Review: X-Men – Dias de um Futuro Esquecido

Olá, pessoal.
Hoje trago pra vocês a minha opinião sobre X-Men: Dias de um Futuro Esquecido! E já aviso de antemão: esse filme me fez ficar numa vontade louca de assistir outros vários filmes de super-heróis hahaha! ❤

x-men

Sinopse: No futuro, os mutantes são caçados impiedosamente pelos Sentinelas, gigantescos robôs criados por Bolívar Trask (Peter Dinklage). Os poucos sobreviventes precisam viver escondidos, caso contrário serão também mortos. Entre eles estão o professor Charles Xavier (Patrick Stewart), Magneto (Ian McKellen), Tempestade (Halle Berry), Kitty Pryde (Ellen Page) e Wolverine (Hugh Jackman), que buscam um meio de evitar que os mutantes sejam aniquilados. O meio encontrado é enviar a consciência de Wolverine em uma viagem no tempo, rumo aos anos 1970. Lá ela ocupa o corpo do Wolverine da época, que procura os ainda jovens Xavier (James McAvoy) e Magneto (Michael Fassbender) para que, juntos, impeçam que este futuro trágico para os mutantes se torne realidade.

X-Men (vou chamar o filme só assim, devido ao título enorme hahaha) tem um ritmo bastante intenso e logo nas primeiras cenas já somos apresentados à nova realidade mutante: a luta pela sobrevivência e o medo constante dos temidos Sentinelas, robôs construídos especialmente para exterminar os portadores do “gene X”. Graças a um erro cometido por Mística no passado (Raven assassinou Bolívar Trask, um cientista que promovia o ódio contra os mutantes e que projetou os Sentinelas), a humanidade passou a acreditar que os mutantes devem ser aniquilados. Agora, todos aqueles com um gene para a mutação estão sendo perseguidos. Numa tentativa de evitar o assassinado de Trask e, com isso, mudar o futuro pós-apocalíptico em que vivem, os X-Men e Magneto bolam um plano para voltar ao passado e mudar o curso da história.

1

Em geral, filmes com viagens no tempo têm uma tendência a deixar grandes furos e forçar situações insustentáveis. Além disso, filmes como Efeito Borboleta nos mostram que mexer com o passado pode ser algo bastante perigoso. Porém, no novo X-Men a viagem no tempo é a única chance de sobrevivência dos (poucos) mutantes restantes, pois eles estão sendo caçados pelo resto dos seres humanos, e o apoio mútuo entre os mutantes nunca foi tão imprescindível. Charles Xavier e Magneto estão unidos tentando encontrar uma forma de manter todos vivos e bolam um plano utilizando-se do (novo?) poder de Kitty: enviar a consciência de alguém ao passado; nesse caso, com o objetivo de impedir Mística de matar Bolívar Trask. Logan (ou Wolverine, se preferirem) se oferece para a tarefa, pois é o único com o poder de regeneração e que será capaz de suportar os danos cerebrais causados pelo poder da jovem.

0

É a partir daí que a história realmente se desenrola, com Logan tentando motivar um Charles Xavier jovem, desiludido e sem esperanças, e ainda uni-lo ao homem que o colocou numa cadeira de rodas, Erick Lehnsherr/Magneto. Uma tarefa que inicialmente parece impossível, mas que é a chave para a sobrevivência dos mutantes no futuro. Ainda falando sobre a viagem no tempo, eu não consigo me lembrar se a Kitty já possuía os poderes de transportar a consciência de um indivíduo em X-Men 3, então me senti um pouco perdida quando a vi fazendo isso no novo filme, mas em geral eu fiquei totalmente satisfeita com o longa (exceto pelo pôster, que eu achei bem tosco e com elementos demais).

2

X-Men me deixou empolgada do início ao fim, me fazendo ansiar pelas próximas cenas e temer pelo futuro dos mutantes. Dias de um Futuro Esquecido veio para “apagar” os acontecimentos do fracassado X-Men 3 da cronologia da franquia, então eu tinha muita expectativa sobre como o roteiro se desenvolveria de modo a não deixar pontas soltas e ainda dar uma nova chance ao futuro, mudando os fatos apresentados até então por todos os filmes. Além disso, também precisava ser coeso com o que foi mostrado em First Class. Em suma, o longa não tinha uma tarefa nada fácil. E, na minha opinião, ele a cumpriu perfeitamente!

Apesar de boa parte do filme se passar no passado, o diretor nos presenteou com várias cenas trazendo nossos X-Men favoritos: foi incrível ver novamente Tempestade, Homem de Gelo, Colossus, entre outros! As cenas de ação ficaram espetaculares e era possível sentir o medo dos mutantes em relação aos Sentinelas. Graças ao DNA de Mística, que é capaz de se “adaptar”, foram criados Sentinelas que “imitam” os poderes dos mutantes com os quais entram em contato. Então, quanto mais tempo de confronto, mais chances dos Sentinelas se tornarem mais fortes. E essa tensão das batalhas era incrível, me empolgou como há muito tempo eu não me empolgava em filmes de super-heróis. Agora, no passado, uma das melhores cenas foi aquela em que Magneto é libertado de sua prisão no Pentágono com a ajuda de Mercúrio. A forma com que a velocidade do mutante é mostrada é fantástica e o personagem garante um alívio cômico interessante, passando bem longe do ridículo ou do tosco. Espero ver mais cenas do Evan Peters como Mercúrio no futuro!

5

Como a maior parte da temática de X-Men, o novo filme traz de forma muito coerente a questão da luta pela igualdade e a exclusão do diferente. Porém, em Dias de um Futuro Esquecido, essa exclusão atinge níveis absurdos, fazendo o espectador se lembrar do holocausto nazista – experiência pela qual Magneto passou enquanto criança.  Mesmo sendo um filme de super-heróis, X-Men traz temas necessários à discussão, e mostra a que ponto o ser humano pode chegar no que diz respeito à intolerância e ao medo do desconhecido. É um filme de super-herói empolgante, bem feito e com discussões muito pertinentes, já que somos testemunhas – ou até mesmo vítimas – de desigualdades e preconceitos todos os dias. Um excelente episódio na história dos X-Men, mais do que recomendado! 😀

Título original: X-Men: Days of Future Past
Ano de lançamento: 2014
Direção: Bryan Singer
Elenco: Hugh Jackman, James McAvoy, Michael Fassbender, Jennifer Lawrence

Anúncios

50 comentários sobre “Review: X-Men – Dias de um Futuro Esquecido

  1. Oii,

    Vou confessar que não era meu filme favorito e via muita gente falar sobre, mas nunca me interessou. Mas dai eu dei uma chance para um dos filmes e agora eu gosto *-*
    Esse ainda não tive oportunidade de ver ainda, só os antigos hahaha

    Beijinhos,
    Blog EC&M | entrechocolatesemusicas.blogspot.com.br

    • Oi, Ana!
      Eu me lembro bem pouco dos filmes antigos, mas quando era pequena eu gostava. Dai saiu o First Class e eu só tinha assistido um pedaço… vi o Dias de um Futuro Esquecido e ameeeei, fui correndo assistir o First Class inteiro ❤
      Beijos!

  2. Achei tudo neste filme perfeito. Desde o elenco até os efeitos especiais!
    Por mais que tenham mudado muitas coisas da HQ ainda achei a história incrível, e com um ritmo muito emocionante. Não vejo a hora de estrearem o próximo.

    • Oi, Filipe!
      Sim, virei fã de carteirinha desse filme! Ele estava impecável. ❤
      Eu costumo ler curiosidades sobre as HQs, mas não as leio. Por isso, acabo não percebendo tantas mudanças. Também estou ansiosa pelos próximos filmes, mas vou sentir saudades do elenco 'do passado'. </3
      Abraços!

  3. Hey
    Ainda precisso assistir!
    Gostei do outro filme e fiquei curiosa exatamente por reunir o passado e o presente….
    Sempre gosto de ver o Wolverine em cena haha

    bjs
    Nana – Obsession Valley

    • Olá! Tudo bem, e com você?
      Fico super feliz que tenha gostado! E se você já é fã de X-Men, tenho certeza que esse novo episódio da franquia não vai te decepcionar. *-*
      Beijos!

  4. Não posso me manifestar muito não, já que não sou bem uma fã de super heróis, hehe, mas eu tenho visto o pessoal adorar esta série!!!

    Beijo, Van – Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    • Oi, Vanessa.
      Eu não sou suuuuper fã (não conheço muito das HQs), mas gosto sim!
      X-Men ganhou uma repaginada muito interessante com essa volta ao passado. 😀
      Bejos

  5. Oi Priih
    Tudo bem?
    Ótima resenha, viu? Muito bem detalhada. Fiquei até com vontade de ver o filme.
    Eu não sou muito chegada a filmes de super heróis mas filmes muito, muito bons como esse, a gente precisa ver!! Senão as pessoas ficam falando sobre ele e você não entende bulhufas do que está sendo dito hahaha
    Beijooo!
    Lu
    Blog Sem Spoiler

    • Oi, Lu! Tudo bem, e você?
      Muito obrigada pelo elogio, fico feliz que tenha gostado! ❤
      Hahahaha! Sei como se sente, me sinto assim com vários filmes e livros que estão em alta no momento. Mas acho que você não vai se arrepender de assistir X-Men, o ritmo e a história são muito legais! Só recomendo que assista ao First Class antes!
      Beijos

  6. Fiz questão de ir conferir o filme nos cinemas, “X-Men” são os meus heróis favoritos e não tinha como ficar indiferente com relação a um filme que juntava as duas gerações ❤ No geral achei bem bacana, gostei demais das cenas de ação e acho super legal essas ideias que o filme passa ao telespectador sobre a ignorância e as consequências dela, mas um cenazinha no final com relação a Mística estragou absolutamente tudo para mim :/ De qualquer forma, sempre poderei me lembrar do Mercúrio, a cena principal dele ficou tão sensacional que, assim como você, espero que o Evan Peters seja incluído no elenco dos próximos filmes! Adorei o post! Bjs
    Jéssica – http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    • Oi, Jéssica!
      Também fui ao cinema, acompanhar meu irmão… fui sem expectativas e saí apaixonada pelo filme ❤
      Tô apaixonada pela geração antiga, nossa! Mas qual cena da Mística você acha que pode ter estragado o final?
      Beijão e muito obrigada pelo elogio!

  7. Oie Pri =)

    Em minha opinião esse foi filme mais “digno” da franquia. Claro que não corrigiu os erros de cronologia do filme e mais uma vez o Wolverine teve muito mais destaque do que o necessário, mas no geral eu gostei muito do filme.

    Adorei a cenas do Mércurio e o Magneto é sempre muito amor <3!

    Ótimo post!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias…
    @mydearlibrary

    • Oi, Ane!
      Obrigada pelo elogio, que bom que gostou ❤
      Alguns erros sempre ficam meio "debaixo do tapete", e concordo que chamem uma atenção para o Wolverine que não existe na HQ, mas eu fiquei totalmente apaixonada pelo filme! *-*
      Vou sentir saudades do Magneto e do Charles antigos. ;-;
      Beijos!

  8. Oi Pri!
    Ai, meu Deus!! Estou louca para ver esse filme!
    Não sei se terei oportunidade de assiti-lo no cinema, mas estou extramente ansiosa para ver com meus próprios olhos como foi desenvolvida a história.
    Era apaixonada pelo desenho e acompanhei todos os filmes hahaha E que me lembre, não, a Kitty não tinha esse poder antes, rs. Espero que o filme supere minhas expectativas!!
    Beijos,
    Ká Andrade
    http://teens-books.blogspot.com.br/

    • Oi, Lu!
      Nossa, concordo plenamente! Deu uma nova vida mesmo à franquia! Agora acho que os filmes têm potencial pra fazer muita coisa boa, com o retorno dos personagens antigos!
      Beijos

  9. Excelente texto, Pri!
    Confesso que não acompanho muito filmes de super-heróis, mas, peraí, de X-Men eu gosto! E muito!
    Digo que gosto, mas não consigo muito. Na verdade, o meu gostar vem do fato de que assistia a versão animada de X-Men quando eu era criança. Eu adorava o modo como eles eram guerreiros e como sempre acabava tudo bem, apesar dos pesares.
    Como você disse no fim do texto, X-Men é excelente para desmistificar de que deve haver um padrão para super-heróis. Leio mutantes como “deficientes” (não só sentido da falta eficiência, mas por serem diferentes dos demais, com poderes especiais). Eu sou deficiente, mas nem tenho poderes especiais. Isso é triste (risos). Como se vê na história dos X-Men, os mutantes sempre foram tratados pela maioria como seres superesquisitos, que deveriam viver na exclusão etc. E, eles, driblando tudo isso, provam que são como todos os outros, com o diferencial de que tem algumas habilidades a mais, que pessoas convencionais não têm.
    Enfim… ainda vou dedicar um pouco do meu tempo a conhecer toda a história de X-Men. Fez parte da minha infância, devo honrar isso. =)

    Um grande abraço, moça!

    Sacudindo Palavras

    • Oi, Erica!
      Palmas para o seu comentário! Sua definição sobre os mutantes e sobre a forma com que lidam com todas as dificuldades atribuídas pelos outros seres humanos foi muito precisa! É isso, em parte, que me faz gostar tanto dos X-Men (já que os aliados de Magneto são mais radicais): eles sonham e acreditam em um mundo onde todos possam viver pacificamente, porque é dessa forma que tem que ser e é por isso que temos que lutar. Além do mais, os poderes deles são incríveis e as aventuras são sempre prazerosas de se assistir! =)
      Um abração!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s