, pelo fato de ter poucos personagens, todos eles são extremamente bem trabalhados. O elenco como um todo é excelente e as interpretações são impecáveis (o engraçado é que vários atores do elenco aparecem em How I Met Your Mother HAHAHA! Estou assistindo e sempre que aparece alguém de BB eu morro rindo!). Ainda sobre o desenvolvimento dos personagens, é bacana perceber que existem episódios que, apesar de aparentemente inúteis, revelam nuances profundas sobre a personalidade e a mentalidade deles. Com o passar do tempo, não é apenas Walter que passa pelo processo de decadência moral – processo este que dá nome à série, já que “breaking bad” significa quando alguém sai do caminho do bem e passa a fazer o mal. Por diferentes motivos, vários personagens acabam tomando caminhos errados que trazem consequências muitas vezes irreversíveis. Skyler, a esposa de Walter, e Jesse, o parceiro dele, são bons exemplos disso. Já o cunhado de Walter, Hank, um policial dedicado e correto que trabalha no DEA, o Departamento AntiDrogas (sim, irônico), é o exemplo oposto. O personagem se mantém fiel ao seus princípios não importando a situação, mas também se mostra complexo ao enfrentar situações de stress e descontar na esposa, Marie. Mesmo os vilões de Breaking Bad são trabalhados de maneira a mostrar a sua essência ao telespectador. Gus Fring, o maior traficante de metanfetamina do sul dos Estados Unidos, tem várias facetas que são mostradas ao longo das temporadas. Ora diplomático, ora ameaçador, o personagem tem um passado cheio de acontecimentos marcantes que fazem dele um personagem extremamente verossímil.

breaking bad heisenberg e gus fring

Claro, é impossível falar de personagens sem falar de Walter White. Eu odeio o Walter. Odeio de uma maneira que vocês não imaginam. Sim, ele é genial. Sim, ele me deixou de boca aberta inúmeras vezes com seus planos. Sim, ele é complexo e profundo. MAS EU ODEIO ELE, ele é muito FDP HAHAHA! </3 Brincadeiras à parte, a série constrói com maestria a transformação de Walter White em Heisenberg. Se inicialmente ele era motivado por cuidar e proteger sua família, aos poucos percebemos o pai e marido dedicado e professor de química inocente se transformando em um cozinheiro de metanfetamina inescrupuloso e frio. E o mais foda disso tudo: apesar de acontecer em pouco tempo (boa parte de Breaking Bad ocorre em pouco mais de 1 ano), o espectador consegue entender perfeitamente os motivos dele. E é isso que torna a desconstrução do personagem genial. Frustrado financeiramente depois de jogar um projeto bilionário fora, Walter vê no tráfico a saída para tudo aquilo que o oprime: a falta de dinheiro, a falta de reconhecimento, a falta de liberdade para ser quem quiser ser, a falta de poder e a falta de ser o melhor em alguma coisa. Em suma, Walter, um homem condenado à morte, encontra no laboratório de metanfetamina o sentimento de realmente estar vivo. Porém, como eu disse, meu lado emocional odeia ele HAHAHA! E acho que um dos motivos principais é devido a sua capacidade de manipulação, normalmente usada contra Jesse, meu personagem favorito. Jesse é drogado? Sim. Faz coisas erradas? Faz. É um criminoso? É. Mas ao longo da série percebemos o quanto de inocência existe nele, o quão grande o coração dele pode ser e o quanto ele acredita e confia no Walter, sendo influenciado diversas vezes por ele. Jesse também é extremamente verossímil: ele é o garoto com potencial inexplorado que jogou tudo fora por se envolver com drogas, pessoas ruins e más escolhas. Mas, com tudo o que acontece e com todas as cicatrizes psicológicas que a jornada na metanfetamina causa a ele, percebemos que sim, em essência ele é (ou poderia ter sido) uma boa pessoa.

breaking bad walter white jesse pinkman 4

Outro grande mérito de Breaking Bad é o roteiro. Muitos episódios começam com cenas que parecem totalmente nonsense, mas que fazem todo o sentido no fim do episódio ou no decorrer da temporada. O mesmo acontece com personagens que aparecem lá nas primeiras temporadas e acabam tendo importância (direta ou indiretamente) mais tarde. Sério, não existe nenhuma ponta solta. Eu, pelo menos, não encontrei. TUDO é amarrado, explicado e desenvolvido, fazendo com que a coerência da série seja impecável. Tudo isso combinado a uma trilha sonora super inusitada e uma direção de fotografia maravilhosa.

breaking bad direção de fotografia

Falei bastante, né? Pois é, foi esse o efeito que Breaking Bad causou em mim no fim das contas. Quando parei de assistir, em 2012, eu realmente não conseguia entender porque todo mundo surtava por causa de Breaking Bad. Porém, agora eu entendo. A série conseguiu me levar do “aff, que saco” ao “omg que série foda” de uma maneira que poucas fizeram. Então, meu conselho é: assistam. E, se também não curtirem o início como eu, tentem insistir. Eu demorei três anos pra fazer isso, mas bah… valeu a pena! 😀

Título original: Breaking Bad
Ano de lançamento: 2008
Criador: Vince Gilligan
Elenco: Bryan Cranston, Aaron Paul, Anna Gunn, Giancarlo Esposito, Dean Norris, Bob Odenkirk

Anúncios

23 comentários sobre “Dica de Série: Breaking Bad

  1. Hahahaha eu comecei assitir, tô no 5 episódio. Eu acho muito leeento às vezes, sei lá. Mas vou assistir, seu post ficou MUITO BOM mulheeer gahahah

  2. Oie Pri =)

    Já ouvi falar muito dessa série, e minha melhor amiga simplesmente adora ela. Confesso que eu nunca tive interesse em conhecer ela, mas quem sabe daqui um tempo eu mude de ideia rs…

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias…
    @mydearlibrary

  3. Olá Flor
    Tudo bem?
    Preciso confessar que esta serie não me causa muito interesse,pelo entendi em sua Resenha, Walter White e um gênio mesmo sendo um FDP HAHAHAH eu acho que essa a melhor parte, adoro personagens que são bem trabalhados, por que passo a admirá-los e coloca-los no meu fã clube ^^ mas me desanimei total, pois você se empolgou mesma só na terceira temporada ainda quebra poxa kkkkkkkkkkkkkkk, a primeira temporada que precisa ser ápice para fazer com que a gente se anime e continue a assistir,mas vou tentar da uma chance assim como você HAHAHAHA vai eu me apaixono de cara.
    adorei post
    Beijos flor
    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

  4. Oi, Priih!

    Menina, que post mais lindo! ❤ E se antes eu já tinha vontade de assistir BB, agora ela se multiplicou estratosfericamente! De verdade!
    Eu até comecei a assistir quando passou na TV aberta, mas era tarde e eles cortavam a bagaça toda. Desisti e deixei para assistir online, mas eu já assisto 16 séries online! Eu estou esperando algumas acabarem para incluir novas. Com certeza vou incluir BB!
    Sempre vejo gente falando o quanto esta série é genial e um marco para a história dos seriados…não posso perder essa!

    Beijo
    – Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

  5. Breaking Bad é genial!
    Abominava seriados e minha irmã vivia me enchendo o saco pra ver BB.
    Caí na cilada e foi amor a primeira vista! Ao contrário de vc, eu me prendi do começo ao fim u_u”, talvez pq sou uma pessoa que se impressiona facilmente. HUAHAUHAUH
    Mas fiquei muito feliz que vc deu continuidade na série e que acabou gostando!
    Considero-a muito profunda! Mexe muito com os sentimentos da gente!
    O desenvolvimento dos personagens é magnífico!

    Eu amo o Walter, mesmo que senti ódio dele por várias vezes! HUAHUAHUA

    E parabéns pela resenha, beiba! Me fez voltar para a série e senti muita saudade!!!

    Makosa ama vc, pra sempre! ❤

  6. Oi Prih,
    Morro de vergonha porque ainda não assisti essa série.
    Na verdade, assisti o pilot, mas por causa de outras atrasadas não maratonei.
    Mas parece ser boa, e pelo que li da finale, vale a pena acompanhar.

    tenha uma ótima quarta =D
    Nana – Obsession Valley

  7. Olá,
    Sempre me indicam muito esse seriado, mas eu ainda não tive tempo de ver, ando tão atolada com tudo que anda realmente difícil ver seriados, só consigo ver um por vez e no momento estou vendo One Tree Hill. Mas posso aceitar sua sugestão nas férias.
    Beijos.
    Memórias de Leitura – memorias-de-leitura.blogspot.com

  8. Oi
    Você foi mais um que vi falar bem dessa série, as vezes acabamos mesmo não gostando tanto de uma temporada, algum dia eu assisto ela a minha lista de séries é enorme . Mais parece ser muito legal, estou vendo uma lista enorme de séries, no banco de séries tá marcando umas 50.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

  9. Pri, sua resenha ficou excelente <3, todos os detalhes bem explicadinhos.

    Eu tenho um amigo que gosta muito de BB, ele sempre recomendava.Fiquei curiosa porque o personagem principal passa por transformações na personalidade bem grandes, e eu curto isso de papéis que nos causam dúvida.

    Vou tentar ver.Eu por agora tenho que terminar de ver Bates Motel e Penny Dredful, mas logo, logo vou mergulhar nessa.

    Beijoss

    Poesia em Transe

  10. Oi Priih, tudo bem ???
    Menina, Breaking Bad sempre foi uma série que me deixou intrigada !!! Devido a fama do seriado, de várias e várias pessoas comentarem o quanto a história é boa e a todos os prêmios que eles já levaram, eu sempre fico morrendo de vontade de assistir. Porém, ao mesmo tempo em que tenho vontade de assistir, eu fico na dúvida se assisto ou não. A história não consegue me convencer, o que me deixa curiosa é a fama, essa coisa que todos falam sobre ela, que ela realmente é boa.
    Depois de ler sua resenha, que ficou super completinha, eu acho que vou dar uma chance para a série sim. E se não gostar no começo, vou tentar insistir assim como você recomendou, vai que eu acabo gostando né ?!

    Beijinhos
    Hear the Bells

  11. Oi Pri! Tentei começar a ver a série, vi a primeira temporada mas pouco me impressionou, achei bem parada. Li uma resenha do qual eles comentam que a série melhora na terceira temporada. Mesmo com seus méritos, acredito que uma série para ficar boa não deva obrigar o telespectador a tanto para mostrar o que tem de melhor, acho um pouco cansativo =/

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

  12. Pingback: Meus favoritos de 2015 | Infinitas Vidas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s